A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

02/07/2015 06:45

Criado por nutricionista, método promete e cumpre emagrecer 10 kg em 2 meses

Naiane Mesquita
Em reuniões gratuitas, Juliana explica o método de emagrecimento que promete a perda de mais de 10 quilos em 2 meses (Foto: Arquivo pessoal)Em reuniões gratuitas, Juliana explica o método de emagrecimento que promete a perda de mais de 10 quilos em 2 meses (Foto: Arquivo pessoal)

Nada é mais reconfortante para alguém que luta contra a balança do que ver uma foto no estilo "antes e depois".

Veja Mais
Clínica realiza palestras para sanar dúvidas sobre infertilidade conjugal
Peregrinos não precisam ir tão longe, nosso "Caminho de Santiago" fica a 60km

Aquela sensação vitoriosa de que os quilos foram eliminados com louvor normalmente é motivo de orgulho nas redes sociais e faz sucesso entre os amigos. A funcionária pública Luciane Cintia Pazetti, 37 anos, é uma dessas pessoas que não tem vergonha de exibir as fotos e contar o segredo.

Adepta do MER (Método de Emagrecimento Rápido), Luciane perdeu quase 20kg desde junho de 2014, sendo que em dois meses, 10kg foram eliminados. O segredo está em uma alimentação balanceada proposta pela nutricionista Juliana Mendonça, a criadora do dieta.

"Hoje eu posso dizer que o método mudou a minha vida. Quando eu comecei tinha 101 quilos, mas eu já estava tomando um shake, na verdade eu cheguei a 108 kg. Em dois meses com o MER eu perdi 10,7 kg", explica.

Luciane em 2014, com mais de 100kg (Foto: Arquivo Pessoal)Luciane em 2014, com mais de 100kg (Foto: Arquivo Pessoal)
Luciane hoje com quase 20kg a menos (Foto: Arquivo Pessoal)Luciane hoje com quase 20kg a menos (Foto: Arquivo Pessoal)

Com um histórico de idas e vindas em nutricionistas, ela afirma que o diferencial foi uma combinação de resultado rápido, um grupo no WhatsApp para tirar dúvidas e as refeições prontas entregues em casa. "Você aprende a comer, acaba se alimentando de duas em duas horas e hoje eu sou viciada no método justamente pelo resultado rápido. Já fui em outras nutricionistas, mas eu desanimava e acabava largando mão. Em dois meses, eu vi um resultado ótimo", explica.

A nutricionista que aplicou o método em Campo Grande, Juliana Mendonça, começou o trabalho em 2013 na cidade de Jardim. Depois ampliou para Bonito, onde Luciane mora, e agora em Campo Grande. Montando grupos de 25 pessoas, ela auxilia quem deseja perder peso de forma completa. Até a parceria com uma chef de cozinha foi desenvolvida justamente para entregar todas as 8 refeições do dia prontas na casa ou no trabalho de quem está em regime.

"É uma maneira diferente de emagrecimento baseada na alimentação saudável. O paciente não passa fome e tem data para começar e terminar em 56 dias, ou seja, 8 semanas. O peso de meta a gente define na primeira consulta e não existe a preocupação com o valor calórico. Cada dia é uma alimentação diferente", aponta a nutricionista.

A paciente Luciane fez o método uma vez e depois investiu em uma versão mini do MER, ou seja, menos tempo seguindo o método. "Em dezembro eu fiz o mini, que são 30 dias de duração. Eu perdi 5,2 kg e agora eu quero fazer de novo. Estou com 82kg, a meta da nutricionista é 80kg, mas eu queria 75kg", confessa.

Juliana reforça que em como qualquer dieta, o que vale é a disciplina de cada pessoa. "Tem proteína, carboidrato e a gordura necessária. Eu controlo o pessoal por consultas individuais e pelo grupo no WhatsApp, tirando dúvidas e trocando experiências. Acaba virando um grupo de auto ajuda, é uma força muito bacana para o pessoal", diz a nutricionista.

O primeiro passo para integrar o método é participar de uma reunião que Juliana faz antes de iniciar a dieta. Nesses encontros, a nutricionista tira dúvidas e fala sobre todas as fases do procedimento. Hoje já tem um programado, às 19 horas, na Libera Limes.

"Depois da palestra eu já vejo quem tem interesse e marco a primeira consulta. O paciente tem a escolha de preparar a comida em casa porque eu dou as receitas, mas eu acho muito mais difícil. Temos uma cozinha parceira em Campo Grande, que fornece os alimentos feitos na hora, nada é congelado e tudo dentro da porção que eu estipulo e com base no cálculo semanal", explica Juliana.

Esse cálculo foi desenvolvido por uma professora da PUC (Pontífice Universidade de Campinas) para ser aplicado em pacientes com obesidade mórbida. Mas, após algumas aulas, Juliane descobriu que o método poderia ser utilizado em qualquer paciente, de acordo com as suas necessidades. "Costumo brincar que quem sobrevive a primeira semana termina o método com sucesso. O início é sempre mais difícil e complicado, até pela cultura de cada um tem de se alimentar", diz.

A primeira reunião é gratuita, mas o método custa em média de R$ 1.050, não incluindo as refeições prontas, a R$ 3.250 mil, com a alimentação completa. O valor é total para os dois meses, com refeições de segunda a sábado à noite. Já a reunião é gratuita.

Quem tiver interesse, o encontro será realizado hoje, às 19 horas, na Avenida Mato Grosso, 648.




R$ 3.250 mil?! Compra uma bike e vai andar!!
 
JESSICA MACHADO GONÇALVES em 02/07/2015 10:05:23
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.