A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

07/11/2011 17:32

No 3º show em 1 ano, Havaianos já têm ligação afetiva com Campo Grande

Ângela Kempfer
Tonzão e tudo o que o funk rendeu, como o cordão de outro.Tonzão e tudo o que o funk rendeu, como o cordão de outro.

Pela 3ª vez neste ano os Havaianos fazem show em Campo Grande e o motivo é quase afetivo. Apesar do ritmo não ser dos mais difundidos por estas bandas - o funk, o dançarino e cantor Tonzão, por exemplo, já comprou até um imóvel no bairro Guanandi e monta uma loja de roupas, prestes a ser inaugurada no Shopping Norte Sul.

Veja Mais
Câncer não abala Marcos, de 10 anos, que tem sonho de conhecer Os Hawaianos
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje

“Vivo aqui porque sempre fomos muito bem recebidos. Acho tudo maravilhoso. Durante o show, vamos lançar até um grupo de funk daqui com o meu irmão, que já se mudou para a cidade”, justifica.

A apresentação será no dia 10, no Guanandizão, com os ingressos do segundo lote quase 100% vendidos. Para fechar o ano, eles vão gravar parte do DVD na Capital. “Só vamos ter cenas daqui, do Rio, de São Paulo e de show nos Estados Unidos”.

Tonzão chegou antes para resolver questões pessoais e conversou com o Lado B sobre o ano particularmente especial.

Com o sucesso João Sorrisão na boca do povo e dos jogadores do Brasil e do exterior, os meninos firmaram de vez o pé no sucesso. Tonzão não quantifica os louros de 2010, mas dá pistas de quanto dinheiro entrou no caixa dos Havaianos.

“Vemos que o ano foi muito bom porque compramos casa própria e automóvel. Sempre vivemos no sucesso crescente, mas este ano foi demais”, conta.

Assédio em show dos Havaianos, principalmente do público infantil. (Foto: Furacão 2000)Assédio em show dos Havaianos, principalmente do público infantil. (Foto: Furacão 2000)

De bermuda jeans, chapéu e um crucifixo de ouro de dar dor na coluna (só de pensar no peso) o músico diz que gosta de exibir o que conquistou porque hoje é referência para a comunidade onde cresceu no Rio de Janeiro, a Cidade de Deus.

“Quando eu era pequeno via aqueles caras que viviam do crime com cordão de ouro e motão. Pensava que eu queria ter tudo aquilo, mas sem precisar entrar para a criminalidade. Eu consegui e acho que é bom mostrar para os meninos que é possível ser grande, sem precisar ser bandido”, explica.

Apesar do tom engajado, Tonzão não gosta de falar sobre violência nos morros cariocas, lembra que a Cidade de Deus já foi pacificada e hoje ele e a família vivem “em outra dimensão”.

O rapaz de 24 anos está no grupo desde a formação, há 8 anos. "Desde então nunca mais tivemos um fim de semana sem trabalho. Nada mais de festinha de família", brinca.

De lá para cá os Havaianos já rodaram o Brasil e alguns outros países, mas a maior vitória, avalia Tonzão, foi nacional. “É que o funk que a gente faz antes ficava só nas comunidades, agora todo mundo canta, independente da classe social”.

Na onda dos Havaianos, na semana que passou os roqueiros do Restart gravaram uma canção com os meninos do funk e Cláudia Leite começa a trabalhar outra música com a participação deles.

Outras provas de que o funk dos Havaianos já é de domínio geral aparecem na rotina dos integrantes do grupo.

Dia desses, durante show da cantora sertaneja Amanda, em Campo Grande, Tonzão tentou chegar para uma participação ao vivo em programa de TV, mas foi impossível, lembra um dos empresários responsáveis pela apresentação do dia 10, Adilson Santério. “A Polícia pediu para que ele voltasse para o carro porque foi um tumulto geral” .

Outra tentativa foi feita no Shopping Norte e Sul e novamente a surpresa sobre a popularidade de Tonzão foi grande. “Ele saiu de lá com 6 presentes”, comenta o amigo e empresário Gilmar.

Na quinta-feira, antes do show, todo o grupo vai se encontrar para uma visita especial antes de seguir para o Guanandizão.

Os Havaianos vão realizar o sonho do menino Marcos na AACC (Associação de Apoio as Crianças com Câncer). Aos 10 anos, ele é fã do grupo e esquece do câncer para cantar o hit “João Sorrisão”. “É uma responsabilidade ter um amor desses, mas também é uma alegria que a gente sempre tenta retribuir”, diz Tonzão.




oiii tonzao adooorrro muito vc e o outrooosss
vcs sao demais...
cantam muito e danca muiittooo...
a minha irma adoorra muito vcs ..
e ela ta conhecando a formar um grupo de funk..
o nome do grupo e bonde das princesinhas...e elas danca muito bem a principal q danca melhor e a minha maninha q adoooroooo muitooo....
ela ia no seu show mas nao deu... o nosso sonho e conhecer vcs...bjooss
 
regilaine ferreira torres em 11/11/2011 12:30:19
podi crew eu vou ir uuuuuuuuuuuuuuuuuu
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1
 
joao lucas da silva neto em 10/11/2011 11:28:00
Ele disse que queria ter bens materiais, mas não gostaria de entrar na criminalidade (sic) hahahaha E o que ele faz é o que? Algo lícito?! Afffff... As músicas que ele canta com o grupo, tá mais para ação de grupo armado do que qualquer coisa!!
 
Jessica Machado Gonçalves em 08/11/2011 10:34:15
Concordo com o Sr. Reginaldo, tenho maior orgulho em dizer que sou do Mato Grasso do Sul e valorizo muito os artistas que gostam de estar aqui no nosso Estado. Ai vem outros criticarem os estilo de música dos Havaianos. Cada um gosta de uma coisa e tem que respeitar o gosto de cada um! É simples! OS Havaianos serão sempre bem recebidos aqui no MS.
 
Antonio Carlos Azuaga em 08/11/2011 10:18:32
O importante é a diversão que seja sadia; valorização do Estado e animação sem droga. Música cada um gosta de um tipo e é assim a vida. Parabéns aos havaianos e que tenham sucesso.
 
luiz alves pereira em 08/11/2011 10:15:29
Fico triste ao ler noticias como esta pois sinceramente esse estilos de musicas são"futeis " as pessoas estão perdendo seus estilo musical :( o funk nada mas é como uma onda de moda e moda passa e acaba espero q eles usem bem o dinheiro que estão ganhando com esse sucesso que ira acabar como o tal do meteoro do estado .......
 
Peterson de Almeida Chamorro em 08/11/2011 10:02:50
eu curto sertanejo mas dou o maior valor p/ quem valoriza o meu estado do MATO GROSSO DO SUL e os havaianos estão valorizando por isso serão sempre muito bem vindos em quanto tem muitos famosos filhos deste estado que parece que sentem vergonha de dizer que são daqui. Obrigado aos havainos fiquem a vontade a casa (estado) é de vocês.
 
reginaldo pereira da silva em 08/11/2011 09:33:59
sabe o que é mais engraçado nessas criticas ai de cima? e que seus filhos dançam essas musicas."futeis "

O importante é a diversão que seja sadia!
 
marcos rogerio em 08/11/2011 01:57:34
meus filhos adora os havaianos eu tambem adoro muito ele pena que nao vou poder ir ao show deles . beijos para todos
 
elizangela prado em 08/11/2011 01:47:49
Nossa é muito bom saber q ainda tem pessoas boas neste mundo....
Ele terá um retorno muito bom por realizar o sonho desta criança....
E com certeza será bem vindo na nossa capital.
 
carol santos em 08/11/2011 01:25:00
Nossa....achei que eles vao montar uma conveniencia pra aquelas meninas q iam no giba dançar la...esses tipos de musicas...so por DEUS
 
MARA BARBOSA em 07/11/2011 09:12:44
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.