A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

10/12/2015 06:34

Mostra de teatro terá texto de Chico Buarque e clássico de Ariano Suassuna

Adriano Fernandes
O Santo e a Porca é uma adaptação de um dos maiores clássicos de Ariano Suassuna.(Foto: Divulgação)O Santo e a Porca é uma adaptação de um dos maiores clássicos de Ariano Suassuna.(Foto: Divulgação)

De hoje até o próximo domingo, a 2° Mostra Fulano Di Tal de Teatro comemora 12 anos do grupo de teatro de mesmo nome. São 5 peças teatrais, do infantil ao drama. Na programação, tem leitura de texto escrito por Chico Buarque e adaptação de um dos maiores clássicos de Ariano Suassuna. 

Veja Mais
"Toma aqui uns 50 reais", Naiara Azevedo abre fim de semana eclético
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo

A programação será aberta hoje, com 16 atores fazendo a leitura dramatizada do texto “A Ópera do Malandro”, de Chico Buarque. O elenco, composto pelos sete integrantes do Fulando Di Tal, também terá nove convidados selecionados nas oficinas do grupo, realizadas durante o ano. O espetáculo ainda está em fase de produção e a previsão é de que a estreia seja no ano que vem.

Amanhã haverá sessão da peça “Subcutâneo – o que te define está por debaixo da pele”, única montagem que não é de autoria do grupo. No elenco, os atores Leandro Faria e Philipe Faria são dois personagens confinados em um esconderijo, sob o risco de serem perseguidos, depois que o País levou um golpe de estado.

No sábado e também no domingo, serão duas sessões do infantil “O Apagão”. As duas apresentações serão às 16h e a entrada vai ser um quilo de alimento não perecível, um brinquedo ou um agasalho. O público também pode doar ração animal para gatos ou cachorros. Os materiais arrecadados serão doados para a AACCMS (Associação dos Amigos das Crianças com Câncer) e a AMMAR (Associação Mundo Melhor para Animais de Rua).

Também no sábado, tem o monólogo autobiográfico “Baixio dos Doidos”. No Palco, o ator e cantor Begét de Lucena vive um homem que relembra as memórias de um relacionamento fracassado, enquanto se prepara para uma mudança. Esta será a última apresentação do monólogo, que é encenado desde fevereiro deste ano com casa cheia.

O espetáculo de encerramento é “O Santo e A Porca”, adaptação da comédia escrita por Ariano Suassuna. A peça é uma das mais antigas da companhia e já foi assistida por mais 6,5 mil pessoas, tanto em Campo Grande como em outras seis cidades por onde já estreou.

A primeira Mostra Fulano Di Tal de Teatro, ocorreu ainda em 2013 no Grupo Teatral de Risco. Esta segunda edição também marca a saída dos atores Fran Dahm e Bruno Loiácono da companhia.

Sob direção de Marcelo Leite, o Fulano Di Tal ainda é composto pelos atores Begèt De Lucena, Bruno Yudi, Maria Fernanda Fichel, Marjorie Matsue, Rayra Calin e Vini Ferreira.

Todos as apresentações ocorreram no Teatro Aracy Balabanian, no Centro Cultural José Octávio Guizzo. Com exceção das apresentações do infantil “O Apagão”, que tem doação como ingresso, os valores das outras peças são R$ 10,00 inteira e R$ 5,00 meia-entrada, com sessões sempre às 20h. Para a leitura dramatizada de "A Ópera do Malandro" a contribuição é espontânea.

Curta a pagina do Lado B no Facebook.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.