A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

24/03/2014 23:26

Pato Fu é a próxima atração do MS Canta Brasil, com show no dia 6

Ângela Kempfer
Banda mineira toca dia 6 de abril em Campo Grande. (Foto: Divulgação)Banda mineira toca dia 6 de abril em Campo Grande. (Foto: Divulgação)

A Fundação de Cultura divulgou a próxima atração do MS Canta Brasil. Os mineiros do Pato Fu tocam no dia 6 de abril, no Parque das Nações Indígenas. A abertura será com a banda pop douradense Trajeto 2.

Veja Mais
Avião de Xuxa faz pouso de emergência após ser atingido por raio
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje

Em 2009, a vocalista Fernanda Takai esteve no MS Canta Brasil, mas com o show solo “Onde brilhem os olhos seus", em homenagem a Nara Leão. Agora, a banda volta completa ao projeto, com o som que fez dos mineiros uma das 10 melhores bandas do mundo.

No ano passado todos os integrantes passaram por aqui com “Música de Brinquedo”, o último trabalho, que já completa 4 anos, mas no festival Sesi Bonecos. Também no Parque, apresentaram novos arranjos, com instrumentos infantis, para canções famosas, como Sonífera Ilha, Ovelha Negra, Pelo Interfone, My Girl, Love Me Tender.

O grupo já não tem uma produção coletiva intensa atualmente. Todos tocam projetos individuais e se encontram em shows do “Música de Brinquedo” ou espetáculos que relembram os sucessos antigos.

Fernanda acaba de finalizar o álbum “Na Medida do Impossível”, que tem as participações de Pitty, Marina Lima, Marcelo Bonfá, Julieta Venegas, Samuel Rosa e Climério Ferreira.

John Ulhoa lançou também agora CD da trilha criada em 2013 para espetáculo do grupo Giramundo, Alice no País das Maravilhas.

O baixista Ricardo Koctus também gravou recentemente e hoje promove o CD "Samba Bossa Rock'n'Roll", com a participação de Elba Ramalho.

Do primeiro disco, “Rotomusic de Liquidificapum”, lançado por selo independente, passando por “Gol de Quem”, “Tem, mas acabou”, “Televisão de Cachorro”, “Isopor”, “Ruído Rosa” e “Toda cura para todo mal”, já se vão 22 anos de carreira, ainda buscando a música não convencional, com bases eletrônicas a guitarras pesadas.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.