A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

22/10/2011 09:56

Centro Cultural José Octávio Guizzo reabre com projetos audiovisuais

Ângela Kempfer

De terça a sábado da próxima semana, o audiovisual voltará ao Centro Cultural José Octávio Guizzo, o primeiro projeto depois da reforma do prédio, entregue na última quinta-feira.

Veja Mais
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje
Festival de Artes começa com público fraco, mas tem vocação para ser resistência

A sala Rubens Corrêa volta à ativa com exibições gratuitas de curtas e longas metragens.

A primeira sessão será do Cine de Horror na terça-feira, às 18h30, com Quebrando o Tabu - filme lançado neste ano que ainda não estreou nas salas de cinema de Campo Grande. Um documentário dirigido por Fernando Grostein Andrade sobre a jornada pelo mundo realizada pelo sociólogo e ex-presidente do Brasil (1995-2002) Fernando Henrique Cardoso, na qual o intelectual, liberto de um olhar autoritário e moralista, propõe à sociedade uma nova perspectiva – uma perspectiva cientifica, crítica e analítica – sobre um problema que assombra a realidade deste e de muitos outros países: o consumo e a dependência de drogas.

De quarta a sexta-feira o Centro apresenta o Cine Brasil, também às 18h30, começando por “Antes que o Mundo Acabe”, sobre a vida de um adolescente que cresce em seu pequeno mundo com problemas que lhe parecem insolúveis: uma namorada que não sabe o que quer, um amigo que está sendo acusado de roubo e como sair da pequena cidade em que vive. Tudo começa a mudar quando ele recebe uma carta do pai que nunca conheceu. Em meio a todas essas questões, ele será chamado a realizar suas primeiras escolhas adultas e descobrir que o mundo é muito maior do que a gente pensa.

No sábado o projeto termina com o Cineclube, às 14h. “Anjos do Sol”, filme sobre o mundo da prostituição infantil no Brasil por meio da história de Maria, uma menina de 12 anos vendida pelos pais. Ela cruza o Brasil numa longa jornada, forçada a se prostituir para sobreviver, enquanto busca um futuro melhor.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.