A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

24/06/2013 10:40

Encantado pelas miudezas, poeta fora da asa é eleito imortal na Academia de MS

Paula Maciulevicius
O poeta que se acostumou a comparecer aos próprios desencontros acrescenta o quadro da academia nos 42 anos de fundação. (Foto: comunicacao.fflch.usp)O poeta que se acostumou a comparecer aos próprios desencontros acrescenta o quadro da academia nos 42 anos de fundação. (Foto: comunicacao.fflch.usp)

A poesia de quem voou fora da asa entrou para o rol de imortais da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, como Acadêmico Honorário e ostentando Cadeira de Honra da instituição. Título conferido por unanimidade ao mestre que inventou um truque para fabricar brinquedos com palavras e que se encantou ao passar os dias quieto, no meio das coisas miúdas.

Veja Mais
Parque das Nações terá Jota Quest de graça, além de Curimba e Bella Xu
Morre ator e comediante Guilherme Karan aos 58 anos

O poeta que se acostumou a comparecer aos próprios desencontros acrescenta o quadro da academia dentro das comemorações de 42 anos de fundação. Nascido em Cuiabá, há 96 anos, Manoel de Barros usou a palavra para compor os próprios silêncios em inúmeras obras poéticas. E entre tantas homenagens e reconhecimento, estão dois Prêmios Jabutis, em 1989 e 2002.

Entre criar e tornar infinitas as coisas mais insignificantes e perecíveis, Manoel de Barros é visto como mestre da poesia em tão poucas palavras. “Definições de poesia existem inúmeras. Nenhuma tão apropriada, tão definitiva como ‘poesia é voar fora da asa’, com que Manoel de Barros nos brinda em ‘O Livro das ignorãças’, publicado em 1993. Até hoje não me lembro de alguém que tenha condensado de forma tão perfeita o mistério, o encantamento, as ilimitadas possibilidades do fazer poético em frase tão reduzida. Principalmente a liberdade de criar e tornar infinitas as coisas mais insignificantes e perecíveis”, descreve a escritora e acadêmica Maria da Glória Sá Rosa.

Fundada em 1971, a Academia Sul-Mato-Grossense de Letras conta com 40 Cadeiras, aos moldes da Associação Brasileira de Letras e registra uma história voltada para a defesa do regionalismo e cultivo da arte literária.
A Academia mantém atualmente projetos literoculturais importantes como, por exemplo, o “Concurso de Contos Ulisses Serra” e o “Concurso de Poesias Oliva Enciso” (ambos com inscrições gratuitas e premiações destinadas a escritores de Mato Grosso do Sul), o “Chá Acadêmico” (evento que acontece na última segunda-feira de cada mês, apresentando palestra de interesse da sociedade), o “Suplemento Cultural” e a “Revista da ASL” (já na 22ª edição), dentre outros. Possui página oficial na internet no endereço: www.acletrasms.com.br.




Parabéns à Academia Sul-Mato-grossense de Letras, que, com esta aquisição mostra estar afinada realmente com o mais criterioso objetivo de elevar a literatura estadual e nacional. Já contando com grandes nomes, os principais do cenário literário estadual, agora a instituição se fortalece ainda mais com Manoel de Barros como Acadêmico Honorário, imortalidade esta que já estava passando da hora, e a Academia de MS toma uma decisão assim tão importante, diga de aplausos de todos. Parabéns!
 
Ana Paula em 25/06/2013 19:26:45
Simplesmente simples e magnifico! Manoel de Barros apresenta as melhores obras, com significados verdadeiramente importantes, o nada que ele escreve é simplesmente TUDO. Tudo o que realmente vale a pena viver e prestar atenção. Afinal o desimportante é o que agrada, é ele que faz diferença.
 
Mayara Miranda em 24/06/2013 17:37:59
Uau, tudo que precisamos... um poeta maluco! Que orgulho hein! Parabéns! Clap Clap Clap!
 
Cyro Chan em 24/06/2013 12:28:54
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.