A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

16/04/2016 05:40

Com canções para sair da fossa, Safadão atrai 30 mil pessoas em show animado

Naiane Mesquita
Cantor esbanjou carisma e animação no palco (Foto: Marcos Ermínio)Cantor esbanjou carisma e animação no palco (Foto: Marcos Ermínio)

Wesley Safadão não para nem um segundo no palco. É capaz de mandar cinco, seis músicas de uma vez, sem firulas com o público. É naquele ritmo de forró, arrocha e uma mistura do Nordeste do País que o cantor começa a mostrar a sua faceta hiperativa. Em Campo Grande, como o grande ídolo da Expogrande, o músico demonstrou simpatia e uma verdadeira vocação à autoajuda, com letras que incentivam a volta por cima, principalmente após desilusões amorosas.

Veja Mais
Avião de Xuxa faz pouso de emergência após ser atingido por raio
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje

O show começou por volta da 1h da madrugada e terminou praticamente às 3 horas, deixando quem pagou pelo ingresso orgulhoso. Para abrir e fechar, ele cantou o que todo mundo queria ouvir, “Camarote”, uma de suas músicas de maior sucesso. Em seguida, mandou “Sou ciumento mesmo”, “Segunda opção”, “Leva eu pra tua casa”, “100% muito louco” e “Eu tô de boa”.

Deu uma paradinha para brincar com o público. “Eu digo sempre no meu show que todo relacionamento começa com Jorge e Mateus, termina com Pablo e a volta por cima é com o Safadão”, afirma. A descrição combina perfeitamente com a proposta de praticamente todas as músicas de Wesley. Tem o sofrimento e o amor, mas o que não falta mesmo é a “safadeza”, com direito a balada, amiga parceira de festa e aquela cutucada no ex, que fez uma escolha errada ao te deixar.

Paula Mattos aproveitou a visita e gravou uma canção com o músico (Foto: Marcos Ermínio)Paula Mattos aproveitou a visita e gravou uma canção com o músico (Foto: Marcos Ermínio)

Depois da brincadeirinha, o cantor já emenda um “Vai Safadão, vai Safadão”, seu hino repetido exaustivamente durante as três horas e outras músicas conhecidas pelo público, o que mostra que o artista é bem mais que “99% anjo e 1% vagabundo”. A estimativa do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) é de que 30 mil pessoas estiveram na Expogrande na noite de ontem, um número bom comparado aos outros dias de festa, que muitas vezes nem chegaram a conquistar uma plateia razoável. É importante lembrar que o show quase não foi esse recorde, já que a empresa Santo Show sofreu um embate com o Procon (Superintendência de Orientação e Defesa do Consumidor) que precisou intervir para garantir a meia-entrada aos estudantes, que tem direito a 40% do número de ingressos.

A atendente Alexandra Santos, 21 anos, estava desde as 18 horas esperando uma chance de ver Wesley. Equipada com um presente que incluía um porta retrato com a foto da família do músico, a bolacha favorita dele, um Oreo e outros doces, ela não arredava o pé da fila no camarim. “Sou fã dele desde o show no VillaMix, fiquei apaixonada. Olho todos os dias notícias sobre ele. Decidi dar o porta retrato porque ele vai casar agora, achei que seria um bom presente homenagear a família dele”, ressalta.

Na lista de fãs, admiradores supremos do cantor, estão os que adotam até o visual do músico. Edinho Sales, 29 anos, não tem vergonha das longas madeixas que deixou crescer por três anos e meio e faz progressiva para manter liso. “Faz tempo que eu gosto dele, uns sete ou oito anos. Minha família é do Ceará, então essa alegria eu carrego de lá”, diz, empolgado.

Alexandra fez uma caixa de presentes para o ídolo (Foto: Marcos Ermínio)Alexandra fez uma caixa de presentes para o ídolo (Foto: Marcos Ermínio)
Edinho é tão fã que deixou o cabelo crescer e faz progressiva para manter liso (Foto: Marcos Ermínio)Edinho é tão fã que deixou o cabelo crescer e faz progressiva para manter liso (Foto: Marcos Ermínio)

Músico, ele canta “mais forró”, na noite de Campo grande, com o grupo Forró de 2. “O que eu mais gosto no Wesley Safadão é essa humildade dele, bem do jeito que o povo do Ceará é”, se derrete. O amor foi tanto que ele até conseguiu uma foto rapidinha com o ídolo. Saiu com o sorriso de orelha a orelha.

Parceria em MS – Na metade do show, Safadão convidou a cantora e compositora sul-mato-grossense Paula Mattos para uma participação especial. Ela já havia se apresentado na Expogrande abrindo a apresentação do músico. “Em breve estarei lançando duas músicas de composição da Paula. Vocês tem a melhor compositora do Brasil atualmente, uma profissional muito talentosa. E hoje, aqui no palco, nós vamos gravar uma música em parceria, inclusive o vídeo vai ser gravado aqui, então vamos cooperar”, pediu.

Público cantou praticamente todas as músicas (Foto: Marcos Ermínio)Público cantou praticamente todas as músicas (Foto: Marcos Ermínio)

O nome da canção é “Chute Bomba” e fala sobre um casal problemático, ciumento, mas que se ama acima de tudo. Muito semelhante as outras canções de Safadão.

No final, o cantor ainda agradeceu Paula pelo “churrasco de hoje” e falou sobre outros músicos do Estado, dizendo que Campo Grande era “pé quente”. “Eu conversei com Munhoz e Mariano, Jads e Jadson e eles me falaram que se eu cantasse João Mineiro e Marciano vocês iriam gostar”, brincou, emendando o refrão “ainda ontem chorei de saudade”.

Para completar agradeceu a plateia pela animação sem fim, que incluiu não só as músicas para lá de agitadas de Safadão, mas uma lista de funks e canções da moda, como "Ta Tranquilo, Ta Favorável" e "Baile de Favela". “Em agosto do ano passado eu estive pela primeira vez em Campo Grande e sai daqui muito feliz, com a certeza de que eu iria voltar e se Deus quiser seria ainda melhor. Mas, acho que não imaginei que seria tão bom assim. Quero agradecer ao maior público da Expogrande até hoje”, frisou.

Finalizando, Safadão ainda contou que vai retornar a cidade no dia 14 de outubro, com a festa “Garota White”. “Quero ver todos de branco curtindo meu show”, convidou cheio de carisma, aproveitando para gravar um Snapchat e pedir para todo mundo marcar no Instagram #vaisafadão.

Clima foi de festa o tempo todo na arena da Expogrande (Foto: Marcos Ermínio)Clima foi de festa o tempo todo na arena da Expogrande (Foto: Marcos Ermínio)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.