A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

02/06/2016 12:00

Jogos não são só gráficos, também têm a magia das trilhas sonoras nos videogames

João Marcos Palma e Edson Godoy
Jogos não são só gráficos, também têm a magia das trilhas sonoras nos videogames

Imagine você, jogando um game que acabou de ser lançado em seu console favorito. Tudo vai bem até que uma música totalmente fora de hora ou de jeito começa a tocar, te desconcentra e põe a sua partida a perder. Agora imagine o mesmo jogo, mas com uma música que toca no momento certo e que ao invés de desconcentrar o jogador, acaba deixando ele ainda mais imerso na emoção do game. Esse cenário demonstra bem o tamanho da importância das trilhas sonoras nos jogos eletrônicos.

Veja Mais
The Last of Us 2, novo Uncharted e tudo mais que rolou na PlayStation Experience
Last Guardian e Mario Maker no 3DS puxam lançamentos de dezembro

Essa importância começou a ser percebida na terceira geração dos consoles, onde o Nintendinho e o Master System nos brindavam com obras primas através de seus rústicos sistemas de áudio. Naquele tempo as músicas nos videogames eram todas compostas especificamente para àquele fim, ao contrário de hoje, em que as músicas licenciadas de grandes bandas dominam boa parte das trilhas dos jogos. Isso acabou fazendo com que as trilhas sonoras dos jogos antigos ganhassem um charme a mais, sendo bastante cultuadas e ouvidas nos dias de hoje.

Se formos falar de todas as trilhas sonoras marcantes criadas desde a terceira geração até hoje, provavelmente teríamos um material quase que interminável, tamanha a quantidade de músicas incríveis já lançadas.

Diante disso, citaremos apenas algumas, consideradas entre as mais marcantes de todos os tempos: Mega Man 2 no Nintendinho – essa é quase unanimidade em termo de qualidade; Street Fighter II, que além de ter criado um novo padrão nos jogos de luta, também trazia trilhas incríveis, em especial as das fases de Ryu, Guile e Vega/M. Bison; pra fechar, as músicas dos jogos de Alex Kidd, Sonic e Mario – difícil alguém que viveu as décadas de 80 e 90 que não comece a cantarolar na cabeça alguma música deles ao pensar nesses jogos.

Algumas trilhas também possuem um caráter polêmico, como a música Lavander Tower do game Pokémon Red/Blue do Nintendo Game Boy. Foi criada toda uma teoria da conspiração por trás dela. Afinal, considerando se tratar de um jogo de Pokémon, é uma trilha bastante macabra, mesmo para uma fase que se passa em um cemitério (de Pokémons). Outra polêmica foi criada na trilha sonora de Sonic 3 de Mega Drive, onde vários indícios foram coletados de que quem a escreveu foi ninguém menos que o saudoso Rei do Pop, Michael Jackson.

Esse “hype” das trilhas sonoras de jogos vem crescendo a cada dia. É comum hoje as pessoas buscarem as músicas dos jogos para downloads, ou ouvi-las através de serviços como YouTube ou Spotify. Mas o mais incrível é o mercado de discos físicos que se criou. Se voltarmos um pouco no tempo, na década de oitenta empresas como a Nintendo, a Namco e a Sega já lançavam alguns discos de vinil com as músicas de seus jogos,geralmente restritos apenas ao público japonês. Com a entrada da SNK no mercado de consoles e os grandes sucessos dos seus jogos de luta, a Pony Canon, empresa subsidiária da Fujisankei Group, começou a lançar as trilhas sonoras em CD de Fatal Fury(Garou), The King of Fighters e outros grandes jogos da companhia, tanto as músicas originais dos jogos como CD’s com as músicas “arranjadas” – uma espécie de remix da versão original.

A Capcom não deixou por menos e licenciou a produção das músicas de Street Fighter.Recentemente uma empresa chamada Brave Wave Productions lançou um box com quatro discos de vinil de Street Fighter, em uma edição limitadíssima. Outro destaque recente fica por conta da gravadora Data Disc, sediada em Londres.Ela fez uma parceria com a SEGA para lançar trilhas sonoras de jogos da empresa em formato de vinil. Até hoje foram lançados 5 discos, e Panzer Dragon de Sega Saturn é o próximo da lista. Curioso para conhecer esse trabalho, acesse o site da empresa e confira. Detalhe importante: eles enviam para o Brasil e sem dúvida comprar direto da fábrica é a forma mais barata de adquirir esses itens.

É um mercado meio “obscuro”, pois nem todos sabem da existência desses álbuns, que inclusive recebem lançamentos de jogos atuais também, como God Of War, Zelda, dentre outros. Para quem ficou curioso sobre esse mundo das trilhas sonoras em discos físicos, o site/fórum Vgmdb.net é uma ótima fonte de consulta, com catálogos completos de trilhas de jogos e também de animes.

E você, caro leitor? Quais as suas trilhas sonoras de videogame preferidas? Para matar a saudade, confira abaixo vídeos contendo as trilhas sonoras completas de alguns dos games que citamos aqui. A coluna de games do Lado B tem o apoio da loja Press Start, localizada no Shopping Bosque dos Ipês. Não deixe também de visitar meu site, o Vídeo Game Data Base.

 




Uma matéria sobre trilhas sonora sem mencionar Donkey Kong Country 2 é uma blasfêmia.
 
Eric M. Souza em 22/06/2016 09:33:32
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.