A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

11/05/2012 10:48

Franquia para quem ama bijoux nasceu aqui, mas já chegou ao RJ, SC e SP

Ângela Kempfer
Maxicolar, brinco e a clutch, duas tendências das últimas estações.Maxicolar, brinco e a clutch, duas tendências das últimas estações.
O detalhe da clutch com anel quádruplo (R$ 208,00).O detalhe da clutch com anel quádruplo (R$ 208,00).

A marca nasceu para a expansão como franquia e ainda neste ano pretende abrir 20 unidades pelo Brasil. Os planos começaram por Campo Grande, com duas lojas já funcionando, e em junho a “Amoo Bijoux” estará no Rio de Janeiro, depois em Florianópolis (SC) e Dracena (SP).

Veja Mais
Ainda não comprou presente da sua mãe? **Lado B** sorteia bolsa moderna da Amoo Bijoux
Canal masculino de moda tem tradução em libras para democratizar acesso

Por trás da novidade no mercado, uma jovem de 24 anos fala como empresária experiente. Janaina Rejane demonstra dominar o negócio como uma apaixonada pelo que faz. A dona da ideia aprendeu o máximo que podia como franqueada, após abrir lojas em outros ramos ao lado do marido André Rejane, e resolveu colocar no mercado uma marca para suprir o que ela mesma sentia falta no seu lado “mulherzinha”.

“Sempre adorei bijuteria, mas ou encontrava peças muito ruins ou semijoias, não havia o meio termo. Como franqueados, também aprendemos muito na hora de negociar e sentimos na pele as dificuldades para poder aprimorar”, explica. Hoje, as pulseiras e brincos que exibe nos braços, durante a entrevista ao Lado B, são da “Amoo Bijoux”.

No escritório montado no edifício Evolution Business Center, na Afonso Pena, Janaina e a equipe dividem as tarefas de importação das peças, expansão, assessoria aos franqueados, contato com clientes, marketing e divulgação via mídias sociais, blog e site. Só no Facebook, a marca já tem 12.3 mil seguidores.

Até no nome a “Amoo Bijoux” tenta falar diretamente com mulheres entre 15 e 35 anos, que adoram fuçar blogs de moda para conhecer as últimas tendências, vivem ao lado da tecnologia e sabem detectar o que é uma peça de design.

Bracelete com pena de pavão (R$ 55,00).Bracelete com pena de pavão (R$ 55,00).

Algumas traduzem bem isso, como o bracelete com uma pena de pavão no detalhe, ou a clutch no estilo Alexander McQueen inspired, com fechador de anel quádruplo.

Além do desenho diferente, os produtos importados da China e Estados Unidos são mais baratos que as peças nacionais. Há bijuterias vendidas a partir de R$ 10,00. “Esse é um diferencial importante: o preço, apesar da qualidade superior”, diz Janaina.

Na relação de 2 mil itens, há mais de 50 tipos de bolsas, a maioria em couro ecológico, além de lenços, colares, brincos, pulseiras e acessórios para o cabelo. Todo mês, duas peças saem de linha e outras 3 são colocadas no estoque, para renovar as prateleiras.

As primeiras duas lojas montadas em Campo Grande serviram para aprimorar a franquia. Uma funciona no Shopping Norte e Sul Plaza e outra na rua Bahia, número 575.

Bolsa de couro ecológico, uma dentre 50 modelos diferentes (R$ 294,00)Bolsa de couro ecológico, uma dentre 50 modelos diferentes (R$ 294,00)
Detalhe de maxicolar prata (R$ 67,00).Detalhe de maxicolar prata (R$ 67,00).

O franqueado tem duas opções de negócios: quiosques entre 6m² e 9m², ou lojas com espaço entre 30m² e 60m².

O investimento inicial para quem optar pela estrutura enxuta varia de R$ 70 mil a R$ 78 mil, incluindo o quiosque, a taxa de franquia, capital de giro, mercadoria e despesas com propaganda e informática.

Quem optar por uma loja terá de desembolsar entre R$ 145 mil e R$ 170 mil, dependendo do tamanho do ponto. O valor envolve também taxas, reforma do prédio, produtos, capital de giro e os custos com publicidade e tecnologia.

As informações detalhadas estão no site da marca .

Veja o making off da última campanha da marca:




Olá pessoal, estou em Salvador-Ba, proprietária de Inst. de Beleza, já confeccionei bijuterias durante algum tempo. Me identifiquei porque gosto de envolver-me com o novo, e confeccionar biju é uma arte para poucos. Gostaria de ter contato com vocês e quem sabe usufruir do bom gosto dos confeccionadores das peças. No aguardo de um retorno para assim definirmos algo, agradeço.

Magali Santos Bauer
 
MAGALI MARIA DOS SANTOS BAUER DA SILVA em 14/05/2012 03:56:43
Oi, eu comecei a vender bijoux esse ano aqui em corumbá e gostaria de saber se vcs têm interesse de vender suas bijoux aki. Gosteri muito das peças e acho que minhas clientes também se interessariam.
Meu email é esse que eu forneci, qualquer coisa, caso se interessem estou aberta a novas oportunidades.
Obrigada e boas vendas.
Att,
Marcelle
 
Marcelle de Saboya Ravanelli em 12/05/2012 04:33:37
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.