A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

08/10/2012 14:58

Quem quer comprar o Cine Plaza e o Cine Center?

Os dois estão à venda

Ângela Kempfer
Fachada do Cine Center, aberto desde 1977Fachada do Cine Center, aberto desde 1977

Em plena segunda-feira, o Cine Center tem sete homens sentados nas poltronas para mais um filme pornô na sala da antiga rodoviária. O lugar é único em Campo Grande, mas decadente. O teto já não tem forro e a projeção é quase em câmera lenta. De novo no cinema, só a máquina de Coca-Cola.

Veja Mais
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'
Com poucas opções, veja onde curtir as festas de fim de ano em Campo Grande

E a diversão, se depender dos vizinhos, vai durar pouco. A administração da rodoviária desativada resolveu investir pesado na intenção de venda do Cine Center e do espaço onde funcionava o Cine Plaza e agora está à caça de empresários.

Os prédios de cerca 2.5 mil metros quadrados, são avaliados em 1.2 milhão de reais, valor que pode cair bastante por conta das dívidas de condomínio e de IPTU.

Apesar de deteriorados, ambos têm ainda as poltronas, o palco e as telas de projeção, o que poderia servir bem a novos projetos, como um centro de convenções popular ou até a reativação dos espaços como cinemas alternativos. A ideia é de atrair, inclusive, lojas âncoras que tragam os consumidores de volta à velha rodoviária.

Os dois cinemas começaram as projeções em meados dos anos 70. O Plaza estreou em 77 com o filme “Os Trapalhões no Planeta dos Macacos”. Era mais sofisticado que o Center, por isso o ingresso  custava mais. Havia até um american bar de onde as pessoas podiam assistir ao filme separados por um vidro.

Ambos funcionaram bem até o final da década de 80. Sem saúde financeira, nos anos 90 o Center passou a exibir filmes pornô, mas continua aberto, ao contrário do outro.

O último filme que assisti no Cine Plaza foi “La Bamba”. O tempo passou, o cinema fechou a quase 20 anos e agora é tentar usar o prédio para ajudar no projeto de revitalização da antiga rodoviária.

Os proprietários são de Botucatu, São Paulo. Os próprios vizinhos procuraram os proprietários, demoraram 6 meses para fechar acordo de venda e na semana passada as chaves do Plaza foram entregues, porque até o ano passado uma boate gay funcionava no local.

Segundo o síndico Antônio de Oliveira Souza, nos próximos dias uma imobiliária deve ser contratada para vender os prédios.




O prédio da antiga rodoviária é um dos poucos lugares da cidade que poderia ser tombado como patrimônio da história de Campo Grande..
Quem sabe a história dessa cidade? às vezes acredito que isso que falta à nossa capital, valorizar a sua história verdadeira ao invés de perseguir cegamente a idéia de uma tradição a nível estadual e do desenvolvimento a qualquer custo, sem perceber que estamos destruindo o pouco que temos de histórias realmente boas, cinematográficas pra contar....
Se o prédio for comprado por algum investidor milionário, será que da qui há 20 anos as pessoas continuarão a se lembrar, será que irão saber a história da primeira região central de Campo Grande?
 
Gabriel de Melo Lima Leal em 20/10/2012 13:44:40
Que tal transformar esses espaços em Teatro?
 
Laila Pulchério em 09/10/2012 12:28:17
No fim dos anos 70, a alta sociedade de Campo Grande ia assistir filmes no Plaza.
 
Reinaldo Sandim em 09/10/2012 10:55:55
Não sei como a prefeitura e o Governo não enxergaram que o prédio da antiga rodoviária é local ideal para uma faculdade, tem acesso para cadeirantes, estacionamento subterrâneo, os cinemas podem ser usados como salas de teatro, palestras, as lojas como salas de aulas, as lanchonetes para atender os acadêmicos, o local onde esta a pedra para estacionamentos do ônibus que vem do interior, uma mudança radical que vai trazer benefícios para sociedade e bem localizada. Retirando daquele local a prostituição, as drogas, valorizando a região. Cadê a UEMS? ou negociar o imóvel como uma universidade particular. o que não pode é continuar como esta.
 
MARCIO ANTONIO DA SIVA em 09/10/2012 10:03:21
o radialista milagroso se for mesmo eleito vai resolver isso. afinal ele e o cara!! so nao fez nada como deputado, mas...
 
marcelo souza em 09/10/2012 09:28:54
Taí, a prefeitura deveria comprar e colocar a Câmara de Vereadores, em um dos cinemas ficaria o auditório e no outro os gabinetes. E o melhor é que ficaria de fácil acesso para a população (mas será que os vereadores vão querer!!!!) O candidato que eu votei não conseguiu se eleger, mas quem teve o seu candidato eleito pode cobrar. RODOVIÁRIA NELES.
 
Renato Javahes em 09/10/2012 09:13:09
Os Fantasmas Trapalhões na década de 80... Sala superlotada... Quando passei a pouco tempo onde foi a bilheteria do Cine Plaza... Nostalgia... Uma pena ver aquele amontoado de cadeiras e mesas...
 
Mauro Cardoso em 09/10/2012 08:54:21
Creio que muita gente apoia a volta do Cine Cultura em Campo Grande, e talvez esse espaço pode ser aproveitado para o retorno cultural aqui na capital. Com uma boa reforma é claro...
 
Gabriel Ferraciolli em 09/10/2012 08:18:08
ESPERO QUE FAÇAM DESSES ESPAÇOS UM TEATRO E UMA CASA DE SHOW, ONDE PODEREMOS TRAZER TAMBÉM GRANDES NOMES, ALÉM DOS DA TERRA.
 
BETH TERRAS em 08/10/2012 22:24:05
É mesmo uma pena. vi muitos filmes nestes cinemas.
Quem sabe alguem possa revitaliza-los, até mesmo como Teatro,
pois acho que ensenações de peças ( até infantis ) seria muito bom,
espero que consigam...
 
David Eugenio Pereira em 08/10/2012 17:35:14
Nossa...nem sabia que ainda funcionavam!
Upgrade urgente!
 
Márcio Santos em 08/10/2012 15:19:13
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.