A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

23/10/2013 06:41

Para bar voltar a funcionar, proprietários começam a vender camisetas

Anny Malagolini
Enrique (Ao fundo) produzindo as camisetas para o bar. (Foto: Divulgação)Enrique (Ao fundo) produzindo as camisetas para o bar. (Foto: Divulgação)

Cenário do rock independente campo-grandense, o Holandês Voador se tornou reduto underground em menos de um ano, mas a casa teve de fechar as portas em setembro e agora, para voltar à “ativa” os proprietários estão arrecadando dinheiro com a venda de camisetas.

Veja Mais
Humberto Gessinger, Ludmilla e Whindersson Nunes chegam no fim de semana
Ex-jogador de futebol abre diversão diferente: o jogo de sinuca com os pés

Há um mês, o bar encerrou o atendimento porque o dono do prédio onde o bar funcionava não quis renovar o contrato, por conta dos vizinhos, que fizeram inúmeras reclamações sobre o som alto.

Um dos sócios da casa, Hélio Rodrigues Junior, conta que para não “abandonar” o público hard core, que já não tem espaço na noite campo-grandense, resolveu alugar um prédio na avenida Ernesto Geisel, próximo à Afonso Pena.

O problema é que o novo prédio tem aluguel bem mais alto. O dinheiro arrecadado com a venda das camisetas vai servir para chegar ao valor de R$ 1.100,00, garantindo o primeiro mês de locação e ainda uma reforma no espaço. “Não queremos lucro. É um ambiente, uma paixão pelo tipo de música”, explica.

As camisetas custam R$ 35,00, e são estampadas em serigrafia - processo de impressão em tinta vazada através de uma tela. A logomarca do bar aparece em várias cores.

Para encomendar uma camiseta, clique na página do Holandês no Facebook e siga as instruções para completar o pedido.

As peças devem ser retiradas na “Dread Rock Tattoo”, na antiga rodoviária, loja 20. A intenção é de que até dezembro o dinheiro seja suficiente para que o bar volte com a programação.

O artista - Há 15 anos por dentro da “cultura subversiva”, Enrique Gonçalves de Souza é músico da banda “Dor de Ouvido”, administrador, advogado e também nome conhecido por criar camisetas de bandas.

Enrique abraçou a causa dos amigos e resolveu ajudar produzindo as camisetas e vendendo a preço de custo para o bar. “Ele precisava de um auxílio e prontamente já nos dispomos. Quem gosta, apoia, vai comprar uma camiseta”.

Desde 2011, Enrique se dedica a fazer camisetas e hoje é nome certo para as bandas de rock que querem uma estampa diferente. Ele conta que começou a fazer as camisetas para uso próprio, já que por aqui era difícil encontrar peças de bandas que é fã. "Então, inventei". Hoje ela tem duas lojas virtuais, a “Headbeguer” e a “Devil Camisetas”.

 

 




Enrique, se vc tiver camisetas EG(extra gostoso), rsrsrs, compro umas três, verei na loja virtual. Essa paixão pela música é antiga, bem antes de estudarmos juntos na Federal. Paixão dá trabalho, né mermão? Sucesso!!!
 
Lúcio Silva em 23/10/2013 20:13:34
Valeu Enrique "TOSQUERA" sua iniciativa é total hard core, vamos comprar as camisetas e botar o Holandes voador pra voar novamente, pois Campo Grande precisa de um espaço undergroud, logo encomendo a minha. abarços BARREL
 
Aadauto Correa lima junior em 23/10/2013 17:20:24
Parabénsssss !!!! Enriqueeeee
 
Marcio Laabs em 23/10/2013 14:47:18
Parabens meninos! Vamos ajudar na divulgação da venda das camisetas, e que volte logo o bar e a cena harcore de campo grande =D Boa sertee
 
Saritha Naara em 23/10/2013 13:19:14
Valeu galera! Vamos ajudar o espaço cultural Holandês Voador ;)
 
Enrique Gonçalves de Souza em 23/10/2013 12:48:59
É bom ver quando as pessoas fazem algo por gosto e espero que a galera do hard core tenha seu espaço novamente funcionando.
 
Diego Souza em 23/10/2013 11:18:03
É uma boa iniciativa, e o Henrique faz umas camisetas bem legais.
 
Suzi dos Santos Araujo em 23/10/2013 09:30:00
Parabéns pela Iniciativa meninos!
Parabéns ao Henrique por abraçar está causa!!
 
Amanda Soares em 23/10/2013 07:28:53
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.