A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

29/07/2014 06:19

Nova casa de shows tem capacidade para quase 5 mil pessoas e projeto sofisticado

Ângela Kempfer e Paula Maciulevicius
Casa Diamond Hall fica nos altos da Avenida Mato Grosso. (Foto: Marcos Ermínio)Casa Diamond Hall fica nos altos da Avenida Mato Grosso. (Foto: Marcos Ermínio)

A partir de 13 de setembro, Campo Grande terá mais um espaço para shows, mas não do tipo popular. O lugar é bem sofisticado, o que deve refletir na forma de organização dos eventos e, consequentemente, no valor dos ingressos.

Veja Mais
Show de Zeca Pagodinho agora ganha opção mais barata, com Área VIP open bar
Zeca Pagodinho volta a Campo Grande com show "Vida que Segue"

Nos altos da Avenida Mato Grosso, o “Diamond Hall” chama atenção desde que começou a ser construído, por conta de enormes estruturas curvas na fachada, que ainda ganhará um espelho d'água, fontes e iluminação ornamental.

O investimento é do Paladar Buffet, mesmo grupo proprietário dos salões de festas mais chiques da cidade, o Golden Class, o Golden Place e o Loft Garden.

A inauguração será com o show de Zeca Pagodinho, em setembro, e já há atração programada para 1º de novembro: Lulu Santos.

“O lugar resolve uma velha necessidade: comporta shows de cachês caros. Podemos trabalhar com mesas, o pé direito é alto e comporta camarotes, e todas as normas de segurança são respeitadas”, explica o promoter Jamelão, da Pedro Silva Promoções, empresa responsável pelos dois shows já agendados.

Na avaliação dele, a acústica será um diferencial importante, pela qualidade do som e a tecnologia. “Não vaza para fora, o que acaba com os problemas de denúncias de vizinhos que fecham muitos espaços em Campo Grande”, comenta.

No caso de Zeca Pagodinho, serão 172 mesas distribuídas pelo salão. Já no show de Lulu Santos, o número cai para 88 e a Área VIP cresce. “É um show para quem gosta mais de balada, para o povo se movimentar mais. O espaço possibilita essas diferenças”, explica.

Projeto - A obra já está praticamente concluída, com a capacidade para 290 mesas de 8 lugares ou para público de 4.8 mil pessoas em pé. Também há estacionamento, com cobrança a parte de acordo com o perfil do evento. Em casamentos e formaturas, por exemplo, o serviço deve ser com motorista e gratuito. No total, são 1.320 vagas. 

O palco, outra dificuldade para quem promove shows em Campo Grande, terá boas proporções, com 10 metros de profundidade e 20 de largura.

O proprietário, Fernando Caneppele, diz que será mais um lugar multiuso, para palestra, shows, eventos, casamentos, formaturas. “Está sendo construída há dois anos e meio, será a maior casa de eventos do Centro-Oeste", garante.

Alguns detalhes indicam a sofisticação. Haverá papel de parede, acabamento em granito e os banheiros serão assinados pelo arquiteto Luis Pedro Scalise. No geral, a arquitetura do salão é assinada pelo arquiteto Paulo Ribeiro. 

O projeto garante o reaproveitamento da água da chuva e na parte de segurança, são 24 portas de fuga. O retorno é considerado certo pelo empresário. "Estou no ramo há 23 anos, Campo Grande tinha uma carência de casas neste sentido, tanto é que o show do Zeca Pagodinho já vendeu mais de 70%", comemora.

Veja como deve ficar o espaço: 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.