A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

15/09/2015 12:16

Para percorrer a América do Sul, sul-mato-grossense troca arte por hospedagem

Lucas Arruda
Lyara pintando em um hostel em Santa Marianita, no EquadorLyara pintando em um hostel em Santa Marianita, no Equador

Conhecer os mais diversos lugares do mundo e suas belezas é um sonho que a artista Lyara Costa põe em prática há algum tempo. Das lindas paisagens que visitou, ela fez retratos manuais que sempre guardou para si.

Veja Mais
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje
Festival de Artes começa com público fraco, mas tem vocação para ser resistência

Agora Lyara está viajando pelos países andinos. Começou no início de junho pela Colômbia, no momento está em Cuenca, no sul do Equador, e ainda pretende visitar o Peru e a Bolívia antes de voltar a Campo Grande.

Ela juntou um dinheiro para fazer a viagem e os países foram escolhidos pelo fato de conhecer pouco a América do Sul e já conhecer muitos países europeus. O kit de desenho sempre foi um companheiro das andanças, mas as pinturas eram só em seu caderninho.

 

Desenho feito enquanto estava na ColômbiaDesenho feito enquanto estava na Colômbia

“Todas as vezes que viajo levo meu ‘kit de desenho para viajar’, mas sempre desenhava para mim mesmo. O pessoal que trabalha num hostel em Medelin (Colômbia) viu meus desenhos do Star Wars e gostaram bastante e perguntaram se eu não queria pintar umas quatro horas por dia em troca de hospedagem. Como eu curto pintar topei na hora”, conta.

A ideia inicial é de que a viagem pelos quatro países duraria dois meses, mas como ela não tem data para voltar, depende da grana que irá gastar, mudou os planos e só chegou até a metade do caminho. “Pretendia ficar três ou quatro semanas na Colômbia, acabei ficando 50 dias por lá, o resto aqui no Equador”, enumera.

 

O kit de desenho para viajar de LyaraO "kit de desenho para viajar" de Lyara

No Equador também pintou em troca da hospedagem em Santa Marianita. “O dólar (moeda oficial do Equador) está bem caro, o que me possibilitou ficar aqui por um bom tempo foi que fiquei 16 dias pintando um mural enorme em troca da estadia e café da manhã. Assim gasto menos e viajo mais”, afirma.

Em Cuenca está na casa de uma amiga e para retribuir o favor vai pintar uma bailarina no quarto dela. “Não é em troca da hospedagem, eu que ofereci mesmo”, explica.

O plano é viajar por mais um ou dois meses, mas Lyara sabe que pode não seguí-los. “Nunca se sabe né... Ainda mais se rolar de continuar pintando. Enquanto eu puder, viajo. Até agora não me senti cansada de viajar em momento algum, pelo contrário”, frisa.

Apesar de não saber quando irá retornar ao Brasil, uma certeza ela tem: que continuará a pintar mesmo que seja só para aprimorar sua técnica. “Viajar, ver lugares diferentes e desenhá-los é algo que me acrescenta muito na parte artística. É completamente diferente desenhar com base numa foto do que desenhar direto no local. É muito mais difícil, mas o aprendizado é maior também”, garante.

Os desenhos de Lyara podem ser acompanhados em sua página do Facebook.

Primeiro desenho feito por Lyara em troca da hospedagem, na ColômbiaPrimeiro desenho feito por Lyara em troca da hospedagem, na Colômbia



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.