A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

02/04/2015 09:40

Exclusivo do Playstation 4, Bloodborne traz qualidade e desafio em alto nível

EdsGodoy e Patrick Weiller
Exclusivo do Playstation 4, Bloodborne traz qualidade e desafio em alto nível

O ano de 2015 tem sido bastante morno para os videogames. Apesar de alguns lançamentos bastante esperados, como Dying Light e The Order 1886, nenhum game conseguiu atrair os holofotes positivos de crítica e público (The Order mesmo foi um que atraiu muito mais críticas negativas). Porém, um game lançado em março chegou mansamente para arrebatar a atenção de todos.

Veja Mais
The Last of Us 2, novo Uncharted e tudo mais que rolou na PlayStation Experience
Last Guardian e Mario Maker no 3DS puxam lançamentos de dezembro

Trata-se de Bloodborne, da softhouseFrom Software. O game é sucessor espiritual do sucesso Dark Souls, série que contava com três games: Demon´s Souls, Dark Souls 1 e 2. A série é conhecida por trazer grande grau de dificuldade, algo comum em épocas passadas dos videogames (em especial na época de Nintendinho e Master System) mas cada vez mais raro nos dias de hoje. Isso torna o game desafiante e instigante, pois apesar de difícil, não é impossível, deixando sempre aquele desejo no jogador de tentar mais uma vez para atingir o objetivo.

Bloodborne tem uma atmosfera extremamente sombria, o que é intensificado com a qualidade gráfica e sonora do game. Sem dúvida alguma é um dos jogos mais bonitos da nova geração.

O game se passa na cidade de Yharnam, onde uma praga transforma pessoas em monstros. Cabe a você, um exímio caçados dessas criaturas, limpar a cidade desse mal que a infesta. Percebe-se que a história do game não possui profundidade, e isso foi feito propositalmente. Os criadores do game querem que o jogador foque sua atenção única e exclusivamente na ação, que rola a todo momento no game.

O jogo também possui pitadas de RPG em coisas como o sistema de evolução do personagem. Para evoluir, você precisa coletar o sangue de seus inimigos (que funciona quase como o dinheiro do game). Depois você deve ir a um lugar semelhante ao “limbo”, onde não há perigos, e nele encontrar uma mulher que trocará esse sangue por pontos de experiência, que serão usados para a evolução do personagem. Além disso o sangue também pode ser trocado por novas armas e itens, tudo dentro do limbo. Detalhe: se você morrer no game antes de efetivar essa “venda”, todo o sangue coletado será perdido. Para dificultar ainda mais, toda vez que o jogador retorna do limbo, todos os inimigos anteriormente derrotados voltam a vida.

Aqueles que não curtem desafio e jogos que exigem um pouco mais de empenho do jogador, podem estranhar Bloodborne. Mas como um gamer das antigas, garanto a vocês: esse é o tipo de game que marca a história de um jogador. Quem da era do Nintendinho não se recorda da série Ninja Gaiden ou Battletoads? A verdade é uma só: Bloodborne é obrigatório para quem procura um lançamento de qualidade para o seu Playstation 4. Confira um gameplay do game no vídeo ao final da matéria, comentado pela Monique Alves do Resident Evil Database.

A coluna de games do Lado B tem o apoio do evento Parada Nerd, que vai rolar na nossa capital nos dias 2 e 3 de maio.

Visite também o meu site, o Video Game Data Base http://www.vgdb.com.br/

 




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.