A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

05/12/2014 14:32

Fãs não conseguem ressarcimento de show de Júlio Iglesias e falam em calote

Elverson Cardozo
Turnê de Julio Iglesias no Brasil. (Foto: divulgação)Turnê de Julio Iglesias no Brasil. (Foto: divulgação)

Depois do troca-troca de datas para o show do cantor espanhol Julio Iglesias que, finalmente, se apresentou em Campo Grande, na quarta-feira (3), na Diamond Hall, o descontentamento, agora, é com o ressarcimento.

Veja Mais
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'
Com poucas opções, veja onde curtir as festas de fim de ano em Campo Grande

Fãs que não conseguiram ir ao show – por conta da desorganização e das mudanças em cima da hora – esperavam, ao menos, receber de volta o valor pago no ingresso. O problema é que, segundo denúncias, isso não está acontecendo.

A secretária Giane Bastos, de 38 anos, não teve outra saída senão recorrer ao Facebook. Fez isso depois de tentar todos os contatos possíveis. Primeiro ligou no stand de vendas, no Shopping Campo Grande.

A informação repassada pela funcionária, narrou, era de que o nome dela estava na lista, mas o prazo para ressarcimento ainda era indefinido e, por isso, seria necessário aguardar a ligação da empresa.

Na segunda vez, relata, informaram que a lista de solicitações para ressarcimento estava grande e o valor total de reembolso chegava a pelo menos R$ 300 mil. Na terceira tentativa, o telefone deu desligado.

Ela também diz ter procurando, no Facebook, um dos responsáveis pela organização do show, Thiago Cance, mas o perfil dele está bloqueado. “E você faz o que? Perde R$ 850,00 e deixa para lá. Na-na-ni-na-não”, registrou.

A secretária está indignada com a situação e promete acionar toda a imprensa. “Por que, na boa, você compra ingresso para um dia que pode ir. Se mudam várias vezes, você não tem que largar tudo e ir quando eles querem. Não quero saber. Quero o meu dinheiro de volta”, escreveu.

Para ela, desligar os telefones, como os responsáveis tem feito, é agir de má-fé. “Gente que não é acostumada a mexer com shows não pode continuar”. Mas Giane ainda tem esperanças. “Acredito que eles vão devolver, mas não vou ficar esperando uma eternidade”, avisa.

Angela Costa, outra fã que se sentiu lesada, fez como Giane: recorreu à rede social, depois de tentar os meios oficiais. Ela pagou R$ 1.250,00 por dois ingressos, mas, por conta das trocas de datas, não pode ir.

“Fui ao shopping ver a devolução no quiosque que comprei. Já não estavam lá”, conta. A mulher não tem outra palavra para definir o que aconteceu: pilantragem. ”Lá vou eu, de novo, lutar pelos meus direitos. Ando casanda disso. Vou no Procon e quero meu dinheiro de volta, em dobro”, finaliza.

O show do espanhol Julio Iglesias foi remarcado três vezes. A apresentação seria no dia 21 de novembro, passou para 7 de dezembro e foi antecipada para o dia 3.

Sem retorno - O Lado B também ligou no número do stand de vendas (67-96193890), mas o celular está na caixa postal. O canal procurou, ainda, os responsáveis pelo evento, Thiago Cance, Rodrigo Insfran e Fabiano Ribeiro Rodrigues, sócio-proprietário da Feito Eventos, empresa que trouxe Julio Iglesias para Campo Grande. Ninguém atendeu às ligações.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.