A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

01/12/2016 08:11

Ex-jogador de futebol abre diversão diferente: o jogo de sinuca com os pés

Thailla Torres
O jogo respeita todas as regras aplicada à sinuca, mas se joga com os pés. (Foto: Thailla Torres)O jogo respeita todas as regras aplicada à sinuca, mas se joga com os pés. (Foto: Thailla Torres)

O jogo segue as mesmas regras da sinuca, mas no lugar dos tacos, é a vez de mostrar habilidade com os pés. Em um galpão na Avenida da Capital, o empresário Daniel Ipolito, de 29 anos, abriu o Bola 8 Snookball, a sinuca de um jeito diferente.

Veja Mais
Procura-se um padrinho que ajude na guinada de um cantor sertanejo
Antiga casa noturna virou 2 na Afonso Pena e reabre com lounge e pub sertanejo

A ideia surgiu longe de Campo Grande e virou negócio por conta das lembranças de um ex-jogador de futebol. "Eu sempre vivi o futebol, comecei quando criança. Aos 13 anos sai da cidade para jogar fora, cheguei a jogar na categoria de base do Atlético Sorocaba e Noroeste Bauru", recorda Daniel.

As bolas tem aparências das de bilhar, mas do tamanho da bola de futebol. As bolas tem aparências das de bilhar, mas do tamanho da bola de futebol.

Depois de alguns anos pelo Brasil, Daniel voltou à cidade após acidente que o impediu de seguir adiante com o sonho de ganhar o mundo. Longe do campo, sobreviveu a um traumatismo craniano, superou o coma e após um ano de recuperação, voltou a andar. 

Ele prefere falar pouco do assunto, para que não pareça promoção em cima de um momento deliciado na vida. Mas de fato, Daniel carrega na história a superação. Depois de dar a volta por cima, não retornou aos campos de futebol, mas garante que hoje é realizado profissionalmente. "Achei que nunca mais jogaria bola na vida, mas eu acredito que tive uma nova chance e comecei a encarar outra profissão", conta.

Daniel se formou em Direito, atua na área e há poucos dias realizou o sonho de trazer o snookball para a cidade. "Aqui, eu nunca tinha visto em lugar algum. Já vi em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. Mas como o futebol sempre foi uma paixão na minha vida, eu comecei a pesquisar e estudar um plano para trazer o espaço", explica.

O lugar é um bar esportivo e ao mesmo tempo divertido. Não é uma regra saber futebol para jogar, mas quem tem habilidade no campo, certamente acaba se dando melhor.

Mesmo assim, o jogo surpreende, chama atenção e diverte quem se arrisca. "São as mesmas regras da sinuca, com bolas maiores e menores. São 15 bolas e quem começa encaçapando já escolhe a menor. Mas acaba misturando com algumas regras do futebol, você pode jogar com os pés, a cabeça, joelho e ombro, mas nunca tocar com as mãos", reforça.

Fim de semana o espaço fica lotado. É brincadeira e esporte para adultos e crianças.Fim de semana o espaço fica lotado. É brincadeira e esporte para adultos e crianças.

Os pacotes são pagos por hora e dentro do tempo é possível jogar o quanto quiser. A vantagem é o preço, quanto mais amigos, menor é o valor. A hora custa R$ 50,00. Se for um time de 4, o preço cai para R$ 12,50 por pessoa.

O lugar é amplo, sendo que as mesas, ou melhor, o campo tem 3 metros de largura e 5,5 metros de comprimento. As bolas são estilizadas, semelhantes a de bilhar, mas do tamanho de uma bola de futebol com mesma leveza.

Na hora do jogo, o dono sugere que, mesmo quem não saiba jogar, abuse da brincadeira. "Não tem muita dificuldade, mas o que vale é tentar. Para alguns pode ser mais difícil, mas para alguns é um esporte e para outros pode ser uma diversão. A gente recebe muita família", sugere.

O horário de funcionamento é de terça a domingo a partir das 18h. Fica na Avenida Capital, 109, Vila Rica.

Curta o Lado B no Facebook.

São 10 pistas de sinuca que cabe até 6 pessoas em cada. (Foto: Thailla Torrres)São 10 pistas de sinuca que cabe até 6 pessoas em cada. (Foto: Thailla Torrres)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.