A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

23/11/2014 08:45

Festival com 12 bandas tem super estrutura e atrai roqueiros mesmo sob chuva

Aline Araújo
Mesmo com chuva Rock festival arranca elogios de presentes.Mesmo com chuva Rock festival arranca elogios de presentes.

Cerca de três mil pessoas passaram pelo Rock Festival nos dias 21 e 22 de novembro, mas a estrutura montada na Estância Aconchego, no bairro Octávio Pécora, em Campo Grande, comportava bem mais que isso e não deixava desejar em relação a outros eventos do tipo.

Veja Mais
"Toma aqui uns 50 reais", Naiara Azevedo abre fim de semana eclético
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo

Os R$ 100 mil do FIC (Fundação de Investimento Cultural), foram bem aplicados e garantiram, além de 12 bandas no palco, um ambiente com tendas para abrigar quem foi ao evento, praça de alimentação e estandes com produtos ligados a rock como camisetas e acessórios. O som se propagava com qualidade e as cervejas estavam em preço promocional, quatro por R$10,00.

O evento que reuniu motociclistas de vários lugares e apaixonados pelo rock e surpreendeu quem foi pelo tamanho, até porque a entrada foi solidária, com a doação de uma lata de leite em pó, recebido pelo grupo “Aliança dos Amigos” que vai distribuir entre várias instituições e famílias carentes em Campo Grande.

As amigas aprovaram e gostariam que o festival tivesse  mais edições. As amigas aprovaram e gostariam que o festival tivesse mais edições.

“O evento foi feito com recursos do FIC, com a entrada das pessoas com uma lata de leite porque nosso objetivo é comemorar 15º anos de fundação dos Motors Vivos - Moto Clube do Brasil e não gerar lucro. Foram oito meses preparando e é muito gratificante saber que as pessoas estão reconhecendo esse trabalho”, afirmou o professor universitário José Leonel Ribeiro, de 53 anos, organizador da festa.

A chuva de sábado pode até ter diminuído o movimento do festival, mas não animação. “Fiquei encantada com a estrutura. Eu gostei de tudo, nunca teve um evento desse porte aqui, com tantas bandas e além de tudo fins filantrópicos”, comentou a motociclista Marcia Vieira, de 52 anos.

Marcia estava com as amigas Fabiana Watanabi, Giselly Semler e Fabiane Souzal, que também aprovaram a realização do festival. A praça de alimentação, montada sob uma lona de circo, abrigava as pessoas da chuva além de se transformar em um ponto de encontro no clima de mesa de bar. Ali os grupos de amigos tinham o conforto de sentar e conversar, em um dos espaços criados para o evento na estancia com 4 mil m².

 

Vários moto clubes estiveram presentes. Vários moto clubes estiveram presentes.

Os amigos Yasmin Rodrigues, de 17 anos, e Diego Moreira, de 25, estavam aproveitando a festa e a chuva não atrapalhou o programa de sábado. “Valeu a pena ter saído de cassa, está muito massa, o lugar é ótimo e deveria ter muito mais”, contou Yasmim enquanto a banda Rivers se apresentava no palco.

Participaram também dos festival as bandas Tio Zé, Pedrada Blues, Muchileiros, Hollywood Cowboys, Bando do Velho Jack, Yuri Arraes, Wisky de Segunda, A Banda de Ontem, Big Field Paradise, Rivers, Beatles Maníacos, Black Tie, Armazém Brasil.

O organizadorl afirma que “o futuro a Deus pertence” e não dá para prever se o festival terá uma segunda edição, mas se disse satisfeito com o resultado da primeira edição, que com certeza vai deixar saudades em quem compareceu.

A praça de alimentação se transformou em um ponto de encontro. A praça de alimentação se transformou em um ponto de encontro.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.