A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

11/05/2013 13:06

Mostra de cinema paraguaio começa na segunda, no Museu da Imagem e do Som

Elverson Cardozo
Cena de Hamaca Paraguaia. (Foto: Divulgação)Cena de "Hamaca Paraguaia". (Foto: Divulgação)

Incluído na programação da 11ª Semana de Museus, o MIS (Museu da Imagem e do Som) promove, a partir de segunda-feira (13), uma mostra de cinema paraguaio. As exibições seguem até a sexta (17) e acontecem sempre às 19h, com entrada franca.

Veja Mais
Parque das Nações terá Jota Quest de graça, além de Curimba e Bella Xu
Morre ator e comediante Guilherme Karan aos 58 anos

Realizada em parceria com a Associação Colônia Paraguaia de Mato Grosso do Sul e a Associação de Professores de Espanhol do Estado, a mostra tem o objetivo de celebrar a cultural e independência do país vizinho, comemorada no dia 15 de maio.

Entre curtas e longas metragens, serão exibidos 6 filmes em idioma original. Alguns terão legendas em espanhol, já que não existem cópias das obras com a tradução para o português.

Confira a programação e as sinopses:

13 de maio (segunda-feira)

7 Cajas

Asuncion, Paraguai – Víctor, um jovem de 15 anos que ganha a vida carregando mercadorias pelas ruas do Mercado 4, um centro comercial lotado de gente, localizado no centro da capital do país, recebe uma proposta irrecusável. Ele recebe uma nota de US$100 rasgada ao meio para entregar sete caixas de madeira, e a outra metade da nota ele receberá quando a mercadoria chegar ao destino. O jovem, que geralmente carrega nada além de carne, frutas, vegetais, aparelhos eletrônicos e até mesmo móveis, não sabe o que transporta neste último trabalho. Direção:Juan Carlos Maneglia e Tana Schembori; elenco: Celso Franco, Lali Gonzalez e Nico García; Ação, 100min, 2012, legendado (espanhol).

14 de maio (terça-feira)

Hamaca Paraguaia

14 de junho de 1935. Estamos no outono, mas o calor continua a ser esmagador. Em uma terra isolada no Paraguai, Candida (Georgina Genes) e Ramon (Ramon del Rio), um casal de camponeses idosos, esperam o retorno de seu filho, que foi para a frente de combate na Guerra do Chaco. Eles também esperam a chegada da chuva (que nunca chega), e, finalmente, a esperança de que as coisas melhorem. E esse momento de eternidade é entre o passado e o futuro por vir. Mas cada parceiro vê as coisas à sua maneira: Ramon, o pai, enfrenta com otimismo, enquanto que Candida, a mãe, está convencido de que seu filho está morto. Direção: Paz Encina; elenco: Ramon del Rio e Georgina Genes; drama, 78min, 2006.

15 de maio (quarta-feira) - Curtas-metragens

Los Guaranies de Hoy - Documentário realizado em Misiones sobre a Aldeia Guarani Guavira Poty onde relatam a sua forma de vida e que como o não índio (paraguaios, bolivianos, argentinos e brasileiros) foram tirando a terra deles. Edição realizada na Escola de Jornalismo de Toulouse – França, com apoio da Reserva Yaguaroundi. Direção: Sébastien Fabre e Léonore Mahieux; documentário, 27min, 2006.

Kara’í Norte - Um homem, uma mulher. Um encontro casual condiciona-os a reviver momentos que ambos estão tentando esquecer. Baseado em um clássico da literatura do Paraguai. Vencedor do prêmio de curtas do Florianópolis AudioVisual Mercosul de 2010 pelo júri oficial. Direção: Marcelo Martinessi; drama, 20 min, 2009.

1811 Independencia del Paraguay - Um filme paraguaio animado que narra as façanhas da Independência Paraguaia, baseado na forma de quadrinhos, mas com uma rigorosa fidelidade investigativa, recorre tanto a artigos e documentos de época, assim como a entrevistas, depoimentos e outras expressões como poemas, canções e lendas populares. Direção: Roberto Goiriz; animação, 25 minutos, 2011.

16 de maio (quinta-feira)

Guerra del Paraguay (Triple Alianza)

O filme recorre aos campos de batalha da Guerra do Paraguai, também conhecida como Guerra da Tríplice Aliança que devastou o Paraguai entre 1864 e 1870. Incialmente o documentário percorre os cenários de combate indicado pelo pintor Cándido Lopez, mas durante a filmagem os criadores questionam o motivo da guerra e vão até Cerro Cora, para lembrar o Marechal Solano Lopez e seus 411 homens que cumpriram o juramento de “vencer ou morrer”. Direção: Cándido Lopez; Documentário, 102 min, 2005.

17 de maio (sexta-feira)

Os Paraguaios

“Muero com mi Patria” teria dito o Marechal Solano López, quando morria na guerra do Paraguai em 1870. No entanto, sua pátria sobreviveu e continuou fazendo heróis através da História. Os Paraguaios parte dos primórdios da nação guarani para o Paraguai contemporâneo: historiadores, antropólogos, escritores e artistas tentam desatar os nós de uma realidade cheia de contrastes. Direção: Marcelo Martinessi; documentário, 54min, 2006, legendado (espanhol).

 




Hamaca Paraguaya é tão poético e tocante!
 
Beatriz Helena Cruz em 14/05/2013 02:47:42
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.