A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

14/08/2012 15:13

De olho na acessibilidade, bar novo na Afonso Pena terá elevador

Paula Vitorino
Bar será exclusivo da marca Heineken. (Fotos: Minamar Júnior)Bar será exclusivo da marca Heineken. (Fotos: Minamar Júnior)

No caminho inverso da maioria das franquias, empresários de São Gabriel do Oeste resolveram ampliar o negócio do interior para a Capital. A localização não tem novidade, a avenida mais movimentada de Campo Grande, a Afonso Pena.

Veja Mais
"Toma aqui uns 50 reais", Naiara Azevedo abre fim de semana eclético
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo

A intenção também é agradar com o que o campo-grandense já provou ter preferência: sentar na mesa de um bar, jogar conversa fora, comer e beber. O ponto é conhecido por outros bares que tentaram “carreira” no local (o último foi o JK), mas o maior diferencial pode ser visto logo na entrada: um elevador.

De olho nas leis de acessibilidade e nos consumidores em potencial desse grupo, o Divino Botequim é o primeiro do seguimento a ter uma plataforma de elevação para a entrada de portadores de deficiências.

“Uma rampa não ficaria boa para a altura do espaço, então resolvemos investir num elevador para garantir a acessibilidade”, diz um dos sócios, Rafael Matias.

Em São Gabriel, o bar existe há 2 anos e atende ao público especial com uma rampa.

Outro diferencial visto “de cara”, são as cores do bar: verde e preto. A combinação faz referência a marca de cervejaria Heineken, que será a única vendida pelo bar, em conjunto com a rede Coca-Cola.

A opção de exclusividade com a marca deve funcionar com mais um diferencial do bar, já que não significará preços mais baixos para a cerveja.

O outro sócio do bar é novato no ramo, mas não quando o assunto é inovação. Ricardo Sandri é o dono do primeiro cemitério da Capital a transmitir velórios pela internet.

Elevador vai garantir acesso de todos os clientes. Elevador vai garantir acesso de todos os clientes.

A tecnologia no bar deve ficar por conta de pré-visualizações de pratos do cardápio em tablets. O cliente vai poder escolher no cardápio e pedir para ver a imagem do pedido nos tablets utilizados pelos garçons.

Calmo - O estilo do bar na Capital deve ser mais “calmo” que o estabelecimento do Interior, que eventualmente é sede de festas.

“Aqui vai ser um ambiente mais calmo, formal, para as pessoas sentarem, conversarem, comerem e beberem com qualidade”, define.

A região é considerada residencial, de acordo com legislação do ano passado, e por isso o estabelecimento não conseguiu autorização para ter música ao vivo no espaço. “Mas ainda vamos tentar”, adianta.

Sem música, o foco deve ser para a transmissão de disputas esportivas, por exemplo. Quatro televisores, sendo um telão de 60 polegadas, irão transmitir eventos.

Aposta- A aposta na ampliação do bar para a Capital tem o objetivo de fazer a marca crescer. “Enquanto nosso ideias lá são vistas por 20 mil pessoas, aqui são mais de 800 mil”, diz.

Diante do estigma de campo-grandense só gostar de balada com sertanejo e preferir ficar em casa, o empresário defende que cada empreendimento tem seu diferencial.

“Todo mundo tem o direito de tentar, apostar no seu diferencial e público. Acho que cliente tem”, diz.

O Divino Botequim deve ser aberto para o público na próxima semana.




Realmente, moro no alto da Afonso pena e não freqüência bares da avenida, os custos sao muito altos, um roubo para ser exato.
 
Jorge afonso em 19/08/2012 09:49:17
Frequentador de bares nao lhes indico a opçao.. Pessima forma de atrair o publico oferecendo um tipo de cerveja, que terá o triplo do preço e com a mesma qualidade que encontramos em muitos outros bares!
 
Bruno Vinicius em 16/08/2012 10:56:19
Parabéns pela acessibilidade,são poucos os que pensam nas adversidades, todos estamos sujeitos a isso.Não bebo cerveja mas só por ser um bar calmo sem barulho exagerado, onde se pode conversar, já ta de bom tamanho. vamos compartilhar no facebook que será sucesso na certa!
 
NOELINA MARQES DIAS em 15/08/2012 11:34:15
OTIMA IDEIA, MAS...... QUANDO SE ESTACIONA NEM SEMPRE SE ENCONTRA VAGA PARA O CADEIRANTE E QUANDO SE TEM ESTA OCUPADO POR MAIS DE 1: 00 HR, PODERIA DESTINAR UMA VAGA SO PARA DESEMBARQUE E EMBARQUE, E DEIXAR SEMPRE UM DOS FUNCIONARIOS DE PLANTAO PARA AUXILIAR NA DESCIDA DO AUTOMOVEL, ENQUANTO O MOTORISTA ESTACIONA O CADEIRANTE CLIENTE ESPECIAL JA ESTARIA NA MESA FAZENDO SEUS PEDIDOS.. SUCESSO..
 
Paulo Sergio Otacio em 15/08/2012 10:43:25
Parabéns ao arquiteto Gabriel Lima e parceiros pelo belo e acessível projeto.
 
Rachel Lima em 15/08/2012 08:33:14

Mais do mesmo, sem nem uma novidade e com cerveja exclusiva, sei não.

Boa sorte.
 
Denis Luz Lara em 15/08/2012 07:44:34
REALMENTE FREQUENTAR UM BAR DA AFONSO PENA EM CAMPO GRANDE TEM QUE TER MUITO DINHEIRO, VOCE PEDE UM BALDE DE CERVEJA É UM ROUBO FORA OS 10% DO GARÇON, COUVERT, OU SEJA EU A MUITO TEMPO NÃO VOU, FINAL DE SEMANA FAZEMOS CHURRSCOS EM CASAS DE AMIGOS FICA MUITOOOO MAIS BARATO
 
andre luiz em 15/08/2012 07:18:25
Estou torcendo muito pelo sucesso do bar, mas acho que ele tem 90% de chances de fechar as portas após um ano... Hj o brasileiro começou a apreciar novas marcas e tipos de cervejas. Virou até moda que um guiche no shopping campo grande que vende variados tipos de cerveja é um sucesso. Para um bar pequeno como esse o ideal e se espelhar no Mercearia, Roca Botequim
 
Jose Nantes em 15/08/2012 01:32:33
Parabéns aos proprietários do bar pelo grande diferencial, acessibilidade. Que sirva de exemplo para todos os bares ou melhor para todos os lugares públicos.
 
Marta Oliveira em 14/08/2012 10:05:08
O problema é o preço dos alugueis de campo grande que não existem, a prefeitura sobre o valor do imovel para subir o iptu e quem paga o preço ? O proprietario repassa para quem vai alugar o imovel e este por sua vez repassa para os produtos que vai vender no imovel, então é complicado, se a prefeitura comprasse os imoveis pelo valor que eles falam que vale, todo mundo ia ter ap. em sao paulo e RJ
 
Maximiliano Nahas em 14/08/2012 05:21:35
Muito legal a iniciativa...sou um apreciador da Heineken...qual a numeração da Av. Afonso Pena..

Parabens aos investidores.... sucesso....
 
osmar cardoso em 14/08/2012 05:15:24
O PROBLEMA DE ESTAREM FECHANDO OS BARES AQUI SÃO OS CUSTOS DE BEBIDAS E DEGUSTAÇÃO. ELES SOBEM TANTO O PRECO QUE FICA DIFICIL FRENQUENTAR. TOMARA QUE ESSE ESTEJE NO PREÇO BOM.
 
ANDREIA PRISCILA em 14/08/2012 04:46:27
Parabéns pela atitude à acessibilidade, pensamento de quem enxerga longe. Sucesso com o novo empreendimento.
 
Marcelo Flores em 14/08/2012 04:33:09
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.