A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

24/08/2014 07:24

Para divulgar DJs, amigos transmitem festa ao vivo pela internet

Aline Araújo
Dj Pedro Pereira e DJ Soulza no Brother's Room. Dj Pedro Pereira e DJ Soulza no Brother's Room.

A ideia foi inspirada em um projeto londrino, chamado Boiler Room, onde DJs são convidados para tocar para poucas pessoas, sempre ao vivo, e pela internet. Com essa referência, nasceu o projeto Brother's Room, do campo-grandense Cleberson, conhecido como Dj Soulza. Toda semana, ele grava no seu estúdio um set de músicas com algum DJ convidado e transmite ao vivo para os seus seguidores no Ustream.

Veja Mais
Festival das Artes é novo espaço da cultura e começa com mais de 10 shows
Humberto Gessinger, Ludmilla e Whindersson Nunes chegam no fim de semana

Neste final de semana, o projeto ocorreu de um jeito diferente. O DJ, que divide os meses do ano em períodos aqui e outros no Japão a trabalho, foi convidado pelos amigos a fazer a transmissão de uma PVT (festa para poucas pessoas, abreviação da palavra private em inglês). Para a captação das imagens, ele usa uma câmera GoPro fixa, próxima aos equipamentos.

A ideia é muito mais transmitir o som feito pelos DJs do que a festa em si. Uma maneira deles divulgarem o trabalho. "A diferença é que a imagem acaba complementando para quem tem curiosidade de saber como aquele som é feito", detalha Soulza. 

No fim de semana, transmissão foi de uma festa menor.No fim de semana, transmissão foi de uma festa menor.

Quem teve a ideia de fazer a festa foi a design e também DJ Bruna Moura, de 26 anos, junto do publicitário, que também divide a profissão com a discotecagem, Pedro Pereira, 27 anos. A balada particular foi montada na bela casa de Pedro, na Vila Rosa Pires, em Campo Grande.

“O projeto está na quarta edição e sempre é transmitido do meu estúdio para as pessoas dos outros lugares que acompanham o meu trabalho. Desta vez, a gente juntou os amigos para fazer de um jeito diferente”, reforça Soulza.

A festa começou às 17h e reuniu cerca de 50 convidados. Só entra, se estiver com nome na lista. Para o time seleto, algumas bebidas são vendidas com valores bem inferiores aos de uma balada. Uma água, por exemplo, sai por R$ 2,00, um energético por R$ 5,00 e o combo com vodka sai por R$ 7,00. A ideia dos organizadores é criar uma atmosfera para curtir as músicas que gostam.

“Eu sou agitadora de plantão, ai a gente juntou a ideia do projeto do Soulza, a casa bacana do Pedro e a nossa vontade de reunir a galera”, resume Bruna.

O privilegio é poder unir todos estes requisitos e fugir do som que nem sempre agrada.“É para a gente ouvir e tocar um som mais conceitual menos comercial que a gente gosta”, completa Pedro.

Para acompanhar o projeto é só acessar o Ustream do Brother's Room.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.