A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

10/06/2015 14:35

Última chamada para ver a desova de tartarugas marinhas em Fernando de Noronha

Jean Sampaio
Mês de junho culmina com o final do período de reprodução. (Foto: Divulgação)Mês de junho culmina com o final do período de reprodução. (Foto: Divulgação)

Um dos espetáculos mais fascinantes da natureza, a desova das tartarugas marinhas nas areias de Fernando de Noronha, em Pernambuco, dará aos viajantes uma última oportunidade nesta temporada para ser acompanhado. É que o mês de junho culmina com o final do período de reprodução dos animais, que volta a acontecer outra vez de dezembro até junho do ano que vem. O Projeto Tamar na Praia do Leão oferece gratuitamente monitoramento das desovas para os turistas que estão planejando viagens e pacotes para Fernando de Noronha.

Veja Mais
Coletivo de DJs organiza festas com música para 'dançar mais e reparar menos'
Com poucas opções, veja onde curtir as festas de fim de ano em Campo Grande

O acompanhamento é realizado as segundas e as quintas às 20h, quando todos os inscritos vão à praia no escuro para observar as tartarugas verdes e tartarugas-pente colocar seus ovos. No monitoramento, que é realizado de hora em hora, é feita a medição dos cascos dos animais e a contagem dos ninhos. Desta forma, é possível acompanhar o nascimento dos filhotes e seu trajeto até o mar. Caso os participantes tenham sorte, é possível acompanhar até mesmo nascimentos e contagem das tartaruguinhas.

Segundo o coordenador da base do Tamar em Fernando de Noronha, Rafael Robles, as investigações foram adaptadas ao ecoturismo para incentivar o conhecimento e a preservação da espécie. “Quanto mais perto dos animais, mais sensibilizadas as pessoas ficam”, afirmou em comunicado.

Os turistas hospedados em hotéis e viajantes com pacotes podem ainda participar na captura intencional de tartarugas, também todas as segundas e quintas pela manhã. Os biólogos mergulham por apneia e resgatam tartarugas para medir o casco, coletar sangue, fazer pesagens e checar o estado de saúde dos animais. Assim, é possível saber a rota migratória, a quantidade média de tartarugas na região e acompanhar o crescimento delas.

Para agendar os dois passeios, que possuem quantidade limitada de participantes, o turista deve visitar o Centro de Visitantes do Projeto Tamar, na Alameda do Boldró, de 9h às 22h, ou telefonar para (81) 3619-1174.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.