A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

15/04/2012 14:37

Produções de cinemas nacionais e da fronteira serão exibidas no 9º FAS

Francisco Júnior
Cena do filme Leite e Ferro.Cena do filme Leite e Ferro.

Produções cinematográficas nacionais e da fronteira serão exibidas durante o 9º Festival América do Sul, que será realizado no final deste mês em Corumbá.

Veja Mais
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'
Com poucas opções, veja onde curtir as festas de fim de ano em Campo Grande

Entre os filmes consta o documentário Leite e Ferro que abre as exibições gratuitas de cinema no 9º Festival América do Sul no dia 27. Dirigido por Claudia Priscila, revela o dia-a-dia das prisioneiras de um Centro de Atendimento Hospitalar à Mulher Presa (CAHMP).

O filme brasileiro Riscado será exibido no dia 28 e mostra uma série de reflexões sobre a existência humana com alguns questionamentos; Qual a importância da sorte na vida? Quanto esforço e talento são necessários para garantir uma carreira sólida? A sorte é parte do riscado? O filme narra a história de Bianca, uma excelente atriz, mas sua carreira não deslanchou. Como ganha pão, ela imita divas do cinema e trabalha divulgando eventos. Após fazer um teste para uma grande produção internacional, Bianca finalmente ganha o papel. Inspirado pela personalidade e o trabalho dela, o diretor do filme transforma a personagem do seu roteiro em uma versão da própria Bianca, que será uma das protagonistas.

Ainda no sábado será exibida a produção argentina de Mariano Cohn e Gastón Duprat, o filme "El hombre de al lado", que foi considerado o melhor filme argentino de 2010 pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas da Argentina. O filme conta a história de Leonardo, um designer industrial que vive com sua esposa Anne, a filha Lola e sua empregada Elba, na única casa que construiu o grande arquiteto Le Corbusier na América, localizado na cidade de La Plata, em Buenos Aires, Argentina. Como um designer industrial, ele tem uma grande reputação graças ao desenho de uma cadeira.

No último dia do Festival, a produção brasileira Os Monstros e a peruana Madeinusa encerram as exibições da sétima arte. A primeira retrata a amizade e a criação artística. A vida de um grupo de amigos e suas frustrações, inspirado na amizade dos próprios realizadores do filme.

Já Madeinusa interpretada por Magaly Solier, é uma menina de 14 anos que vive no vilarejo de Manayaycuna, localizado em algum ponto remoto das montanhas da Cordilheira Branca peruana. Os habitantes desse povoado são conhecidos pelo fervor religioso e por um estranho ritual, celebrado tradicionalmente todos os anos.

A programação, locais e horários dos filmes e documentários podem ser conferidos no site www.festivalamericadosul.com.br. (As informações são da assessoria do festival)




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.