A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

04/09/2011 12:00

Oficinas de contação de histórias é porta de entrada para paixão pelos livros

Aline dos Santos
Oficina de contação de histórias.Oficina de contação de histórias.

A biblioteca Isaias Paim traz no nome a paixão pela leitura. O homenageado doou cinco mil livros dando origem a biblioteca em 1986. Hoje o acervo já chega 33 mil obras.

Um universo de conhecimento, historias e descoberta a espera de leitores. Por dia, a media e de 50 visitantes. “Mas poderia ser o triplo”, afirma a coordenadora Juciene da Rocha Arruda.

Em tempos de IPad e tecnologias que dispensam a presença física dos livros, a biblioteca investe nas crianças, num verdadeiro curso de formação de leitores. Para os pequenos, a fonte do amor pelos livros não se abre pelos olhos, mas pelos ouvidos.

Alunos de escolas participam de sessões de contação de historias, onde o autor apresenta sua obra. Depois da leitura, as crianças participam de atividades lúdicas.

O projeto e realizado por meio de parceria com a UCDB (Universidade Católica Dom Bosco).

“E uma forma mais expontanea da crianca tomar gosto pelos livros. Fora das leituras obrigatórias da escola”, afirma a coordenadora.

Localizada no segundo andar do Memorial da Cultura, em Campo Grande, a biblioteca tem o maior acervo de historia regional. A sala e o xodó dos pesquisadores. Quem se aventura na sessão de obras raras encontra um sobrevivente da primeira Guerra Mundial. A obra Álbum Geográfico de Mato Grosso foi enviado para ser impresso na Alemanha. O ano era a 1914. “Mas começou a guerra e ele ficou perdido. Só chegando aqui depois do fim do conflito”, conta o bibliotecário Aparecido Melchiades. Na mesma sala esta o livro mais antigo da biblioteca: um dicionário frances datado de 1873.

Mas os livros não estão apenas ao alcance do olhar. Para quem não enxerga, e pelo tato que a fonte do amor se abre. Pequenos pontos em relevos contam as historias em braile.

A biblioteca também oferece um telecentro com acesso gratuito a internet. Os livros estão disponíveis para consulta. Quem quiser fazer empréstimo deve fazer um cadastro na biblioteca e pagar taxa semestral de R$ 5. Já as visitas podem ser agendadas no (67) 3312-3760.

O leitor – Medico psiquiatra, Isaias Paim nasceu na Bahia e trabalhou no Rio de Janeiro e Brasili antes de estabelecer moradia em Campo Grande. Ele morreu em 2004, aos 95 anos. O medico publicou 13 livros.

Oficinas de contação de histórias é porta de entrada  para paixão pelos livros



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.