A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

20/11/2014 20:56

Público elogia preço e variedade de pratos típicos na Festa das Nações

Alan Diógenes e Aline Araújo
Quem passou pela Festa das Nações neste primeiro dia de evento elogiou preços baixos de pratos típicos. (Foto: Marcelo Calazans)Quem passou pela Festa das Nações neste primeiro dia de evento elogiou preços baixos de pratos típicos. (Foto: Marcelo Calazans)

O primeiro dia da Festa das Nações, evento maçônico que acontece na Cidade do Natal, nos altos da Avenida Afonso Pena, teve um movimento considerável nesta quinta-feira (20). Quem passou pelo local aprovou a variedade e os preços dos pratos típicos servidos em 17 barracas, além das apresentações culturais e musicais que acompanham a noite.

Veja Mais
Ludmilla é uma fofa e mostra o que o funk pode ensinar ao nosso sertanejo
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'

Na barraca Portuguesa, por exemplo, é possível encontrar bolinhos de bacalhau a R$ 3. Já na barraca do Sudeste, o pastel sai a R$ 4 e a mini-pizza a R$ 7. Também chamando a atenção para o preço do espetinho que sai a R$ 8 na barraca do Sul.

Mais o que mais chamou a atenção do público foi um prato típico da região amazônica, que é feito com carne de sol, farinha de mandioca e leite. É o chamado “Chibé”, que vem acompanhado de tomate e cebola. A porção única sai a R$ 15.

Fazendo jus ao que é oferecido no Estado, a barraca do Mato Grosso do Sul oferece o arroz carreteiro pantaneiro a R$ 10. E na barraca de Corumbá encontra-se peixe pintado ao urucum a R$ 20, sarravulho a R$ 8 e caldo de piranha a R$ 5. Lembrando que também existe a barraca Árabe que oferece comidas típicas com bons preços.

Organizador do evento explica que objetivo é arrecadar fundos para entidades carentes. (Foto: Marcelo Calazans)Organizador do evento explica que objetivo é arrecadar fundos para entidades carentes. (Foto: Marcelo Calazans)

Conforme o membro da coordenação do evento, Waldecir Alves Batista, 69 anos, o objetivo da ação é angariar fundos para atender 18 entidades carentes do Estado. “Que a sociedade campo-grandense participe, por que tem opções gastronômicas com bons preços, além de apresentações”, explicou.

O vigilante Ronaldo Fernandes, 38 anos, saiu do trabalho e deu uma passada rápida pela festa acompanhado da esposa. “Viemos para conhecer. É muito bacana, a gente chegou aqui e vimos um ambiente bem acolhedor, uma estrutura boa, que não tem problemas caso caia uma chuva, por exemplo. Nós queremos voltar no próximo final de semana com toda a família”, comentou.

Já a coordenadora educacional Ana da Fátima Donato, 44 anos, veio acompanhada do esposo e da filha de 6 anos. “Eu achei super interessante a variedade de comidas, além de o evento ser beneficente. É difícil decidir por qual comida escolher, mas optamos pela comida portuguesa”, finalizou.

O show da noite desta quinta-feira ficou por conta da banda Trapos e Farrapos.

Ana foi prestigiar o evento juntamente com o marido e a filha. (Foto: Marcelo Calazans)Ana foi prestigiar o evento juntamente com o marido e a filha. (Foto: Marcelo Calazans)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.