A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017

22/05/2013 08:34

Para banda bombar, mais vale um clipe na internet do que jabá para rádio?

Anny Malagolini
Imagem do clipe do Bella Xu.Imagem do clipe do Bella Xu.

O sonho que consumia bandas e músicos – tocar nas rádios, hoje não vale mais que "bombar na internet". Para chegar lá, agora mais vale um clipe rolando no Youtube.

Uma reclamação geral de quem ainda não emplacou um sucesso é a cobrança de "jabá" para fazer a música tocar nas rádios. Mas com o clipe a história é mais democrática. Há quem gaste dinheiro, mas existe a possibilidade de viabilizar o projeto com recursos de fundos de incentivo cultural, ou só na base da amizade.

Outra vantagem é a possibilidade de compartilhamento quando um vídeo vai para as redes sociais e Youtube. Se é bom, passa a ser viral. 

Hoje, toda a produção parece estar voltada mais aos detalhes do que ao próprio enredo, como a luz e a fotografia. O baixo orçamento destinado as gravações nem sempre são sinônimos de clipes pobres, com aquela velha máxima de casal apaixonado e cenas clichês.

A banda de pop rock, Bella Xu, entrou na onda e, antes de gravar o primeiro CD tratou de produzir um DVD. 

Hugo Zucarelli, 28 anos, é quem cria os clipes. Ele explica que diferente da maioria das duplas sertanejas do Estado, a Bella Xu não tem dinheiro para se bancar, então as produções da banda acontecem pela ajuda dos bons e velhos amigos. “Apostamos na estratégia de que precisamos. Somos uma banda que não tem dinheiro. Investimos na qualidade, para conseguirmos visualizações, para que falem: olha que vídeo que legal”.

Para ele, os clipes feitos aqui, de forma mais elaborada são uma tendência. “O Brasil está com os olhos voltados para cá e devemos mostrar que aqui tem rock também”, finaliza.

Uma das diretoras mais procuradas pelos músicos por conta da criatividade do seu trabalho, Gabi Dias, sempre quer o que ninguém inventou. O mais recente rodado por ela foi de “Jerry Espíndola e as Pétalas de Pixe”, usando o “Stop Motion”, técnica onde os modelos são movimentados e fotografados quadro a quadro.

Para ela gravar um clipe, além de ser fácil, é posta certeira para uma banda desde que tenha qualidade. “O clipe pode até ser gravado pelo celular, editado no computador e depois só jogar na rede, mas é preciso usar a criatividade para atingir um bom resultado”.

Nas contas de Gabi, um clipe demora em média três semanas para ser finalizado. Uma música com cerca de 3 minutos pode custar até R$ 4.000,00, mas também aponta que clipes com orçamento de R$ 500,00 também são possíveis. “Se quiserem algo mais elaborado, é trabalhoso, mas depois o clipe anda sozinho”, comenta.

 




Concordo que a rede é uma das muitas opoções para divulgação dos trabalhos musicais, mas vamos pensar em um mundo sem rádio...pensou então agora pense em todo mundo alienado neste mundo de videos mal feitos e musicas de dor sem nenhuma produção, assim amigos fica dificil tocar nas rádios, por favor não queiram mudar o mundo, participe deste ao qual vc faz parte e por favor façam "musicas" pois ruidos e chiados e gritos de revolução barata não pode ser chamado de rock!
E respeitem os profissionais de rádios pois qd menos se espera vc precisará de um...um abraço aos musicos serios e podem enviar musicas boas que todos nós tocamos, e sem jabá...mas com qualidade.

César Moura- Radialista- DRT054/MS


 
cesar moura em 22/05/2013 21:23:46
Vale destacar também o trabalho que a produtora Kondzilla (do RJ se eu não me engano) que é especializada na produção de videoclipes de funk com baixo custo e que facilmente bombam no youtube. Não faz o meu estilo mas é uma prova de que com baixa custa e boa dose de bom gosto, se consegue um bom alcance com seu público.
 
Gabriel Ferraciolli em 22/05/2013 16:33:40
Pior, porque se depender destas rádios do MS ,os músicos de nossa região estão enrolados; Os grupos musicais daqui tem muitas músicas boas , pergunta se as rádios daqui tocam!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
Ado Filho em 22/05/2013 14:18:01
imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.