A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

20/01/2016 06:12

Polêmico, antigo Santa Fé é reformado e volta à ativa como nova casa de shows

Adriano Fernandes
Onde antes era o Santa Fé na Rua Brilhante, será casa de shows nacionais de samba e sertanejo.(Foto: Fernando Antunes)Onde antes era o Santa Fé na Rua Brilhante, será casa de shows nacionais de samba e sertanejo.(Foto: Fernando Antunes)

O prédio onde antes ficava a casa noturna Santa Fé, na Rua Brilhante vai ser reaberto em breve. No endereço será inaugurada a casa de shows Jeremias, com a proposta de receber somente shows nacionais de sertanejo e samba.

Veja Mais
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje
Festival de Artes começa com público fraco, mas tem vocação para ser resistência

O responsável pelo projeto é o empresário Paulo Melo, que também é sócio-proprietário das casas Bartholomeu, Macalé e Empório Santo Antônio em Campo Grande. De acordo com Paulo a expectativa é de inaugurar a casa já em fevereiro, no endereço que durante anos gerou dezenas de reclamações entre os vizinhos do local.

Pensando em evitar possíveis polêmicas, o empresário conta que já dura oito meses o processo de reforma e regulamentação do local. Paulo garante que a nova casa será inaugurada com todas as exigências em dia.

“Foram aproximadamente quatro meses só de reforma e o restante desse período, fazendo as alterações exigidas pelos órgãos de fiscalização, para que o local comportasse o projeto da casa”, comenta.

A reforma dos 1.206 metros quadrados da parte interna do prédio já esta concluída e até a próxima semana, serão instalados os letreiros na fachada. Foram feitas alterações no forro e no isolamento acústico, além de um estacionamento construído nos fundos da casa, pela Rua Marechal Floriano.

O espaço comporta até três mil pessoas e a intenção da nova administração é superar o estigma do local, que era criticado pelo tumulto, brigas e onde ocorreu até um homicídio.

“Os problemas do Santa Fé eram decorrentes do tumulto de baderneiros e vendedores ambulantes na frente da casa. Com a reabertura eu espero contar com o apoio da polícia e da fiscalização, para que isso não aconteça mais”, garante.

Para a aposentada Sirley Modesto o fechamento do antigo Santa Fé foi um alívio. (Foto: Fernando Antunes)Para a aposentada Sirley Modesto o fechamento do antigo Santa Fé foi um alívio. (Foto: Fernando Antunes)

E quem confirma os problemas do antigo Santa Fé são os próprios moradores, como a aposentada Sirley Modesto que há quase 60 anos é vizinha do prédio. Ela conta que em dias de shows, a calçada em frente à sua casa era tomada por barracas de bebidas e servia de banheiro ao ar livre.

“Mas o pior era a sujeira. Quando amanhecia o dia minha calçada estava cheia de lixo, carvão de bancas de espetinhos e o fedor de urina era insuportável”, recorda. Para ela o fechamento definitivo da casa em 2013, foi um alívio.

Há trinta anos morando na rua, a moradora Suzana Motta conta que o maior incômodo não era o som, mas sim os congestionamentos que se formavam em frente ao antigo Santa Fé.

“A rota do ônibus que cruzava a Brilhante, tinha que ser desviada devido ao movimento dos carros e barracas de ambulantes. Sem falar o barulho dos gritos e brigas que se formavam aqui na frente de casa”, se queixa.

Histórico – A casa de shows Santa Fé chegou a ser uma das mais populares de Campo Grande, mas a partir de 2011 foi alvo de uma série de polêmicas envolvendo moradores. A primeira interdição ocorreu em abril, depois das reclamações e devido à falta de documentação do negócio.

No ano seguinte, a casa trocou de administração, mas uma liminar passou a impedir a realização de eventos no local, dois dias antes de um show da dupla Alex e Ivan. A liminar foi derrubada pela administração da época, no dia seguinte.

No dia 28 de outubro de 2012, Ike César Gonçalves foi morto pelo policial militar Bonifácio dos Santos Júnior, durante uma briga. No dia 1 de junho de 2013, uma das últimas interdições ocorreu devido às queixas de um outro morador da vizinhança, o professor Mário Márcio Cabreira, inimigo número um da casa. Dois dias depois o fechamento definitivo foi confirmado, com a venda do local.

Curta o Lado B no Facebook.

O Santa Fé recebeu shows de duplas sertanejas como Alex e Ivan e até o grupo Raça Negra. (Foto: Fernando Antunes)O Santa Fé recebeu shows de duplas sertanejas como Alex e Ivan e até o grupo Raça Negra. (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.