A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

01/02/2016 07:14

Lady Gaga estampa o "Hot Dog das Manas", sucesso de mãe em frente à boate gay

Adriano Fernandes
O tradicional cachorro-quente do Hot das Manas é para provar que existe diversidade até na hora de comer.O tradicional cachorro-quente do Hot das Manas é para provar que existe diversidade até na hora de comer.

Já dizia o ditado, “família unida, permanece unida” e para os Aguileira isso vale até na hora de trabalhar. Pai, mãe e filho decidiram investir em um negócio aparentemente comum, mas que aposta na diversidade como principal diferencial.

Veja Mais
Aproveitando época da guavira, chef ensina petit gâteou e brownie da fruta
Hamburgueria K Burguer traz deliciosas novidades

Funcionando há pouco menos de um mês, durante as madrugadas em frente à casa noturna Sis Lounge, o carrinho de cachorros-quentes “Hot Dog das Manas” é curioso até no nome, que surgiu a partir de um dos memes da Inês Brasil, uma das maiores divas do público GLS.

Tanto a ideia do negócio quanto do nome foi criada pelo DJ Felipe Aguileira, de 21 anos, que decidiu convocar a mãe, Sônia Aguileira e o pai Osvaldo Cardoso, para a nova empreitada em frente à boate onde é DJ residente. Mas quem põe a mão na massa mesmo é só a simpática dona Sônia, que não pensou duas vezes na hora de aceitar a proposta do filho. 

“Temos um restaurante, mas eu resolvi dar um tempo para descansar e tentar reformar o local. Foi quando ele surgiu com a ideia e como eu também já tive lanchonete, eu aceitei”, conta. E o processo foi mesmo rápido e todo agilizado por Felipe. “Numa segunda-feira nós chegamos a um consenso e na quarta-feira já tínhamos um carrinho e até a arte”, ele conta.

A simpática dona Sônia virou mãezona também dos frequentadores da boate onde o filho toca.A simpática dona Sônia virou mãezona também dos frequentadores da boate onde o filho toca.
O nome foi inspirado em um dos jargões de Inês Brasil. (Foto: Arquivo Pessoal)O nome foi inspirado em um dos jargões de Inês Brasil. (Foto: Arquivo Pessoal)

A estampa que chama a atenção no carrinho das “manas” é Lady Gaga, que claro, está comendo um hot dog. Curiosidades mais que sugestivas já que o carrinho, fica em frente a uma das boates GLS mais tradicionais de Campo Grande. De sexta-feira a domingo, dona Sônia bate ponto na frente da boate à espera dos clientes. Ela e Felipe são os primeiros a chegar e em seguida senhor Osvaldo, que faz o expediente das 23h às 6h.

A rotina ela conta que gosta, mesmo sendo em um local e horários, nada dentro do convencional. “Fico ouvindo e curtindo a música que vem lá de dentro. Conheço até as que o Felipe toca. Se eu tivesse que escolher algum lugar para vender meus cachorros-quentes eu escolheria aqui, porque não existe nada melhor do que trabalhar com quem a gente ama e eu amo meus filhos e os amigos dele. É um jeitinho de estar sempre junto”, conta.

Como a homossexualidade do filho nunca foi tabu nem para ela ou o marido, dona Sônia explica que virou “mãezona” também dos frequentadores da casa e retribui ao lado do senhor Osvaldo, todo o carinho dos baladeiros da noite. “Eles são muito carinhosos comigo. Me abraçam, me beijam, chamam de tia eu já conheço todo mundo. Do homossexual ao heterossexual eu trato sem discriminação e já virei referência de mãe para o público daqui” comemora.

Dona Sônia fala com orgulho também dos clientes que não chegam a entrar na boate, mas vão só para comer o seu cachorro-quente, que tem versões do simples até o de frango desfiado. O simples custa R$ 6,00 e o de frango tem opções com ou sem salsicha e também bacon e custa entre R$ 8,00 e R$ 10,00.

O cardápio é basicamente esse, mas feito com amor. No “Hot Dog das Manas” dona Sônia dá um exemplo de mãe e um basta ao preconceito. O carrinho funciona a partir das 23h, nas sextas-feiras e sábados e domingo, a partir das 20h em frente ao Sis Lounge na Rua Doutor Zerbini, 53.

Curta a página do Lado B no Facebook. 




Ótima matéria, no entanto, gostaria de salientar que o termo GLS está obsoleto. Atualmente são usadas as siglas LGBT. Parabéns pela reportagem!
 
Renan Carvalho em 01/02/2016 11:50:00
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.