A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

02/03/2014 09:35

Amigos criam festa "Geek" para quem gosta de ser nerd e troca Carnaval por games

Anny Malagolini
Os amigos se conheceram na faculdade de Administração (Foto: Cleber Gellio)Os amigos se conheceram na faculdade de Administração (Foto: Cleber Gellio)

Eles não gostam de balada e trocaram a folia das ruas para passar o Carnaval do jeito que gostam, em meio a livros, filmes e jogos, na “Festa Geek”.

Veja Mais
Last Guardian e Mario Maker no 3DS puxam lançamentos de dezembro
Dos três modelos da linha PlayStation 4, qual se encaixa melhor para você?

O movimento mesmo acontece durante a madrugada. Neste domingo, a folia vai começar às 18 horas, e deve seguir até às 6 horas da manhã de segunda. Na sexta e no sábado, somando, foram 24 horas de interação virtual e filmes. 

O espaço é na realidade uma sala de jogos, que fica na avenida América, 85, Vila Planalto. E para quem gosta de vídeo game, é um lugar delirante. Projetor serve para relembrar os antigos jogos. Também há um aparelho super Nitendo, ainda de fita, clássico na década de 90, com jogos do Mário. Os mais atuais, como o Playstation 3, não ficaram de fora. Na programação serão exibidos filmes e foi providenciado até tabuleiro RPG, que é um jogo de interpretação de personagens.

Os amigos Raphael Jara, de 20 anos, e Rafaela Quintana Brum, de 22, se conheceram na faculdade. Ambos estudam Administração e, apesar do curso não ter relação, eles descobriram algo em comum, a paixão pelo universo “Geek”. Em novembro do ano passado, criaram um espaço de entretenimento chamado Forty Two – nome baseado em um clássico da literatura “nerd”.

A ideia é unir o público que ganhou o apelido de “Geek”, termo que faz referência a pessoas obcecadas por tecnologia, objetos retrô ou jogos.

Para não deixar o Carnaval passar batido, a namorada de Raphael, a estudante de Medicina Laura Beatriz, de 20 anos, sugeriu a criação da folia nerd. “Eu sempre assisto a desfiles pela TV, gosto do Carnaval”, conta a estudante. “Nerd não vai a lugar nenhum, fica em casa e aqui é extensão de casa”, justifica.

O Kit sobrevivência será regado a salgadinhos, batata frita e bolacha recheada, e nada de bebida alcoólica. “Funciona como uma empresa e não permitimos bebidas alcoólicas. E, além disso, recebemos menores de idade” justifica.

Para quem acredita que é bitolação, Rafael rebate: “É sempre a mesma coisa ai fora. Somos grupo entediado da mesmice”. Para convidar o público desse segmento, os amigos gravaram um vídeo, no próprio espaço, mostrando que o mais divertido não é ir para rua jogar serpentina.

E para as mães, a escolha dos filhos, em optar a diversão virtual, ao invés da real é um alívio. “Ela não tem costume de noitadas, e sempre se reuniram para jogar. Assim fico mais tranquila”, conta a mãe de Rafaela, a empresária Mary Luci Quintana Brum, de 51 anos. Para ela, “é bom ter um filho nerd”.

O espaço foi alugado pelos amigos e por enquanto as despesas são pagas com dinheiro pessoal. Para este Carnaval, cerca de 30 pessoas confirmaram presença. “É um nicho, um público fiel”, defende Rafaela.

O espaço funciona apenas nos finais de semana e é cobrado R$ 10,00 por pessoa, para grupos acima de cinco pessoas, para utilizar 5 horas. Já entrada do Carnaval Geek custa R$ 15,00.

Aparelho Super Nitendo (Foto: Cleber Gellio)Aparelho "Super Nitendo" (Foto: Cleber Gellio)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.