A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

04/02/2013 08:00

Curso ensina mulher a se virar com a vaidade e fazer escova em casa

Elverson Cardozo
Aluna aprende a manusear  o secador de forma adequada. (Foto: Elverson Cardozo)Aluna aprende a manusear o secador de forma adequada. (Foto: Elverson Cardozo)

A maioria das alunas está em busca de praticidade e economia na hora da produção, mas o público é heterogêneo. Algumas são viciadas em maquiagem e cabelo. Vivem ligadas nas tendências, acompanham blogs, reportagens e tutoriais na internet. Outras são adeptas do básico. Até gostam de um visual mais arrojado, mas não ousam tanto com medo de errar. No geral, o que todas buscam é uma maneira de se virar sozinha, na frente do espelho.

Veja Mais
Canal masculino de moda tem tradução em libras para democratizar acesso
Tem gosto pra tudo...Agora, até para combinar gravata de madeira com camisa

Em Campo Grande, o Senac Beleza e Moda é uma das instituições que oferece cursos de autoescova e automaquiagem. As novas turmas começaram neste final de semana e reuniram mais de 20 interessadas.

No grupo das que preferiram aprender a mexer no próprio cabelo, o dia começou com teorias e terminou na prática, com o barulho dos secadores e a sensação de que o domínio das madeixas não é algo de outro mundo.

Angela Xavier, de 38 anos, resolveu se inscrever para aprender a parte técnica, funcional. Em casa, a funcionária pública até arrisca, mas o resultado não é dos melhores. Manusear a escova e o secador ao mesmo tempo nunca foi uma tarefa fácil. “O máximo que eu consigo é secar o cabelo”, contou.

Em pouco tempo de aula ela já aprendeu algumas dicas, a começar pelo shampoo e condicionador. “Não sabia que tinha que ser da mesma marca e que a gente não podia comprar pelo cheiro, mas pelo produto”.

Para Angela, o curso, se for aplicado como pretende, vai diminuir os gastos com salão. Por mês, a funcionária pública gasta, em média, de R$ 70,00 a R$ 100,00, só com escova. No final das contas, o investimento pode valer a pena.

Professora auxília aluna durante o processo, mas a escova tem que ser feita por ela. (Foto: Elverson Cardozo)Professora auxília aluna durante o processo, mas a escova tem que ser feita por ela. (Foto: Elverson Cardozo)

Administradora, Márcia Correa, de 50 anos, não fica sem escova, mas geralmente paga. Como viaja bastante, ele está em busca de praticidade. A duração da “oficina”, pontuou, é o suficiente para aprender, pelo menos, as técnicas básicas e, claro, reduzir os custos, pelo valor de R$ 59,00.

Para a professora que ministra o curso, Francilda Torres Godoy, as alunas não vão abandonar os salões, porque o trabalho, por mais correto que seja, não substitui um profissional.

A vantagem, sem dúvida, é a economia, mas não é só isso. O curso de autoescova tem o objetivo de facilitar a vida de quem precisa ou sente necessidade de ver o cabelo sempre modelado. Aí entram as técnicas onde é possível avaliar, por exemplo, o tipo e a característica do cabelo para, então, escolher os instrumentos e materiais corretos para escovação.

Francilda ressalta que, no salão, a média dispensada para uma escova, dependendo do comprimento, varia de 30 a 1h. Em casa, como a dificuldade é maior, leva-se mais tempo; cerca de 30 minutos.

“Ela vai ter praticidade para fazer sozinha várias escovas diferentes”, resumiu.

Maquiagem – O curso de automaquiagem, o mais procurado, custa R$ 89,00 e acontece no mesmo período, mas na sala ao lado. Tem carga horária de 12 horas e é dividido em três dias. O primeiro, no sábado (2), foi teórico.

Julian Medina ministra curso de automaquiagem. Explica desde os pincéis às tonalidades de base, passando pela harmonia das cores na hora da sombra. (Foto: Elverson Cardozo)Julian Medina ministra curso de automaquiagem. Explica desde os pincéis às tonalidades de base, passando pela harmonia das cores na hora da sombra. (Foto: Elverson Cardozo)

A proposta é aliar técnica à beleza. “Virou uma necessidade das mulheres. Sempre foi, mas agora tem esse conceito de estar mais apresentável, de trabalhar a autoimagem”, explicou professor, Julian Medina.

Entre os assuntos abordados está a geometria facial - que aponta os tipos de rosto, lábios, nariz, olhos e sobrancelhas -, tipos de pele, textura e cor, princípios de higienização e de correção das imperfeições.

Segundo o ministrante, o maior erro hoje, quando se fala em maquiagem, tem relação com a harmonia das cores, em especial no uso das sombras. Mas a dúvida maior paira sobre os produtos para pele, com a escolha da base e da tonalização ideal.

O público, destacou, é variado, heterogêneo. Há quem sabe muito pouco do assunto, as que entendem e as que “acham que sabe tudo, mas não sabe nada”.

Samia Fernandes Miralles, de 24 anos, é uma das que costuma acompanhar tutoriais na internet, mas não passa do limite por medo de errar na hora da produção. Para a ela, melhor ser simples, básica, do que correr o risco de exagerar.

A possibilidade de misturar pelo menos três tons de base é uma das coisas que Samia não sabia. “Dá para disfarçar algumas áreas do rosto”, disse, se referindo à técnica de correção.

Curso de automaquiagem é um dos mais procurados. (Foto: Elverson Cardozo)Curso de automaquiagem é um dos mais procurados. (Foto: Elverson Cardozo)

Advogada, Vania Sandim, de 29 anos, que aprender a fazer maquiagem para noite, daquelas sofisticadas. O custo, no salão, varia de R$ 100,00 a R$ 120,00, destacou. “Fui incentivada pelo marido, para economizar”, disse, brincando.

Mas não é só isso. Ela quer usar sombra com mais frequência e em tons fortes. “Acho meu olho pequeno e quanto uso parece que diminui ainda mais”, relatou.

Na mesma sala, Izabel Guimarães, de 46 anos, ainda estava avaliando se iria conseguir colocar em prática as dicas dadas durante o curso. No dia a dia, a psicóloga prefere o básico: lápis e batom. Nem base costuma usar porque tem medo de errar o tom.

A expectativa é sair do curso com algum ensinamento, mesmo que básico. Para o professor, Julian Medina, o tempo é suficiente. Para a aluna, “só vendo para crer”.

Serviço – As próximas turmas para o curso de autoescova começam em março, nos dias 2, 12 e 25. O de automaquiagem também terá novas turmas, nos dias 9 de março, 6 de abril e 21 de maio.

Mais informações pelo telefone (67) 3312-6260 ou pelo site www.ms.senac.br

O Senac Beleza e Moda está localizado na avenida Fernando Corrêa da Costa, 1830.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.