A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

04/10/2012 13:02

Multilinguagem em musical tem poesia de Manoel de Barros

Elverson Cardozo
Poesias de Manoel de Barros ganham vida em show musical que mistura linguagens. (Foto: Elverson Cardozo)Poesias de Manoel de Barros ganham vida em show musical que mistura linguagens. (Foto: Elverson Cardozo)

Nada de brincadeirinhas sem graça ou daquela velha história de querer descomplicar, facilitar tudo. Crianças são inteligentes e têm, sim, capacidade para entender “coisas de adulto”, ainda mais quando o assunto vem de um adulto-criança, como Manoel de Barros, o poeta das coisas desimportantes.

Veja Mais
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'
Com poucas opções, veja onde curtir as festas de fim de ano em Campo Grande

“Às vezes quando você faz um espetáculo para crianças você acaba tendendo a idéias muito preconceituosas sobre o que é uma criança. Não há condições ou facilidades. Há um entendimento da criança como ser humano pleno e capaz de poesia, porque toda criança nasce poeta”.

É assim que pensa Luiz André Cherubini, diretor geral do show musical Crianceiras, que estréia nesta quinta-feira (4), às 18h30, no Teatro Prosa do Sesc Horto, em Campo Grande.

Atores interagem com público e animação em 3D. (Foto: Elverson Cardozo)Atores interagem com público e animação em 3D. (Foto: Elverson Cardozo)

O espetáculo infantil tem como conteúdo principal as obras do poeta Manoel de Barros, o Nequinho, como é conhecido entre familiares. Trata-se de uma apresentação que mistura música, imagem, vídeo, dança e animação em 3D.

O destaque vai para as 10 canções que compõe o show. São poemas musicados pelo cantor, compositor e instrumentista Márcio de Camillo, que mora em Campo Grande.

A idéia surgiu há duas décadas, após uma visita ao poeta, mas foi há 5 anos que o projeto começou a ganhar forma.

“Me vi maduro para fazer isso. Comecei a trabalhar na obra e fui à casa dele pedir autorização. Ele pediu que eu me aprofundasse e foi assim”, disse, ao contar que passou anos lendo Manoel de Barros, buscando uma forma de retratar a simplicidade do poeta que, dentre tantos neologismos, inventou “crianceiras”, o nome do espetáculo e do CD que lançou no ano passado.

“Foi uma homenagem que eu fiz a todas as crianças. Eu queria ensinar para minha filha poesia de uma maneira diferente”, destacou, se referindo ao CD, indicado ao Prêmio da Música Brasileira como melhor álbum infantil.

Apresentação - O show tem duração aproximada de 50 minutos e será apresentando em cenas. No palco, Marcio terá a companhia de dois músicos e dois atores, que vão dançar, interpretar e interagir com o público e com as animações que serão exibidas em um telão posicionado na parte de trás. Os desenhos foram extraídos dos quadros deMartha Barros, filha do poeta.

Poemas foram musicados pelo cantor, compositor e instrumentista Márcio de Camillo.  (Foto: Pedro Peralta)Poemas foram musicados pelo cantor, compositor e instrumentista Márcio de Camillo. (Foto: Pedro Peralta)

A platéia pode esperar por surpresas. “Em um determinado momento o ator brinca com os personagens da tela. Ele tira o chapéu e um peixe fica passando por cima dele. O peixe mergulha no chapéu e, de repente, ele mexe, joga o chapéu e há uma explosão de cores na tela”, adiantou o diretor.

Os ritmos musicais passeiam da catira (marcado pela batida de mãos e pés) ao minueto. As danças apresentam misturas. Os figurinos, aproximadamente 15, também são diversificados. Tem até roupas do século XIII.

A ideia, segundo Luiz André, foi misturar elementos para mostrar a riqueza cultural de Manoel de Barros. “Ele não é um poeta de uma coisa só. É um poeta múltiplo”, disse.

Márcio concorda e diz que a obra de Manoel permite essa mistura. “Você abre uma fonte de inspiração inesgotável em uma página do livro. Eu acho que ele merece isso daqui, essa junção de linguagens”, destacou.

Apesar de ser um show destinado a crianças, o espetáculo promete agradar quem já deixou as fraldas de lado. Quem não se encanta com o humor, mordacidade, sem-vergonhice, sem-cerimônia, as brincadeiras e a profundidade de Manoel de Barros? “As crianças, desde a mais tenra idade, são capazes de entender isso”, pontuou o diretor.

Produção - Crianceiras foi idealizado há anos e deu trabalho para ser montado. Só de ensaio para a primeira apresentação foram três meses. No time de profissionais envolvidos – alguns de outros Estados -, mais de 40 nomes.

Diretor geral do Crianceiras, Luiz André Cherubini, veio de São Paulo. (Foto: Pedro Peralta)Diretor geral do Crianceiras, Luiz André Cherubini, veio de São Paulo. (Foto: Pedro Peralta)

A proposta de estrear fora daqui, em grandes centros, por exemplo, encheu os olhos dos organizadores, mas nãos seria justo com o poeta que escolheu viver na Cidade Morena.

“Houve propostas para se estrear esse espetáculo em São Paulo. Tem coisas que seriam muito produtoras porque envolveria cachê alto para apresentar em um lugar grande, um grande teatro, com uma estréia grandiosa, mas o Márcio e toda equipe bateram o pé o tempo todo de que a estréia deveria ser aqui, porque é a terra de Manoel de Barros”, afirmou o diretor.

Serviço – A estréia de Crianceiras acontece hoje, às 18h30, mas haverá segunda sessão às 20h30. O espetáculo será reapresentando amanhã (5), nos mesmos horários.

Ingressos estão sendo comercializados a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada). Venda antecipada na Livraria Le Parole, localizada na rua Euclides da Cunha, 1.126, no Jardim dos Estados.

O Teatro Prosa do Sesc Horto fica na rua Anhanduí, 200, centro de Campo Grande.




Também gostaria de saber se os ingressos serao vendidos no local...
 
Erika Rodrigues em 05/10/2012 08:23:01
"O cú da formiga é mais importante pra humanidade que a bomba atômica."
 
LUIZ EUGENIO DE ARRUDA em 05/10/2012 00:31:06
Os ingressos serão vendidos na hora do espetáculo ?
 
Larissa Villalba em 04/10/2012 19:26:08
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.