A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

10/08/2014 08:39

É tanta admiração, que os filhos tatuam na pele o amor que têm pelos pais

Stephanie Romcy
Victor Hugo ao lado dos pais no dia em que mostrou a tatuagem para eles.Victor Hugo ao lado dos pais no dia em que mostrou a tatuagem para eles.

No Dia dos Pais, o que não falta é filho fazendo homenagem e algumas são eternas. O Lado B conversou com quatro campo-grandenses que escolheram marcar na pele a admiração e, de tabela, agradecer.

Veja Mais
Parque das Nações terá Jota Quest de graça, além de Curimba e Bella Xu
Morre ator e comediante Guilherme Karan aos 58 anos

A acadêmica de Filosofia, Gabriella Vieira, tem motivos óbvios para a declaração de amor: demonstrar a importância que o pai tem na vida dela. "Logo quando ele soube, ficou alegre, mas também se preocupou em me aconselhar sobre o cuidado que tatuagens precisam e para não me arrepender com outras", relata.

Ela não mora com o pai, mesmo assim estão sempre estão juntos, viajando, fazendo passeios ou até mesmo um jantarzinho especial, conta. "Quando não nos vemos, sempre nos falamos por telefone".

Há 11 meses com os nomes dos pais escritos no peito, Victor Hugo quis fazer uma surpresa. "Não foi em nenhuma ocasião especial, eu já estava querendo há algum tempo prestar esta homenagem", conta. Na relação com o pai, é certo o churrasco de todo domingo e a torcida em cada jogo do Grêmio, cumplicidade que merecia uma marca para sempre. "Quando meu pai viu, achou que era de mentira, que fosse de henna", lembra.

Michelly fez homenagem após o pai passar por um sério problema de saúde.Michelly fez homenagem após o pai passar por um sério problema de saúde.
Gabriella escreveu pai em uma das panturrilhas. Gabriella escreveu "pai" em uma das panturrilhas.

Michelly Marson, 22 anos, resolveu fazer a tatuagem quando o pai enfrentou um grave problema de saúde. Ela tem a frase "Pedro e Vânia por toda minha vida" no braço e conta que o pai, Pedro Paulo Dias, não gostou muito no começo, mas já se acostumou. "Quando ele viu ficou bem assustado, mas agradeceu pela homenagem".

Exatamente há 1 ano, foi o próprio pai da estudante Mirella Nunes que a levou ao estúdio para tatuar. José Ailton de Souza Nunes sempre apoia a filha em qualquer situação e quis conferir de perto a homenagem que foi feita por um tatuador em Dourados. Mirella tem o nome dos pais em cada braço, mas ao contrário de José, a mãe não ficou tão feliz assim.

"Ela não gosta, até ficou uns dias sem conversar comigo, mas eu sempre quis uma tatuagem, então fiz algo que eu nunca vou me arrepender", justifica. A estudante mora na Capital, mas foi para o interior para ficar pertinho do pai neste domingo tão especial.

Mirella foi com o pai ao estúdio para fazer a tattoo.Mirella foi com o pai ao estúdio para fazer a tattoo.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.