A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

17/03/2016 08:43

Nem só de voz e violão se faz uma vida noturna no meio de semana

Adriano Fernandes
Com direito a sambinha no pé e clássicos da eterna boemia. (Foto: Divulgação) Com direito a sambinha no pé e clássicos da eterna boemia. (Foto: Divulgação)

Alguns bares de Campo Grande investem nas programações durante a semana, por uma cidade mais agitada, e não é só com voz e violão. Do reggae ao rock, as opções são muito mais elaboradas. Depois de levar a fama de cidade chata, onde som ao vivo era visto como barulho, parece que a história está mudando.

Veja Mais
"Toma aqui uns 50 reais", Naiara Azevedo abre fim de semana eclético
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo

Desde que foi inaugurado, em junho do ano passado, o Jimi Rock Pub tem programação de terça a domingo. Uma forma de inovar, mas também de diminuir o estigma de que Campo Grande é uma cidade sem graça, conta Cristiano Mascolli, gerente do local.

“Sempre houve esse tabu na noite campo-grandense de que só se tem algo para fazer ou onde ir aos finais de semana. A intenção foi resgatar justamente esse público”, justifica. Nas terças-feiras, o que rola no bar é MPB e nas quartas, sobem ao palco bandas de rock como Rivers. O valor de entrada é de R$ 8,00 até R$ 10,00.

O Trio Chicanes se apresenta em todas as quartas-feiras do bar universitário. (Foto: Divulgação)O Trio Chicanes se apresenta em todas as quartas-feiras do bar universitário. (Foto: Divulgação)
A Feat.Club também funciona durante a semana como bar, no casarão e frente a boate. (Foto: Divulgação)A Feat.Club também funciona durante a semana como bar, no casarão e frente a boate. (Foto: Divulgação)

Aberto há menos tempo, o Jack Music Pub também segue a linha dos bares onde se ouve do rock nacional e internacional, mas que agora tem até reggae. O happy hour das quartas-feiras no bar, tem o som da dupla “Os Douglas” e, até às 20h, a entrada custa apenas R$ 5,00.

O Roca Botequim agora tem o projeto 1+1. Toda quarta-feira, o músico Rodrigo Teixeira se apresenta ao lado de um convidado, ontem, por exemplo, dividiu o palco com André Stábile, da banda Curimba. No bar da Euclides da Cunha, o couvert custa R$ 10,00.

No 21 Music Pub são os músicos Chicão Castro, Caio Nascimento e Marcus Vinícius que se apresentam no bar universitário. Da banda O Rappa, até o pop de Zeca Baleiro, os integrantes do Trio Chicanes tocam na “Quarta Desplugada” com entrada free a noite toda.

No Barô Bar, toda terça-feira é de bossa nova e o Genuíno tem as “Quartas de Boemia”, com clássicos do samba nacional. Cantores como Mestre Galvão se apresentam nas noite em que a banda usa do trombone ao violoncelo, para tocar e interpretar as obras de Noel Rosa, Pixinguinha e Cartola.

E tem até casa noturna entrando na onde das brasilidades musicais. Além do eletrônico do final de semana, na Feat. Club o casarão histórico em frente a boate foi adaptado para ser também ponto de encontro dos baladeiros que preferem um programa mas tranquilo.

“Em Campo Grande, as pessoas estão mais abertas aos bares do que baladas, mas, principalmente, locais onde se sintam em casa. Na correria do dia a dia, o cansaço do trabalho, ninguém quer ficar se arrumando horas pra ir em determinado lugar. Querem apenas ir em algum lugar para relaxar”, conta Bruna Faria, sócia proprietária do estabelecimento.

No "Casarão Feat" além dos clássico de Chico Buarque, Gil e Caetano, as quartas-feiras também tem Djs e bandas com Dalla Clube. A entrada é gratuita.

Curta a página do Lado B no Facebook. 

 

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.