A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

15/03/2015 08:48

Comer chia está tão na moda que até o quibe ganhou versão funcional

Aline Araújo
Comer chia está tão na moda que até o quibe ganhou versão funcional

Está tão na moda ser funcional que até o quibe ganhou uma versão mais leve. Em vez de fritos, agora são assados e no lugar da carne bovina, entram as aves e ingredientes funcionais. A receita leva frango, farinha de quibe, muita hortelã, azeite, cebola, alho e sal. “É bem simples, mas muito saboroso, e o hortelã dá um gosto que as pessoas elogiam”, comenta a aposentada Vanda Terezinha Pael, de 59 anos.

Veja Mais
Batata de frigideira recheada é carro-chefe de truck que percorre feiras
Ex-gerente de fast food vende Nakedtone, além de pizza que é jantar e sobremesa

A chia ganhou espaço no quibe mais por “modismo” do que por funcionalidade, admite. A semente tem origem mexicana, com propriedades de ácidos graxos, fibras, proteínas e outros nutrientes. Ela ficou conhecida como aliada no controle do colesterol e fortalecimento do sistema imunológico.

Comer chia está tão na moda que até o quibe ganhou versão funcional

Vanda até pensou em inserir o alimento por seus benefícios, uma amiga sugeriu que ela introduzisse o ingrediente no quibe e ela aceitou o desafio, fez alguns testes na cozinha até chegar a um resultado satisfatório. Deu certo e a variação entrou de vez para o cardápio de encomendas.

“Está em alta né? E as pessoas dizem que faz bem para o organismo. Já que é saudável, então vamos acrescentar”, comentou. Depois da receita pronta ela resolveu estudar sobre os ingredientes, e ficou ainda mais contente com o resultado.

A vida profissional de Vanda sempre foi agitada, ela trabalhou por 37 anos como secretária. Depois gerenciou uma lanchonete por um tempo, onde aprendeu a receita do quibe de frango, que hoje ganhou novos ingredientes como chia e brócolis e é vendido pelo Facebook.

Com a aposentadoria a rotina mudou, mas não desacelerou por isso, em meio período ela cuida do neto, de dois anos, e no outro produz os quibes sob encomenda.

“Minha menina que falou: Mãe porque você não faz o quibe para vender? E eu achei uma boa ideia, a gente que tem mais idade não pode ficar em casa sem fazer nada, tem que ocupar a cabeça para não pensar besteira”, diz, em tom de brincadeira.

Ela conta que nunca foi muito “chegada” na cozinha do dia a dia, mas sempre gostou de arriscar receitas diferentes. Hoje ela vende somente quibes de frango, com cenoura, brócolis ou chia. As receitas foram aperfeiçoadas em casa. Mesmo com pouco tempo, o negócio já tem dado um resultado considerável na renda familiar.

A maioria das encomendas é feita pelo perfil do Facebook, que Vanda criou no começo de março. Os preços variam de acordo com a quantidade e tipo. O tradicional custa R$ 12,00 (20 unidades) e R$ 25,00 (40 unidades). Com cenoura ou brócolis custa R$ 15,00 e R$ 28,00. Já o de chia é um pouco mais caro, R$ 18,00. Quibe de frango com chia (40 unidades) sai por R$ 30,00.

As encomendas podem ser feitas pelo telefone (67) 9958 4632. Os salgados são entregues congelados.

Comer chia está tão na moda que até o quibe ganhou versão funcional



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.