A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

24/02/2014 17:25

Vocalista do Engenheiros cobrou quase o dobro para tocar no MS Canta Brasil

Ângela Kempfer
Humberto tocará dia 9 de março em Campo Grande.Humberto tocará dia 9 de março em Campo Grande.

Enquanto que para a iniciativa privada o valor para bancar a vinda do cantor Humberto Gessinger a Campo Grande seria de R$ 35 mil, para o governo de Mato Grosso do Sul o show custará quase o dobro. São R$ 66.320 mil, conforme contrato publicado hoje no Diário Oficial do Estado.

Veja Mais
Humberto Gessinger vai abrir a temporada 2014 do MS Canta Brasil
Begèt de Lucena e Mari Depieri são as vozes do Som da Concha de hoje

Desde o ano passado, uma empresa tentava trazer o vocalista do Engenheiros do Hawaii para apresentação na cidade, inclusive, com a possibilidade de show em um dos shoppings da Capital.

Mas a atração só foi confirmada pela Fundação de Cultura, como a primeira edição do MS Canta Brasil de 2014, no próximo dia 9. “Decidimos por conta dos pedidos dos fãs”, explica o presidente Américo Calheiros.

No ano passado, esse tipo de discrepância nos valores cobrados pelos artistas ganhou destaque na imprensa nacional por conta dos contratos firmados no Ceará.

Enquanto a banda Jota Quest, por exemplo, pedia normalmente R$ 95 mil para apresentação, ganhou R$ 223 mil do governo cearense. A cantora Zélia Duncan teve o valor de R$ 37 mil reajustado para R$ 140 mil só pelo fato da verba ser pública, denunciou o Ministério Público do Ceará.

O Lado B tentou contato com o empresário de Humberto Gessinger, Wilson Chaves, telefonando para a "Estreia Produções", no Rio de Janeiro. Quem atendeu disse que Wilson estava viajando, mas repassou algumas informações dizendo ser o “sócio” da empresa, mas sem informar o nome.

Sobre os valores, disse apenas que “não são abertos” e sim informações exclusivas para quem negocia os shows. “Porque você não pergunta aí?”, recomendou, antes da ironia: "Você acha que uma matérinha vai mudar alguma coisa?"

Na Fundação de Cultura, o presidente Américo Calheiros confirma que o valor é referente apenas ao cachê e justifica a diferença dizendo que “cada show é um show”. “Os valores mudam de acordo com os espaços onde o cantor vai se apresentar. Aqui, por exemplo, ele não vai tocar em um lugar fechado, vai ser no Parque, gratuito”, alega.

Ele diz que a equipe recebe a proposta dos empresários e verifica a cotação no mercado. "Daí a gente negocia o cachê, se estiver bom para as duas partes, fechamos contrato", completa.

 




A análise matemática mais simples explica: num show gratuito, o cantor não pode levar seus parceiros de publicidade, nem pode exigir no contrato, participação na receita dos ingressos. Não sei se justifica dobrar a cobrança, mas pechinchar o talento alheio já é um pouco demais.
 
Sarah Raquel Alves Muricy em 25/02/2014 13:49:49
Agora falando sério! o pessoal do" Campo grande news"
não soube com quem falar, essas coisas acontecem qualquer artista que vai fazer um show gratuito, como a matéria diz que o J Quest fez, Zélia , isso acontece,

"pelo fato do show é gratuito, num lugar aberto. Isso é normal, quando a apresentação atende essas características, pois uma vez gratuito para ele conseguir voltar com ingresso pago, vai demorar. anula a possibilidade de uma outra contratação,"

Palavras de "Bebeto Alves", um dos, artistas convidados que está no novo CD
do Humberto Gessinger, sobre a matéria acima!
 
Leonardo Alencar em 24/02/2014 19:18:33
cobrou é pouco! =D

Enquanto o grupo Jota Quest, por exemplo, pedia normalmente R$ 95 mil para apresentação, ganhou R$ 223 mil do governo cearense. A cantora Zélia Duncan teve o valor de R$ 37 mil reajustado para R$ 140 mil só pelo fato da verba ser pública, denunciou o Ministério Público do Ceará.

 
Leonardo Alencar em 24/02/2014 18:06:31
Isso é inadmissível! Gosto do trabalho do cantor, mas pelo dobro do valor habitual seria melhor não contratar. É um verdadeiro absurdo esse tipo de discrepância entre valores cobrados da iniciativa privada e do valor cobrado quando a verba é pública!!!
 
Julian Bonessoni dos Santos em 24/02/2014 18:02:24
Xiiiii... estranho isso, hein!?
 
Guaraci Mendes em 24/02/2014 17:49:30
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.