A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

06/05/2016 16:33

Festa da Farinha investe em shows de Guilherme e Santiago, Matheus e Kauan

Naiane Mesquita
Guilherme e Santiago é a atração no sábado da Festa da Farinha Guilherme e Santiago é a atração no sábado da Festa da Farinha

Na 11ª edição, a Festa da Farinha de Anastácio começa hoje com o inusitado, o maior saco de farinha do mundo com 4.300 kg de farinha, e quitutes especiais de brigadeiro de mandioca a tapioca de vários sabores. A programação ainda conta com shows sertanejos e da dupla de repentistas Caju e Castanha.

Veja Mais
"Toma aqui uns 50 reais", Naiara Azevedo abre fim de semana eclético
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo

O prefeito da cidade, Douglas Melo Figueiredo (PDT), afirma que espera cerca de 25 mil pessoas na festa, um aumento em relação ao ano passado. “Até porque as atrações estão maiores, como o Matheus e o Kauan, que estão no maior sucesso do País, o Caju e Castanha, uma dupla de repentistas famosa e o Guilherme e Santiago. O espaço é mais amplo, todos poderão assistir ao show de forma confortável, a entrada é gratuita, mas em um lugar fechado por questão de controle de segurança. Queremos que os visitantes andem tranquilos na festa."

Este ano, a festa mudou de local. Ao invés de ser realizada na avenida principal da cidade, os shows e outras atrações serão na Praça de Eventos Arandú. A cidade fica a 135 quilômetros de Campo Grande. "Estamos na maior expectativa. Temos o maior saco de farinha do mundo, nossa farinha é especial, orgânica, integral e artesanal. Feita da mesma forma há 80 anos. O ano todo os produtores se preparam para a festa”, afirma Douglas.

Com entrada gratuita, incluindo os shows, a praça da alimentação abre a partir das 19 horas, enquanto a programação musical será às 20 horas. No dia 6 de maio, será a vez do sertanejo universitário do Matheus e Kauan, no dia 7 de Caju e Castanha e a dupla Guilherme e Santiago.

Além do forró que deve embalar o público no sábado, a cultura nordestina está mais que representada na Praça da Alimentação, onde 300 famílias são responsáveis pelos pratos.

“Tem tapioca de todo jeito, buchada de bode com pirão, coxinha, brigadeiro de mandioca. São 55 itens que são realizados nesse sentido. 300 pessoas envolvidas, todas da zona rural, do pequeno produtor, que é treinado na questão sanitária para participar da festa. Eles que tomam conta da praça da alimentação e no final a arrecadação é radiada entre eles”, frisa o prefeito.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.