A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

17/12/2015 07:19

Com reza e fogo, grupo reverencia passado, agradece futuro e saboreia o agora

Paula Maciulevicius
Círculo reunia gratidão, desapego e os desejos para 2016. (Foto: Fernando Antunes)Círculo reunia gratidão, desapego e os desejos para 2016. (Foto: Fernando Antunes)

No coração, no papel, na dança, no abraço, na reza. Como "receita" de Ano Novo, o grupo de frequentadores do Gayatri Spa se reuniu na terça-feira que passou em torno da gratidão, do desapego e dos desejos para 2016. O encontro chamado "círculo de celebração da vida e gratidão pelas bençãos", já faz parte da programação do espaço, que prega a reza em cima das crianças que nasceram e as que ainda estão por vir, assim como dos úteros das mulheres. 

Veja Mais
Para fazer o mundo sorrir, grupo sai às ruas doando bons sentimentos
Clínica realiza palestras para sanar dúvidas sobre infertilidade conjugal

Por trabalhar com pacientes de todas as idades, a terapeuta, parteira da Tradição e dirigente do spa, Caroline Abreu Figueiró, abriu a reza a todos que estão no caminho de celebrar uma nova vida para que pudessem também agradecer pelas conquistas deste ano.

"A gratidão é o movimento que mais conecta o ser humano com o divino que tem dentro dele. Quando se quer conquistar alguma coisa ou já conquistou, nada melhor que a gratidão para te aproximar dessas bençãos que estão por vir", explica Caroline. A ideia pregada ali é de que se a gente agradece antes, com certeza só tem coisas maravilhosas por vir.

Caroline explica que agradecer é se conectar com o divino dentro de nós mesmos. (Foto: Fernando Antunes)Caroline explica que agradecer é se conectar com o divino dentro de nós mesmos. (Foto: Fernando Antunes)

"Aqui entendemos a alegria e o sofrimento de outra forma, as pessoas aprendem a celebrar e agradecer a vida exatamente como ela é, porque é um aprendizado", completa a dirigente. No círculo, homens, mulheres e crianças seguem o mesmo pensamento. Pelo que agradecer neste ano?

O sotaque denuncia que Arlete de Carvalho Felix não é daqui. De São Tomé e Príncipe, a gratidão dela é de poder ter voltado para casa depois de 7 anos longe. "Uma das coisas que me marcou este ano foi eu ter conseguido ir visitar a minha família, receber essa energia e estar com eles. Gratidão é uma forma de você poder entrar em contato com você mesma e poder viver essa experiência de acontecimentos marcantes para você", explica a psicóloga.

O momento de agradecer é particular de cada um, mas sem receios, eles abrem o coração. Junto das palavras vêm, muitas vezes, algumas lágrimas. Empresária, Sophia Figueiró, de 36 anos, foi uma delas. O ano foi maravilhoso, mais no pessoal que no profissional e a gratidão dela era cima de si mesma. "Agradeço por ter começado a olhar um pouco para dentro de mim. Sou muito preocupada em agradar os outros, agora estou preocupada em me agradar", diz.

Depois de três filhos meninos, 2015 foi o ano em que ela ganhou uma menina. Grávida de 4 meses, espera a vinda de Maria Sophia. "Quando você agradece é porque você está reconhecendo as coisas as coisas boas que teve na vida e no trabalho. Até as dificuldades servem para a gente aprender e tirar alguma coisa", resume.

Momento da reza para receber bençãos. (Foto: Laís Camargo)Momento da reza para receber bençãos. (Foto: Laís Camargo)
Dança fala sobre passado, futuro e agora. (Foto: Laís Camargo)Dança fala sobre passado, futuro e agora. (Foto: Laís Camargo)
No fogo, se vão os sentimentos e traumas que só estão conosco, porque a gente carrega. (Foto: Laís Camargo)No fogo, se vão os sentimentos e traumas que só estão conosco, porque a gente carrega. (Foto: Laís Camargo)

Passado o momento de gratidão, a terapia do colo é de se arrepiar. Conduzindo a roda, a dirigente do spa pede a todos que se deem as mãos, em abraço e que o que a gente precisa sempre, seja criança ou adulto, é de colo e acolhimento. Como benzedeira, Caroline organiza a celebração a começar pelo defumador, que limpa as impurezas para que se receba a benção.

"É um momento lindo, a gente passa óleo de mirra, essa celebração tem muito a ver com a coisa do divino, assim as pessoas estão ungidas e preparadas para o novo ano", descreve Caroline.

A dança circular é o passo seguinte que ensina, num resumo, como se deve encarar a vida. Na época em que se faz um balanço do ano, a dirigente explica que com a perna esquerda atrás, se reverencia o passado, a direita à frente, agradece pelo futuro, e num movimento de um lado para o outro, se saboreia o presente.

Por fim, é na fogueira que se joga o que não se quer mais para o próximo ano. Em um papel, escrevi o que entrego, o que não me pertence, pedindo - segundo instruído - ao universo, que me deixe apenas com o que for meu. "Você entrega não com negação, mas com desprendimento o que se quer desapegar: sentimentos, traumas, coisas que a gente só carrega porque se prende a isso", explica Caroline.

O fogo é a libertação para escrever uma nova história. No primeiro dia do ano, o grupo é orientado a escrever o que se quer para 2016, para que o universo acolha. "Você torna realidade quando traz à tona, quando profetiza. Profetize e agradeça por 2016", finaliza Caroline.

Curta o Lado B no Facebook.

Reverencie o passado, agradeça pelo futuro e saboreie o presente. (Foto: Fernando Antunes)Reverencie o passado, agradeça pelo futuro e saboreie o presente. (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.