A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

04/05/2014 21:29

Com força do rock e cover do Rei, Erasmo canta para a garotada e a velha guarda

Anny Malagolini
(Foto: Marcos Ermínio)(Foto: Marcos Ermínio)

A velha guarda do rock nacional ainda empolga e convida novos fãs a curtirem o que os pais ou avós ouviam na juventude. O cantor Erasmo Carlos fez show neste domingo no estacionamento do Shopping Campo Grande, e animou não só o espaço que já foi cenário de eventos do tipo, mas também aqueles que viveram a mocidade ao som do “Tremendão”.

Veja Mais
Humberto Gessinger, Ludmilla e Whindersson Nunes chegam no fim de semana
Ex-jogador de futebol abre diversão diferente: o jogo de sinuca com os pés

Família é ponto de referência na formação do gosto musical sim e, por “culpa” do pai, a dona de casa Lígia Molento, de 42 anos, virou fã de Erasmo. A vontade de conhecer o cantor, tirar uma foto é tanta que ela quase entrou no camarim de Erasmo à força durante o evento, mas os seguranças a tiraram do espaço que é reservado. “Eu o acho incrível. Além do gosto da infância, é só ver as letras, são de uma poesia sem igual”, define.

Lígia levou para o show o pai, o advogado Norberto Antônio, de 63 anos, que mantinha um LP do cantor até que teve de dar o disco de presente, por insistência da filha. “Eu gosto dele, é da minha época, mas a Lígia é fã mesmo”, justifica o pai.

Aos 16 anos, a estudante Maria Vitória também já de declara fã do cantor, além de outros artistas de ganharam fama nas décadas de 60 e 70, como Mutantes. “A gente traz isso da família, meus pais ouviam. O resto a gente descobre na internet”, explica.

A amiga de 18 anos, Laura Belo, também gosta do cantor e menciona as letras como motivo de uma admiração tardia. “Mostra o mundo de outra forma, diferente da mesmice das letras das bandas atuais”, crítica.

Por quase duas horas, Erasmo cantou os sucessos da carreira, que o público sabia na ponta da língua, como as canções “Gatinha Manhosa”, “Fama de Mau”, “Mulher”. Para abrir o show, a escolha foi pela nova canção “Gigante Gentil”, que também batiza o novo disco do cantor, lançado neste ano.

O show foi o momento para o pessoal na faixa dos sessenta relembrar a boa época que viveram ao som da jovem guarda. “Marcou a adolescência, e a gente volta ao passado relembrando músicas que a gente chegava a chorar de ouvir”, relembra a jornalista Maria Helena Brancher, de 60 anos.

Desde 1960, a dona de casa Rosa Planez, de 69 anos, diz ser fã de Erasmo. Mas só agora, pela primeira vez, pode assistir ao vivo uma apresentação do cantor. “O tempo judia, mas ainda é bom”, comenta sobre os cabelos brancos do Tremendão.

Entre os fãs, surgiram algumas histórias para contar. “Foi o xixi mais importante da minha vida”, diz o comerciante Jorge Chedid, de 62 anos, que há três anos, no banheiro de um restaurante do Rio de Janeiro encontrou Erasmo. A situação não foi das mais comuns. “Ele estava no mictório ao lado do meu e eu disse que foi o xixi mais importante da minha vida. Ele deu risada e depois ainda voltou na minha mesa”, lembra.

“Tantas emoções” - Parceiro fiel de Roberto Carlos, o público também ganhou a interpretação de “Detalhes”, com direito a participação do cover do rei, que por coincidência é sul-mato-grossense.

Robson Carvalho, de 63 anos participa de todos os shows de Erasmo desde 2009, a convite do cantor, que durante o show solta elogios, dizendo que ele é, na sua opinião, o imitador favorito do rei. A semelhança é incrível, e até a roupa é do estilo que Roberto costuma usar ao se apresentar.

O cover conta que nasceu em Miranda, e por muitos anos morou na Capital, mas há 40 anos não pisava em Campo Grande. “Mudou, é outra cidade”, comenta.

(Foto: Marcos Ermínio)(Foto: Marcos Ermínio)
Lígia foi embora do show sem a tão sonhada foto (Foto: Marcos Ermínio)Lígia foi embora do show sem a tão sonhada foto (Foto: Marcos Ermínio)
Orgulhoso Jorge conta a história de ter dividido o banheiro com o cantor (Foto: Marcos Ermínio)Orgulhoso Jorge conta a história de ter dividido o banheiro com o cantor (Foto: Marcos Ermínio)
Adolescentes são fãs da música que nasceu nos anos 60 (Foto: Marcos Ermínio)Adolescentes são fãs da música que nasceu nos anos 60 (Foto: Marcos Ermínio)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.