A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

18/04/2015 07:12

Na despedida das passarelas, Gisele Bündchen recebeu estudante de Camapuã

Elverson Cardozo
Letícia no camarim da modelo, no SPFW. (Foto: Arquivo Pessoal)Letícia no camarim da modelo, no SPFW. (Foto: Arquivo Pessoal)

Letícia Moreira Cardoso, uma adolescente de 16 anos, estudante do último ano do ensino médio e moradora de Camapuã, a 133 quilômetros de Campo Grande, foi uma das 11 fãs escolhidas a dedo para assistir à despedida de Gisele Bündchen das passarelas, no São Paulo Fashion Week, e ter um encontro com ela no camarim.

Veja Mais
Humberto Gessinger, Ludmilla e Whindersson Nunes chegam no fim de semana
Ex-jogador de futebol abre diversão diferente: o jogo de sinuca com os pés

A garota diz ter se aproximado da loira nos últimos meses, por conta de uma conta no Instagram, onde posta frases de inspiração. “Ela começou a me seguir porque quando comecei, há um ano, eu sempre marcava os famosos”, conta. “Só que, antes disso, eu tinha feito um de fã clube para ela”, acrescenta.

Fato é que a modelo – ou a assessoria dela – escolheu Letícia, e mais um garoto de Campo Grande, além de outros 9 fãs, para o encontro. “A irmã dela, a Rafaela Bündchen, entrou em contato comigo pelo direct, uns 20 dias antes, dizendo que eu havia sido selecionada. Fiquei muito emocionada. Na hora quase surtei. Nossa, não acreditava. Li aquilo e fiquei um tempão segurando o celular”, relembra.

Se o convite causou todo esse alvoroço, ver Gisele entrar na passarela pela última vez foi uma emoção daquelas. “Foi emocionante de todas as formas que você pode pensar. Foi uma vibração total, todo mundo gritando. Foi maravilhoso”, descreve.

Simpática, Gisele fez até careta. (Foto: Arquivo Pessoal)Simpática, Gisele fez até careta. (Foto: Arquivo Pessoal)

O encontro no camarim, momento mais aguardado, aconteceu depois do tumulto comum nessas situações e após 20 minutos de espera, mas foi único. “Eu tinha pulseira de acesso especial. Fomos separados por grupos, três por vez”, lembra.

A primeira fã, uma garota de Curitiba, perguntou por Tom Brady, marido de Gisele, e foi apresentada ao jogador. “Ele estava muito tímido, só que foi bem querido, sorriu e tal”, conta.

Letícia foi a segunda da vez e tentou aproveitar ao máximo o tempo ao lado da modelo. “Ela estava com a mãe e as cinco irmãs no camarim. A assistente perguntou meu nome e eu falei. Quando ela me viu, falou 'oi', me abraçou, de um um beijou e lembrou de onde eu era. Tinha feito um cartaz com montagem de fotos e uma frase, mas acabei esquecendo no hotel, aí virei, falei que não tinha levado nada por conta disso e ela disse: 'não precisa. Você está aqui, não está? Isso é suficiente para mim. Obrigada'”, recorda.

Mesmo assim, a estudante encontrou uma forma de mostrar o imenso carinho que sente por Gisele. “Falei a frase do Fernando Pessoa que estava no cartaz: “Tudo o que é bom dura o tempo necessário para ser inesquecível.”

O encontro de Letícia com a modelo mais bem paga do mundo, que encerrou suas participações nas passarelas aos 34 anos, durou pouco: 5 ou 10 minutos, no máximo. De lembrança ficaram as poucas palavras trocadas e uma camiseta autografada. 

Assista abaixo  ao vídeo da primeira entrada de Gisele, feito pela estudante

Na despedida das passarelas, Gisele Bündchen recebeu estudante de Camapuã



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.