A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

24/07/2015 06:45

Na festa do diploma, para dança de formandos dar certo é preciso muito ensaio

Paula Maciulevicius
Turma de Odontologia da Uniderp do ano passado fez show na formatura. (Foto: Studio Roberto Machado)Turma de Odontologia da Uniderp do ano passado fez "show" na formatura. (Foto: Studio Roberto Machado)

Dos casamentos para as formaturas. As coreografias agora saíram dos noivos e chegaram até os pés de quem acabou de pegar o diploma. Os bailes que apresentam os mais novos profissionais para os familiares e amigos têm ganhado verdadeiros shows. Num mix de músicas, a turma toda ou parte dela dança de sertanejo ao funk, tudo igualzinho, coreografado e ensaiado anteriormente.

Veja Mais
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'
Com poucas opções, veja onde curtir as festas de fim de ano em Campo Grande

Depois de ver a apresentação da turma de Odontologia da Uniderp, as formandas de Direito da mesma instituição resolveram embarcar na ideia. Ao todo, são cinco músicas editadas que vão virar uma apresentação de pouco mais de 3 minutos.

Integrante da comissão de formatura, foi a estudante Priscila da Silva Santos, de 22 anos, quem propôs a ideia às colegas. A aceitação foi unânime, mesmo às pressas. O Lado B acompanhou o primeiro dos quatro ensaios da turma para a festa que está quase aí, dia 1 de agosto. 

Acadêmicas de Direito durante ensaio. (Foto: Vanessa Tamires)Acadêmicas de Direito durante ensaio. (Foto: Vanessa Tamires)
Apresentação reúne num mix de tudo um pouco. (Foto: Vanessa Tamires)Apresentação reúne num mix de tudo um pouco. (Foto: Vanessa Tamires)
Do sertanejo, ao funk, tudo é coreografado igualzinho. (Foto: Vanessa Tamires)Do sertanejo, ao funk, tudo é coreografado igualzinho. (Foto: Vanessa Tamires)

"Eu acho que alegra os convidados", resume Priscila. A colega Izabel Escobar, de 27 anos, completa "é um momento único da formatura, onde as amigas se unem".

Cada uma trouxe uma ideia e no final o mix começa no sertanejo e termina no funk. A última música chega até ser uma brincadeira com o nome do curso. "Pra ter sucesso, amor, tem que fazer direito..." o trecho é da canção "Eu sou a diva que você quer copiar", da funkeira Valesca Popozuda.

Coreógrafo da turma, Ivan Souza explica que a dança nas formaturas virou tendência de três anos para cá e que a procura pode ser tanto de homens, quanto só de mulheres ou uma coreografia para todo mundo dançar junto. "Depende dos formandos, é uma coisa democrática. Mas o bacana é fugir do tradicional, deles dançando só a valsa com os pais", descreve Ivan.

O coreógrafo cria os passos de acordo com o ritmo escolhido e o perfil dos formandos. (Foto: Vanessa Tamires)O coreógrafo cria os passos de acordo com o ritmo escolhido e o perfil dos formandos. (Foto: Vanessa Tamires)

O coreógrafo cria os passos de acordo com o ritmo escolhido e o perfil dos formandos. A recomendação é de pelo menos oito ensaios e escolher menos músicas. "Pode ser sertanejo, funk, country, chamamé, vanerão... Só que quanto mais músicas, mais difícil fica de memorizar e para quem nunca dançou nada, pode ser difícil", completa.

A edição da trilha serve também para cuidar do vocabulário que será apresentado aos convidados. "Nas formaturas têm pais, avós, padrinhos, então a gente recomenda tirar os palavrões por exemplo", diz Ivan.

Num pacote de turmas, os valores saem a partir de R$ 50,00 para cada um, incluindo a coreografia. "É uma relação custo e benefício muito legal e fica a recordação na fotografia", resume Ivan.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.