A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

21/05/2016 07:10

Na produção de eventos não existe crise e shows sertanejos só aumentam neste ano

Thailla Torres
Em abril, Safadão atraiu 30 mil pessoas para o show na Expogrande. (Foto: Marcos Ermínio) Em abril, Safadão atraiu 30 mil pessoas para o show na Expogrande. (Foto: Marcos Ermínio)

Apesar da crise com o dólar nas alturas, no cenário cultural em Campo Grande a história é outra. O ano de 2016 começou animado e o investimento em grandes atrações musicais na cidade é evidente, a maioria no sertanejo.

Veja Mais
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'

Só neste ano, já passaram por aqui artistas como Wesley Safadão, Chitãozinho e Xororó, Munhoz e Mariano, Bruno e Marrone e os estilos diferentes de O Rappa, Djavan e Emerson Nogueira.

De um lado, produtores afirmam que é um processo natural. Do outro, há quem fale em nova fase de fortalecimento da música sertaneja.

O empresário Valter Júnior, dono da empresa Santo Show, percebe um aumento nesse tipo investimento há dois anos, apesar da lógica. “Normalmente alguns produtores acabam recuando diante da crise, mas isso vai de produção para produção”, comenta.

Para o proprietário da Dut’s Promoções, Eduardo Maluf, a crise ainda existe. No entanto, o gosto pela música sertaneja em Campo Grane só tem se fortalecido e é o que aumenta a demanda de investimentos maiores. “É uma capital, na minha maneira de ver, onde o sertanejo é o principal estilo e talvez vai continuar assim, porque a nossa cidade tem se tornado referência principalmente em público, onde o artista se dá bem e isso é muito explicito”, pontua.

Trabalhando há 14 anos com produção, Welington Moura, de 32 anos, ressalta que aqui é como se a crise simplesmente não existisse. “Campo Grande é visto como um grande cenário para música e os eventos acontecem paralelo a crise, é como se ela não existisse para o mercado de eventos”, relata.

Sobre o “boom” de grandes shows na cidade, ele ainda reforça. “É um momento diferente, não tem explicação, mas o fato é que shows dentro de projetos, como por exemplo o Festeja, são eventos que rodam o país inteiro, ou seja, injusto deixar Campo Grande de fora dessa”.

E para quem acha que só Expogrande reuniu um número grande de artistas, já pode se preparar por que tem muita atração confirmada até o mês de setembro. Confira:

27 de maio – Show com as duplas Maiara e Maraísa e Zé Neto e Cristiano.

10 de junho – Gigantes do Samba II com Belo, Alexandre Pires e Luiz Carlos.

12 de junho – Festa Junina da UCDB com João Bosco e Vinícius, Patrícia e Adriana, Ramiro e Rafael, Isac e Ferram.

17 de junho – As duplas Vitor e Léo, Zezé Di Camargo e Luciano sobem juntos ao palco e estreiam o projeto dos quatro por Campo Grande.

19 a 21 de agosto – EXPOMS terá os shows de Jorge e Matheus, Henrique e Diego e Simone e Simaria.

25 de agosto – Festeja com Luan Santana, Henrique e Juliano, Zé Neto e Cristiano e Marília Mendonça.

6 de setembro – Zeca Pagodinho

Curta o Lado B no Facebook




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.