A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

25/02/2014 13:58

Cantora ganha publicidade dentro de ônibus com campanha "Use os fones"

Anny Malagolini
Cantora vai estampar campanha para educar passageiros de coletivos. Cantora vai estampar campanha para "educar" passageiros de coletivos.

Para diminuir as reclamações da música alta dentro do transporte urbano de Campo Grande, uma campanha publicitária pede: “Aproveite sua música com educação. Use fones de ouvido”. Em outro cartaz, a solicitação é por gentileza com idosos e deficientes físicos, que precisam ter os assentos preferenciais preservados. Outra "dica" fixada dentro dos ônibus é contra depredações: "Libere sua arte no papel, não rabisque".

Veja Mais
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje
Festival de Artes começa com público fraco, mas tem vocação para ser resistência

A protagonista acaba ganhando divulgação de graça. A cantora sertaneja Maria Izabel, imprime a sua marca em todos os cartazes fixados nos ônibus e desde de 2013 é a garota propaganda do Consórcio Guaicurus, ano em que começou a investir na carreira.

“O lance geral foi uma campanha educativa, para o público jovem, para o pessoal das escolas. Ela foi convidada porque conversa de igual pra igual”, explica o músico Marco Aurélio, que integra a equipe da cantora.

Segundo o compositor, a ideia é fugir do caminho tradicional. A escolha de Maria Izabel para ‘protagonizar’ esse tipo de projeto se dá pela postura da cantora, defende Marco. “Não vende bunda, nem peito”, justifica.

Para os responsáveis pela campanha, a ideia é conscientizar de forma geral. “Depredação é um desafio para nós e a convivência com idoso e portador deficiência física também”, explica o diretor do consórcio Guaicuru, João Rezende Filho.

No ano passado, a cantora já havia feito uma espécie de “turnê”, entre as escolas públicas de Campo Grande, também em parceria com as empresas de ônibus. “Resolvemos fazer uma campanha de volta as aulas. Chama a atenção, e está encaixada no público alvo. Embora não paguem passagem, são clientes”, explica.

Além do problema com o som alto...Além do problema com o som alto...
Sentar em banco destinado a idosos também é um problema na capital. Sentar em banco destinado a idosos também é um problema na capital.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.