A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

06/10/2014 06:51

Treinamento de força com bolas de ferro promete queimar 1,2 mil calorias em 1h

Elverson Cardozo
Eli com o Kettlebell. (Foto: Divulgação)Eli com o Kettlebell. (Foto: Divulgação)

Treinamento de força, de alta intensidade, feito com “bolas de ferro”, de 6, 8, 12 quilos e até mais. O Kettlebell (pronuncia-se “querobel”) envolve esquema pesado e promete queimar de 800 a 900 calorias, podendo chegar a 1,2 mil, em uma hora de aula.  

Veja Mais
Para fazer o mundo sorrir, grupo sai às ruas doando bons sentimentos
Clínica realiza palestras para sanar dúvidas sobre infertilidade conjugal

A educadora física Eli Barros Ferreira, 34, trabalha com isso há 5 anos, desde que passou em provas teóricas e práticas promovidas, afirma, por uma empresa paulista que trouxe a modalidade dos Estados Unidos para o Brasil, em busca de novos treinadores.

Eli vai a São Paulo pelo menos uma vez por mês ensinar a outros profissionais as técnicas do esporte, mas mantém um estúdio em Nova Andradina e agora se prepara para implantar um espaço na Capital, no bairro Chácara Cachoeira.

A sala deve ficar pronta no próximo mês, mas, para divulgar o esporte, a educadora promoveu uma demonstração de quatro horas neste sábado (3), em um estúdio do bairro Vivendas do Bosque. Nem todo mundo pôde participar porque as inscrições eram limitadas e todas as vagas foram preenchidas. Mas, para quem tem interesse, o próximo “aulão” já está marcado: será no dia primeiro de novembro. A inscrição custa R$ 99,00.

O esporte atrai a atenção de treinadores e atletas experientes porque, pelos relatos da educadora física, tem resultados comprovados. É anunciado como uma atividade rápida, eficiente, com alto gasto calórico e que previne lesões, melhora a saúde das articulações, desenvolve a força com inteligência e proporciona a liberdade de treinar em qualquer lugar.

Exercício com acompanhamento de um profissional. (Foto: Divulgação)Exercício com acompanhamento de um profissional. (Foto: Divulgação)

Como funciona ? - Qualquer pessoa pode praticar a modalidade, mesmo aqueles que não estão acostumados a atividades físicas intensas, garante Eli. A bola de ferro com haste, chamada de kettlebell, batiza o esporte e é o aparelho principal, mas os exercícios incluem caixas de salto, escadas de agilidade, pneus, cordas, entre outros instrumentos, por esse motivo o serviço oferecido por Eli recebe o nome de “Treinamento Integrado e Kettlebell”.

É um treino de força como a musculação, que utiliza técnicas para ganho de massa muscular e, também, para diminuição de gordura corporal. “Tem relatos de que o kettlebell existe há 300 anos. Surgiu na rússia. [a bola de ferro] Era usada como contrapeso nas feiras, para pesar as coisas, aí uma pessoa começou a fazer movimentos e perceber que dava para virar exercício. Na Rússia o kettlebell é como o futebol para nós”, explica a treinadora.

O esporte, prossegue, tem seis movimentos básicos, com nomes bem técnicos, e é dividido em duas modalidades: a girevoy sport, voltada para quem quer competir e a hard style, para condicionamento de atletas e até reabilitação. “O kettlebell é muito usado por fisioterapeutas”, comenta.

Eli em treinamento. (Foto: Divulgação)Eli em treinamento. (Foto: Divulgação)

O treinamento é bem puxado, diz a professora, mas, assim como os outros da mesma categoria, é feito por etapas e dentro do limite de cada aluno. Quem não tem condicionamento físico não vai pegar, de cara, um peso além do que aguenta.

Antes de praticar a atividade, é preciso passar por uma avaliação de movimento. “Para saber o que o seu corpo está preparado para fazer. Por exemplo: Se o seu agachamento é ruim, vou melhorar através de alguns exercícios para depois você mexer com o peso. A partir daí vou escolher uma meta para você atingir seu objetivo”, explica.

Tem gente que só quer melhorar o condicionamento físico. Para corredores, por exemplo, o esporte é um ótimo aliado. Outros querem emagrecer. É possível perder peso, sim, praticando o kettlebell, mas é preciso dedicação, disciplina e, mais que isso, mudanças de hábito, regras que tudo mundo já está careca de saber.

Como ainda está montando o estúdio, Eli não tem os preços das aulas definidos, mas diz que o valor mínimo para treinar duas vezes por semana, uma hora por dia, pode chegar a R$ 170,00, e o máximo, para cinco dias, no mesmo tempo, é de R$ 470,00. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (67) 9934-4219 / (67) 8143-1904 ou no e-mail: elibarros.adfpro@gmail.com

Para entender melhor como funciona, assista abaixo uma aula avançada de kettlebell.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.