A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

17/03/2014 06:46

Em lanchonete na BR, do milk shake ao cupcake, tudo é feito com bocaiúva

Ângela Kempfer
Cupcake feito com farinha da bocaiúva.Cupcake feito com farinha da bocaiúva.

No quilômetro 504 da BR-262, a parada rende uma experiência bem sul-mato-grossense. No cardápio há varias diferenças, como o pastel de cupim. Mas o regional mesmo é representado pela bocaiúva.

Veja Mais
Batata de frigideira recheada é carro-chefe de truck que percorre feiras
Ex-gerente de fast food vende Nakedtone, além de pizza que é jantar e sobremesa

O lugar virou referência nesse sabor. Ali, na base da faca, é tirada a polpa grudenta da frutinha de casca grossa. Depois, vira farinha, pão, cupcake, sorvete e até petit gateau

Em Miranda, a proprietária do Posto e Restaurante Pioneiro, Cristiana Moreira, vai inventando as receitas de acordo com a necessidade. Começou pelo Milk Shake Pantaneiro de Bocaiúva, para um concurso de gastronomia regional em Corumbá em 2011. Venceu a disputa como melhor sobremesa e não parou mais.

Milk Shake Pantaneiro. (Foto: Divulgação)Milk Shake Pantaneiro. (Foto: Divulgação)

É claro que receita tem as tradicionais caldas de chocolate e caramelo, leite, mas tem sorvete de bocaiúva e mais uma dose de polpa da fruta.

Na relação de produtos exclusivos, até o bolo inglês ganhou a cor amarelada e o gostinho de Mato Grosso do Sul. “Sou daqui, nasci na região, comendo bocaiúva”, comenta Cristina.

Em março, a colheita enfraquece, mas o estoque está pronto para garantir a produção durante todo o ano. “Nos recolhemos na região toda. Não falta”, diz a chef que já pode ser considerada especialista em bocaiúva.

Cada leva trazida da fruta, significa cerca de 200 pacotes de farinha, que são consumidos na empresa para a produção das massas e doces, ou colocados à venda para quem quiser inventar na cozinha. O pacote custa R$ 10,00.

Cristina explica que é muito simples inserir a farinha nas receitas. “É só trocar pela convencional, de trigo”, reforça. O resultado é o mesmo, com a diferença do sabor mais adocicado e de ser uma fonte poderosa de cálcio e potássio.

E os preços não sobem tanto, considerando que se trata também de um produto turístico. O pão custa R$ 6,00, R$ 1,00 a mais que o caseiro convencional.

Já o milk shake é vendido em dois tamanhos de 250ml, por R$ 6,00, e de 500ml, por R$ 12,00. Os produtos também estão à venda na filial de Aquidauana.

Pão caseiro e farinha de bocaiúva.Pão caseiro e farinha de bocaiúva.



Excelente, conheci ano passado e realmente é algo bem interessante.
 
Romeu Luitz em 17/03/2014 07:33:03
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.