A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

26/08/2014 03:00

Festival sertanejo tem 6h de músicas e encerramento com Munhoz e Mariano

Elverson Cardozo
Festival durou 6 horas. (Foto: Marcelo Victor)Festival durou 6 horas. (Foto: Marcelo Victor)

Cerca de 13 mil pessoas compareceram ao Festeja, festival sertanejo realizado no Shopping Bosque dos Ipês, em Campo Grande. O evento, que marcou o primeiro ano de funcionamento do centro comercial, teve 6 horas de músicas ininterruptas (das 19h às 1h) e contou com as participações de Cristiano Araújo, Pedro Henrique e Fernando, Thiago e Graciano e dos Sul-Mato-Grossenses Munhoz e Mariano.

Veja Mais
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'

No palco do Festeja cada um deles deu um show diferente. Pedro Henrique e Fernando, por exemplo, tocaram e cantaram sucessos conhecidos como “Vou lhe usar”, “Doi Né”, “Amor de Chocolate”, do cantor Naldo, e até "Show das Poderosas", da funkeira Anitta.

Cristiano Araujo embalou o público com “Bará, bará, bará, Berê, berê, berê”, “Maus Bocados”, “Hoje sou seu meu bem” e o hit Lepo Lepo”, entre outros que fizeram a multidão vibrar. Munhoz e Mariano, os mais aguardados da noite, subiram ao palco às 23h30, cantando “Balada Boa”. “Meu Deus do céu / Aonde é que eu tô / Alguém me explica, me ajuda, por favor...”.

Na sequência, eles executaram “Alô final de semana chegou”, “Alô to num bar”, “A Bela e o Fera”, “Copo na mão”, “Tam Tam”, além de outros sucessos. A dupla aproveitou o evento para lançar o novo show da turnê “Nunca Desista”, nome do DVD que será lançado em setembro.

Munhoz e Mariano encerraram o evento. (Foto: Marcelo Victor)Munhoz e Mariano encerraram o evento. (Foto: Marcelo Victor)

A música mais recente, “Longe Daqui”, gravada com Luan Santana, também foi apresentada. Camaro Amarelo, canção que lançou os dois no cenário nacional, ficou para o final.

Aos fãs, eles retribuíram o carinho. “Vocês são o público mais foda que existe”, disse Munhoz. “Passa um filme na cabeça da gente toda vez que a gente vem para cá. Devemos tudo isso a vocês. Nós temos orgulho de sermos Sul-Mato-Grossenses”, emendou Mariano: “Voltar para Campo Grande em uma data como essa não tem preço”, acrescentou.

Com bom humor, Munhoz se lembrou do começo da dupla.”Chamavam a gente de beberrão”, comentou, aproveitando para cantar um trecho de "Beberrão". "Nóis é beberrão, nóis é biscateiro/ Nóis tem conta no bar, no açougue e no puteiro / Nóis é beberrão, nóis é biscateiro / Nóis tem conta no bar, no açougue e no puteiro...”

Do início ao fim, os fãs se mostraram bem animados, especialmente nas performances de Mariano, que não economizou no rebolado. A estudante Amanda Ribeiro, de 16 anos, está no time das “loucas” pela dupla.

Fã de Munhoz e Mariano, Amada fez desenho para os cantores. (Foto: Marcelo Victor)Fã de Munhoz e Mariano, Amada fez desenho para os cantores. (Foto: Marcelo Victor)

Ele levou ao show um desenho feito à mão. A garota passou três dias reproduzindo os rostos dos cantores e queria entregar o “mimo” a eles. “É o segundo que eu faço. Meu sonho, há 6 anos, é tirar uma foto com eles, mas nunca tive oportunidade”, contou.

Amanda nunca ficou lado a lado com os campo-grandenses, mas afirma que eles representam muito para ela. “No momento que mais precisei, quando minha mãe ficou doente, eles gravaram uma música chamada Uma Saudade”, comentou, sem entrar em detalhes.

Estrutura – O Festeja Campo Grande foi realizado no estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês e contou com uma estrutura que incluiu painéis de LED de alta definição, efeitos audiovisuais, sinalização visual, decoração temática e cenografia exclusiva.

Show reuniu aconteceu no estacionamento do shopping. (Foto: Marcelo Victor)Show reuniu aconteceu no estacionamento do shopping. (Foto: Marcelo Victor)

Os fãs puderam assistir às apresentações no bangalô, camarote, área vip e na pista. Quem foi, gostou. A estudante Larissa Arantes, de 18 anos, elogiou a segurança. “Não brigas, tumulto, nada”.

Na avaliação dela, o evento foi uma “grande ideia”. A irmã da jovem, Aline Correa, de 16 anos, concorda e diz que o festival realizado do shopping não fica atrás de shows realizados em grandes parques, por exemplo. “Eu gostei bastante”, resume.

Quem também gostou foi o estudante de direito Plínio Keoma de Alcântara, de 25 anos. Ele elogiou a segurança e viu vantagem estacionar o carro dentro do shopping, mas não ficou tão feliz com área vip. “Estava apertada de um lado. O povo ficou de um lado só. Mas foi só isso. O resto foi top de linha, perfeito”, elogiou.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.