A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

14/04/2016 07:23

Vizinhos criam feirinha no Cidade Jardim, com café coado e bolos caseiros

Naiane Mesquita
Feirinha que nasceu ontem na Cidade Jardim tem de tudo um pouco (Foto: Fernando Antunes)Feirinha que nasceu ontem na Cidade Jardim tem de tudo um pouco (Foto: Fernando Antunes)

Na rua Centaurea, no bairro Cidade Jardim, um grupo de moradores decidiu ocupar da melhor forma possível a praça Eloi Lima: com uma feirinha gastronômica. O espaço ganhou um food truck de pastel, bolos caseiros com café que é coado na hora, além de pães, espetinhos e sobá.

Veja Mais
Procura-se um padrinho que ajude na guinada de um cantor sertanejo
Antiga casa noturna virou 2 na Afonso Pena e reabre com lounge e pub sertanejo

As barraquinhas são com produtos dos comerciantes da região (Foto: Fernando Antunes)As barraquinhas são com produtos dos comerciantes da região (Foto: Fernando Antunes)
Na lista tem brownies e brigadeiros (Foto: Fernando Antunes)Na lista tem brownies e brigadeiros (Foto: Fernando Antunes)

A iniciativa é realizada toda quarta-feira, a partir das 16 horas, com a venda de frutas e verduras fresquinhas. Aos poucos, começam a chegar os outros empreendedores, comerciantes que moram no bairro ou região.

“A proposta é reunir as pessoas do bairro, uma integração com quem vende produtos e compra. Fomos em busca de feirantes que já atendem em outros lugares para as verduras e o restante são pessoas daqui. Eu estou vendendo esses brownies e bolos e minha outra filha trará o carreteiro”, afirma Fátima Di Giorgio, 52 anos, da Sabor de Amor. O preço varia de R$ 5,00 a R$ 10,00, com brigadeiro saindo por R$ 2,00.

Em outro ponto, mas seguindo os doces estão os bolos caseiros da Mais que Bolo. Os sabores são variados, desde o tradicional de laranja e chocolate até o salgado, recheado de queijo ou “mata fome” com azeitona, presunto, tomate, queijo e milho. “O café também é coado na hora e custa R$ 2,00. O kit com o coador é vendido na loja, estamos bem aqui pertinho”, brinca a vendedora Silvana Marcia Figueiredo, 44 anos.

Júlio Garabini é morador da região e aprovou a iniciativa (Foto: Fernando Antunes)Júlio Garabini é morador da região e aprovou a iniciativa (Foto: Fernando Antunes)

Tudo é bem organizado, com mesas para os clientes se deliciarem com os quitutes. “Nós estamos adorando, graças a Deus que tiveram essa ideia, faltava isso no bairro. Para comprar qualquer coisa, até uma verdura a gente andava no mínimo 5km e mesmo assim não encontrava produto de qualidade. O espaço é limpo, só está faltando banheiro, mas a ideia é bem bacana”, comenta o economista e morador da região, Júlio Garabini, 63 anos.

Quem estacionou no local também foi o food truck de pastel Du 'Carioca. “Estamos bem animados com essa iniciativa. Consegui abrir o meu próprio negócio e estou gostando bastante. Rodamos em várias feiras de Campo Grande”, frisa.

A feirinha ainda tem a venda de roupas, artigos de decoração, caldo de cana e até mudas de plantas. “Eu vendo suculentas, catos em vazinhos diferentes. Além disso temos os temperos orgânicos, hortelã, menta por R$ 5,00 e a bromélia no coco também. Trouxe poucas coisas porque passei na Praça da Bolívia e lá tem muito movimento. Mas, a ideia é trazer cada vez mais produtos”, ressalta a proprietária Indianara Obregon.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.