A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

22/09/2015 06:34

Inventaram o "Pilates Dog", onde cachorro é aluno e faz exercícios com a dona

Paula Maciulevicius
Na meia-lua, Ecila e Nadja fazem pilates acompanhadas de Brad e Niraj. (Foto: Izabela Leal)Na "meia-lua", Ecila e Nadja fazem pilates acompanhadas de Brad e Niraj. (Foto: Izabela Leal)

No sábado que passou, os yorkshires Brad, Niraj e Raica foram para a primeira aula de pilates. Ao lado das donas, Ecila e Nadja, eles passaram uma manhã entre os aparelhos e acessórios do exercício e ainda posaram para fotos. A experiência foi comandada pela educadora física Izabela Leal, que dividiu a aula entre os cães para ver como eles se adaptariam.

Veja Mais
Para fazer o mundo sorrir, grupo sai às ruas doando bons sentimentos
Clínica realiza palestras para sanar dúvidas sobre infertilidade conjugal

O "Pilates Dog" já existe mundo afora, mas é a primeira vez que o Lado B vê isso em Campo Grande. Os benefícios para os alunos acabam sendo mais tranquilidade aos cachorros e um tempo em que os donos dão atenção aos bichinhos.

A primeira aula foi divulgada nas redes sociais e entre os alunos do estúdio para ver como seria a aceitação. "Queremos fazer uma turma, mas com gente que se identifique e também vendo se um bichinho vai se acostumar com o outro", explica Izabela.

Até na bola os cães fazem companhia. (Foto: Izabela Leal)Até na bola os cães fazem companhia. (Foto: Izabela Leal)

A ideia surgiu da necessidade que a própria professora de pilates sentiu, de colocar a sharpey que tem em casa para se exercitar. "Para eles é difícil, mas eles se saíram bem. Em princípio queremos fazer a aula com donos e cães, porque hoje em dia não se tem mais tempo para ficar com o animalzinho", explica a educadora.

A diferença entre fazer a aula só e com o amigo de quatro patas é também exercitar a paciência. "Eles têm o tempo deles, então torna o pilates mais difícil", completa Izabela.

Nos aparelhos, os cães foram para cima do bosu, um acessório que trabalho o equilíbrio. "Colocamos a patinha deles e ali já trabalha um pouquinho do fortalecimento. Depois com as duas em cima, é a vez do treinar o equilíbrio", relata. 

O pegar a bolinha também entrou para rotina das aulas de pilates e donos e cães entraram na brincadeira. "Foi muito prazeroso. A gente via nas alunos um brilho no olhar diferente, uma satisfação", descreve a educadora.  

Os horários ainda serão adaptados, para dar tempo de limpar a sala no caso dos animais soltarem pelo ou fazer xixi pelos tapetes. Como o estúdio já oferece a primeira aula experimental gratuita, é nesta hora que os donos precisam relatar o histórico do animal para que não haja conflito com os outros animais. 

No reformer, Ecila treina com o yorkshire. (Foto: Izabela Leal)No "reformer", Ecila treina com o yorkshire. (Foto: Izabela Leal)
Na cadeira combo, cachorro parece brincar com o exercício ou com a camiseta da dona. (Foto: Izabela Leal)Na cadeira combo, cachorro parece brincar com o exercício ou com a camiseta da dona. (Foto: Izabela Leal)

Nadja faz aula há quase dois anos e foi a primeira vez que levou Raica Dengosa e Niraj. Como a rotina na casa sempre foi de brincadeiras, a professora aposentada diz que não teve dificuldades. "Eu brinco muito com eles, então já estão acostumados. Se fazer exercício já é bom para a gente, para o animal melhor ainda", descreve a aluna Nadja Maria de Oliveira Coimbra, de 65 anos.

A outra aluna, Ecila Zampieri Lima, de 61 anos, escolheu levar Brad, o yorkshire mais agitado da casa. Entre os sete cães, ele é o que costuma dar mais trabalho. "Ele se comportou que você precisava ver. Ficou tão calmo depois, parecia que já conhecia o ambiente há muito tempo", narra. Ela pretende seguir com os exercícios na companhia do bichinho por perceber o quanto a interação foi positiva. 

As aulas ainda dependem da formação de turmas, mas são oferecidas pelo Studio Bella Life Pilates, da Vila Alba. Os custos seriam a partir de R$ 180,00 no caso de aulas em grupo. Os contatos do estúdio são: 3356-5735 e pelo Facebook.

Duplinha no bosu. (Foto: Izabela Leal)Duplinha no "bosu". (Foto: Izabela Leal)



Viu como a crise é só pra alguns.
 
Pensador em 22/09/2015 10:41:44
Solte o cachorro num quintal e ele fará exercícios naturalmente. Acho uma total falta de noção! Gastem esse dinheiro "desperdiçado", doando para um orfanato ou alguém que esteja doente e precisando de auxílio!
 
Sentinela em 22/09/2015 08:30:46
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.