A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

01/10/2016 07:15

Com toque regional, chef recria sobremesa italiana com bocaiuva e tereré

Thailla Torres
Receita italiana ganhou tereré e bocaiúva no preparo. (Foto: Míriam Arazini)Receita italiana ganhou tereré e bocaiúva no preparo. (Foto: Míriam Arazini)

Sorte de que tem um pé de bocaiuva em casa. O coquinho do Cerrado, também conhecido no popular por chiclete de cuiabano, vai bem até em receita italiana. Desenvolvido pela chef de cozinha Miriam Arazini, o Tiramissú bem sul-mato-grossense foi preparado com a farinha e a polpa da fruta e ganhou um toque ainda ainda mais regional, erva de tereré.

Veja Mais
Batata de frigideira recheada é carro-chefe de truck que percorre feiras
Ex-gerente de fast food vende Nakedtone, além de pizza que é jantar e sobremesa

A sobremesa Tiramissú Cidade Morena, tem bocaiuva no creme e no lugar das bolachas Champanhe, Miriam usou massa de bolo, feita com farinha da fruta. O coquinho foi reservado para a cobertura. Tudo é aproveitado e para dar uma refrescada, a infusão de tereré entra no lugar do café, para molhar o bolinho.

"Toda vez que produzimos alguma receita que será levada para fora, sempre faço releituras de algum prato que já existe, acrescentado algo regional. E esse foi um pedido do chef Gustavo Helney e a primeira coisa que pensei em fazer foi um Tiramissu de tereré. Mas em casa, eu testei de tudo e as combinações da bocaiúva com a bebida gelada foi a vencedora", conta Míriam.

A receita é cheia de detalhes e é preciso paciência na hora de encontrar os ingredientes. Em Campo Grande, a chef conta que é difícil achar a polpa e a farinha, em qualquer época do ano. Geralmente, os produtos são comprados de fornecedores de fora da cidade.

"Esse é o grande problema na hora de fazer uma receita com toque regional. Nem sempre encontramos os materiais. Eu compro a farinha, castanha e a polpa na Central de Comercialização de Economia Solidária aqui na Cidade", revela. Esse local fica na Rua Cândido Mariano, 1500.

No entanto, na falta deste ingredientes, a chef dá a uma dica muito mais simples. "Quando fiz os primeiros testes, outro artificio que usei foi o picolé de bocaiuva. Derreti o picolé e usei como polpa. É uma boa opção quando se encontra a farinha", sugere.

Farinha de bocaiúva pode ser encontrada no mercadão municipal. (Foto: Míriam Arazini)Farinha de bocaiúva pode ser encontrada no mercadão municipal. (Foto: Míriam Arazini)
Castanhas são utilizadas na cobertura. (Foto: Míriam Arazini)Castanhas são utilizadas na cobertura. (Foto: Míriam Arazini)

Além do Tiramissu, outras sobremesas podem ganhar o sabor da bocaiúva. "Dá para brincar com tudo, é possível fazer uma calda de pudim, do manjar, brigadeiro e também colocar no próprio bolo que usei para fazer o doce", diz.

Confira a receita completa:

Para fazer bolo de bocaiuva

100 g de manteiga sem sal
2 ovos inteiros
120 g açúcar refinado
80 g de farinha de trigo
40 g de farinha de bocaiuva
120 ml de leite integral
5 g de fermento em pó
Essência de baunilha

Para fazer a redução da fruta

100 g de polpa de bocaiuva
25g de açúcar refinado
15g de manteiga sem sal

Creme de bocaiuva

3 ovos
90g de açúcar refinado
250g de queijo mascarpone

Modo de preparo:

Para fazer o bolo, bata a manteiga com as gemas, baunilha e o açúcar, até que fique um creme fofo e claro. Adicione as farinhas e o leite, batendo até que fique homogêneo. Em seguida, bata as claras em neve e acrescente à massa. Por último vem o fermento. Despeje numa forma retangular e leve ao forno até assar.

Enquanto o bolo estiver assando, prepare a redução da bocaiuva, levando a polpa com açúcar ao fogo baixo e deixe reduzir até que vire uma calda grossa. Adicione manteira e reserve.

Prepare também o creme separando as claras das gemas, bata as gemas com açúcar até que fique cremoso, adicione o queijo mascarpone, a redução e a farinha de bocaíuva, batendo novamente até ficar homogênio e reserve.

Para utilizar o tereré, é necessário fazer a infusão. Leve água e erva ao fogo até ferver. Desligue e mantenha em infusão por 10 minutos, deixe esfriar e coe.

Montagem:

Em um copo ou taça transparente coloque um pouco do creme de bocaiuva. Adicione uma fatia do bolo e molhe com a água de tereré. Finalize com o creme e coloque por cima as castanhas da fruta. Se preferir salpique cacau em pó para um toque final.

Curta o Lado B no Facebook.

A bocaiúva é o ingrediente especial do tiramissu. (Foto: Miriam Azarini)A bocaiúva é o ingrediente especial do tiramissu. (Foto: Miriam Azarini)



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.