A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

01/04/2012 19:20

Professores de escola onde Fael estudou relembram do aluno, agora milionário

Elverson Cardozo
Professores sentem orgulho do ex-aluno que agora ficou milionário. (Foto: João Garrigó)Professores sentem orgulho do ex-aluno que agora ficou milionário. (Foto: João Garrigó)

Até 2001, Rafael Alves Cordeiro era apenas mais um aluno da Escola Estadual João Vitorino Marques, na cidade de Aral Moreira, fronteira com o Paraguai, a 402 quilômetros de Campo Grande. Agora, milionário, o Fael, vencedor da 12ª edição do BBB (Big Brother Brasil), é exemplo para outros alunos e motivo de orgulho para professores.

Veja Mais
Quarto do vencedor do BBB revela um dono humilde e "família"
Cidadão ilustre, Fael pode ganhar estátua no centro de Aral Moreira

Atual diretor do colégio, Djalma Santos, de 39 anos, foi o professor de matemática do médico veterinário, do 5º ao 1º ano do ensino médio. Conta que o aluno era quieto e tímido e mantinha um bom relacionamento com os colegas de sala.

Na matéria mais temida pela maioria dos estudantes, Fael não chegava a ser o melhor da turma, mas tirava boas notas, em torno de 7,5 a 9,0. Djalma conta que em 16 anos de atuando como professor, o rapaz é o mais ilustre aluno que já passou por Aral Moreira. “Que nem ele não tem”, afirmou.

Fachada da escola pública onde Fael estudou até 2001. (Foto: João Garrigó)Fachada da escola pública onde Fael estudou até 2001. (Foto: João Garrigó)

O “estilo da fronteira”, comenta o diretor, foi bem representado pelo ex-aluno, que desde pequeno sabia o que pretendia ser. Para homenagear o estudante que ser tornou milionário, Djalma conta que pretende colocar uma placa, em destaque, na entrada do colégio.

A frase para homenagear Fael já foi até decidida. “Nesta escola nós temos um ganhador do Big Brother Brasil”, adianta o diretor.

Professora de ciências, Sirlene Martins, de 52 anos, também deu aula para o sul-mato-grossense. Em sala de aula, conta, Fael era tímido, mas muito interessado e nunca deu problemas. A vitória do aluno, acredita, tem a ver com o caráter dele. “O Brasil todo viu isso”, comenta.

Sirlene lembra que mesmo depois de formado o rapaz sempre voltava à escola para auxiliar e ministrar palestras nas feiras de ciência. A vitória no programa já era esperada. “Logo que eu comecei a assistir vi que ele tinha uma grande chance de ganhar”, afirmou.

Ex-professor mostra foto do novo milionário desfilando pela escola. (Foto: João Garrigó)Ex-professor mostra foto do novo milionário desfilando pela escola. (Foto: João Garrigó)

Tema de aula - Professora de língua portuguesa, Cida Biazin, não conheceu o campeão do reality pessoalmente, mas agradece o rapaz por ter incentivado, mesmo que indiretamente, os alunos para os quais dá aula.

A participação do morador de Aral Moreira, ex-aluno da João Vitorino Marques, no BBB, virou tema de redação entre estudantes do 8º ao 1º ano do ensino médio. Cida Biazin explica que proposta foi bem aceita e que todas as turmas ficaram entusiasmadas.

“A intenção não era só a promoção, mas levar o cidadão a desenvolver o senso crítico”, explicou, acrescentando que trabalhou narração, reportagem e dissertação com os alunos.




O momento agora é de curtir com a família desse rapaz, É uma conquista dele, tem mais é que comemorar mesmo. Parabéns equipe CAMPO GRANDE NEWS que foi lá e mostrou fatos e fotos importantes da vida do FAEL, Ele deve estar orgulhoso de ver tudo isso. E tem muita gente com inveja, porque não tem peito nem sorte pra ganhar 1 milhão meio.
 
valeria nascimento em 02/04/2012 09:10:08
E esse é o exemplo para o povo brasileiro.Que grande nação é essa que idolatra ganhador de Big Brother e Copa do Mundo. Existem tantas coisas mais importantes para se prestar atenção, por exemplo a corrupção, mas fazer o que se o pão e circo ainda imperam. Abre os olhos Brasil.
 
Fernando Silva em 02/04/2012 08:00:54
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.