A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

26/06/2014 06:24

Bar mais antigo da Afonso Pena reabre com promessa de funcionar até às 4h

Ângela Kempfer
Reforma é finalizada para a reabertura do Café Mostarda após 4 meses. (Foto: Marcos Ermínio)Reforma é finalizada para a reabertura do Café Mostarda após 4 meses. (Foto: Marcos Ermínio)

Depois de quatro meses de reforma, o bar mais resistente da Avenida Afonso Pena volta a funcionar amanhã e com uma novidade para acabar com o que sempre foi motivo de reclamação em Campo Grande. O Café Mostarda reabre as portas com a promessa de atender até às 4h da madrugada, como alternativa na cidade aos que não têm lugar para comer depois da balada.

Veja Mais
"Toma aqui uns 50 reais", Naiara Azevedo abre fim de semana eclético
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo

“Fizemos essa e outras mudanças a partir das sugestões que recebemos ao longo do tempo pelos nossos clientes”, justifica a gerente administrativa e financeira, Marilda Rezende.

A casa existe desde 1997. Ao contrário da concorrência, permaneceu firme na principal avenida de Campo Grande. “Além de nós, só o Park’s Burguer funciona há mais tempo”, lembra o proprietário Emerson Levy Dias.

Levyzinho, como é conhecido, comprou o bar em 2009, como forma de diversificar os negócios da família, principalmente, por conta da produção de suínos, carne com destaque hoje no cardápio.

Pouco mudou no lugar que já dava certo, mas no ano passado a casa antiga teve de ser melhorada para atender exigências de acessibilidade e segurança. “Fizemos o banheiro para deficientes físicos e também algumas modificações para atender aos bombeiros”, resume ele.

Outra novidade é a área kids, obra feita a pedido dos clientes fiéis. “Muita gente começou a frequentar o bar quando tinha 20 anos e agora, chegando aos 40, já tem filhos e quer trazer as crianças”, explica Marilda.

A ideia também é explorar melhor a Área Vip criada para receber grupos de até 60 pessoas. O espaço tem acústica que isola os demais sons do bar, mas para ocupar o local, é preciso consumo mínimo de R$ 40,00 por pessoa.

Porção de pastéis volta ao cardápio.Porção de pastéis volta ao cardápio.

Cardápio - Para o retorno com novos sabores, o Café incrementou o cardápio e mudou o chopp. Voltou a ser parceiro da Brahma e acrescentou peixe à lista dos petiscos. Agora o cliente pode pedir medalhão de pintado, por exemplo. O frango também entrou no menu, coberto por bacon. Forte da casa, os cortes suínos continuam, tanto em petiscos, quanto em pratos com acompanhamentos.

Na lista dos mais populares, a casa volta com a massa finíssima e crocante do pão piadina, com carne seca, tomate e queijos no recheio. Também há porções de pastéis (R$ 23,50), carpaccio (R$ 32,50), isca de pintado (R$ 35,00) e bolachas de provolone (21,50). O chopp da Brahma custa de R$ 4,00 (200 ml) a R$ 9,00 (500 ml).

A casa reabre na sexta-feira com som de DJ. Ainda não há bandas contratadas, apesar do Café ter nos planos a retomada desse tipo de atração. O couver artístico custa R$ 5,00.

O bar também passará a abrir mais cedo. De segunda a quinta, vai funcionar de 17h até 1h. Sextas, sábados e feriados, só fechará às 4h, com a cozinha aberta até às 3h. Aos domingos, abrirá às 16h e seguirá até 1h.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.