A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

16/05/2012 10:05

No centenário de Luiz Gonzaga, Lado B faz o "Casório do Ano" ao som do forró

Paula Maciulevicius
Ângela, Pernambuco e Chico, noiva, pai e noivo da festa.(Foto: Minamar Junior)
Ângela, Pernambuco e Chico, noiva, pai e noivo da festa.(Foto: Minamar Junior)

"Escolhi ele por afinidade", diz a noiva. "Eu, já não tive muita opção", confessa o noivo. Esse é o lado brincadeira, do casamento caipira, bem conhecido na cultura brasileira. "Ela se perdeu e agora está sendo obrigada a casar", explica o cangaceiro, pai da noiva, mais conhecido na cidade como Pernambuco.

Veja Mais
Humberto Gessinger, Ludmilla e Whindersson Nunes chegam no fim de semana
Ex-jogador de futebol abre diversão diferente: o jogo de sinuca com os pés

Mas o "Casório do Ano" quer mesmo é levar o canal de entretenimento do Campo Grande News para a rua. A festa já tem data, horário e local definidos. Será no dia 23 de junho, às 17h, na Tapiocaria Pernambucana, na Vila Jacy, em Campo Grande, no lugar conhecido como Rua do Laticínio.

A ideia é comemorar o casamento simbólico entre o Lado B e a cidade. Ou então um bom motivo para reunir tapioca, cachaça e muito forró pé-de-serra em um só lugar.

O evento é fruto de oito meses de namoro do Lado B com Campo Grande. "Quando a gente começou a fazer o Lado B, um dos objetivos era mostrar à cidade o que a maioria não conhecia. E o Pernambuco foi uma descoberta para a gente, nem nós do jornal conhecíamos e é quase na rua da casa da minha mãe", explica a "noiva".

O local ganha pela originalidade, o objetivo do Pernambuco, ele mesmo explica. "É mais do que as comidas típicas, nosso interesse principal é que quando a pessoa estiver ali, fazer com que ela se esqueça dos problemas dela", diz. "As pessoas se sentem bem lá e tem tudo a ver com o Lado B", completa Ângela Kempfer, a noiva-editora.

Em uma conversa informal, a ideia de unir o Lado B com Campo Grande casou com o centenário de Luiz Gonzaga, um dos símbolos da cultura nacional. "O mais óbvio seria fazer algo regionalizado, mas isso é feito diariamente pelo Lado B e por isso pensamos em uma festa brasileira", diz Chico Júnior, o noivo.

Entre os apoiadores, já estão a Agência Mídianova, A Fundação de Cultura de Campo Grande e a artista plástica Ana Ruas, que fará um trabalho especial com alunos da região. Todos os patrocinadores serão padrinhos dos noivos.

O que era quase uma brincadeira, como muita coisa séria se inicia na vida, virou empolgação na redação, de um jeito incomum na profissão movida a correria e notícias "feias", comenta a chefe de Redação, Marta Ferreira.

"Com essa festa, saímos da zona de conforto que acaba sendo a redação e o trabalho de jornalista de dia-a-dia. Vamos nos mostrar mais e, felizmente, por um motivo bom, alegre, e que pretende envolver a comunidade".

Os planos do casório foram crescendo e Pernambuco explica que a festa já nasce como piloto. "A ideia é fazer no Carnaval o bloco do Lado B, com frevo saindo de algum ponto da cidade até a tapiocaria".

O canal também quer levar para a rua shows da cena independente de Campo Grande e promover o audiovisual. Uma das promoções já está inclusive agendada. "Em julho vamos fazer a Pendura Aqui, uma feira de trocas para promover o desapego", antecipa Ângela.

A festa - Além de tapioca, o Casório do Ano vai leiloar frango assado que virá acompanhado do autógrafo da rainha do sertanejo, Paula Fernandes, distribuir o bolo de Santo Antônio e até vender beijo, como a tradição manda.

"Não é uma megaestrutura, tem muita coisa fruto da colaboração. Queremos fazer tudo assim, na base do colaborativismo, para mobilizar as pessoas. Algo que me empolga muito é perceber o interessede muita gente em transformar a cidade", comenta Ângela.

A festa será aberta e democrática, ou seja, quem quiser contribuir com voz e violão é muito bem-vindo, ou montar uma barraquinha inusitada. O Casório será animado por forró ao vivo.

"A estrutura está providenciada, o material de divulgação também, mas estamos abertos a doações também de qualquer tipo, inclusive, de boas idéias", diz Ângela.

Um convite é para a quadrilha da festa, que terá a participação de alunos das duas escolas públicas da região. Quem quiser dançar, pode ligar para o Lado B 3316 7223.

Veja abaixo o mapa de como chegar a festa.

No centenário de Luiz Gonzaga, Lado B faz o Casório do Ano ao som do forró



Maravilhosa será essa festa, e pelo visto será animada. Faz tempo que não vejo uma festa assim tão á caráter. Claro que vou comemorar junto com Chico e Angela. E que venha o forró!!!
 
Valeria Nascimento em 22/05/2012 02:41:21
legal minha professora adora ele kkk !!!!
 
polyana sousa em 20/05/2012 02:10:07
Ameeei, se tudo der certo nos encontraremos por lá! Vou poder matar a saudade das festas juninas do meu nordeste maravilhoso, nesse lugar tão simples mas tão acolhedor que é a tapiocaria. Pernambucanos dessa cidade, não percam! Vamos arrastar o pé, minha gente, nesse forró pé de serra!
 
Rayane Matos em 17/05/2012 11:45:52
Opa, vou convidar uma turma pra prestigiar. Tem umas amigas querendo achar aliança no Bolo de Santo Antonio...
 
Suellen Kemp em 17/05/2012 11:37:42
Espero que meu pé fique bom logo para eu cair na dança até o sol raiar. E se não sarar, irei de botinha mesmo, com certeza. Arrasto alguém para me levar, mas não perco a festança.
 
Fabiana Silvestre em 17/05/2012 09:25:03
Não vejo a hora desse dia chegar.. vou chamar os amigos e descer pra lá...
 
Edgar Acosta Camilo em 17/05/2012 08:48:07
Parabens pela brilhante idéia.É mais uma maneira de manter viva nossas tradições. Com essa atitude o Campo Grande News, mostra que não é apenas um órgão de imprensa que divulga, mas também promove manifestações culturais na nossa capital.
 
Eduardo de Souza Neto em 17/05/2012 08:22:21
Adorei a idéia. Vou sim, Parece coisa de jornal grande.
 
tereza célia coimbra em 16/05/2012 11:43:04
De todas, essa é a melhor...rsss Empolgado e, atendendo o apelo da matéria, ofereço aqui os préstimos do Zé Brasil, personagem animador de incontáveis festas juninas, entre elas o Arraiá Du Zé Cuturnu, do Círculo Militar, durante sete anos. Ele usa gravata com a Bandeira do Brasil e Chapéu Verde. Se precisar, é só manter contato...
 
Ademar Cardoso em 16/05/2012 11:43:00
Acabo de ser convidada para ser madrinha. Aceitei rapidinho, vai ser emocionante ;)
 
Fernanda Mathias em 16/05/2012 10:47:12
Para dar um tom de paz a essa festa regional que tal convidar o grupo Sampri? assim acabariam as rusgas, se é que existem, e a paz voltaria a reinar entre o maravilhoso grupo e esse espetacular meio de comunicação de massas. Fica a idéia
 
Alan Pereira dos Santos em 16/05/2012 09:27:49
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.